32.6 C
Rio de Janeiro
novembro 15, 2018
Música

Zé Renato & Cláudio Nucci no Teatro Rival Petrobras

Show Liberdade e Movimento

Zé Renato e Claudio Nucci apresentam o show “LIBERDADE E MOVIMENTO”, no dia 16 de novembro, sexta, no Teatro Rival Petrobras, na Cinelândia. Munidos de seus violões, estes dois grandes intérpretes, além de músicos virtuosos, abrem seus repertórios autorais para o encanto do público, sem deixar de passear pelo cancioneiro de compositores que marcaram suas trajetórias.

A origem do show “LIBERDADE E MOVIMENTO” vem de um “presente” de Claudio para Zé em 2016, ano de seus 60 anos de idade: uma letra para a emblemática “Bicicleta”, tema instrumental de Zé Renato gravado pelo Boca Livre. A leveza das palavras de Claudio pegou carona definitiva naquela melodia aventureira e revigorante de Zé. Registrada em estúdio ao lado de amigos (Mú Carvalho, Jorge Helder e Marcelo Costa), ela não apenas estará no repertório desta nova turnê como também é o novo single da dupla em todas as plataformas digitais, com lançamento em novembro de 2018.

Donos de vozes marcantes na música brasileira, sob a trança de seus timbres únicos formariam ainda a Banda Zil em 1987, abrindo um campo até então pouco explorado em nosso país, unindo música vocal e instrumental de forma bastante peculiar. Nestes mais de 40 anos de amizade, dividiram não apenas canções e parceiros, mas também emoções e uma crescente admiração mútua.

Dois grandes amigos, dois grandes parceiros, dois grandes compositores com quem dividi alguns dos melhores momentos musicais da minha vida. Dois irmãos queridos que a música me deu e que nunca deixaram de me surpreender nesses anos todos com a sensibilidade e a excelência de sua arte …” (Juca Filho, compositor e escritor)

Nas palavras de Juca Filho, parceiro de longa data de Zé Renato e Claudio Nucci, há valores como amizade, excelência e sensibilidade. Valores forjados desde a sala de aula, entre os livros e os estudos no Colégio Rio de Janeiro. Mas, na prática, o que deu liga mesmo a tudo isso foi a música. Dos festivais estudantis às bandas “irmãs” Cantares e Semente, das parcerias adolescentes ao grupo Boca Livre, eles enfrentaram de frente a vida de artista. E foi assim que eternizaram vários sucessos que vivem no imaginário do público brasileiro como “Toada”, “Quem Tem a Viola”, “A hora e a vez” e “Pelo sim, pelo não”, sendo esta última o nome do disco de grande repercussão que gravaram juntos em 1985.

Maurício Gouvêa

Serviço

Teatro Rival Petrobras – Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – Rio de Janeiro. Data: 16 de novembro (Sexta). Horário: 19h30. Abertura da casa: 18h. Ingressos: R$ 60,00 (Inteira), R$ 40,00 (promoção para os 100 primeiros pagantes), R$ 30,00 (meia-entrada). Venda antecipada pela Eventim – http://bit.ly/Ingressos2z0P23jBilheteria: Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h Censura: 18 anos. www.rivalpetrobras.com.br. Informações: (21) 2240-9796. Capacidade: 350 pessoas. Metrô/VLT: Estação Cinelândia.

*Meia entrada: Estudante, Idosos, Professores da Rede Pública, Funcionários da Petrobras, Clientes com Cartão Petrobras e Assinantes O Globo

Posts relacionados

Rock in Rio 2019 anuncia Muse, Imagine Dragons, Nickelback e Os Paralamas do Sucesso

Redação

Joyce Cândido e Quarteto do Rio no Blue Note Rio, dia 16 de agosto

Redação

Festival #voltaMOTIM fecha a campanha de financiamento coletivo da casa com música, exposições e flash de tatuagem

Redação

Deixe um comentário