Vieux Carré

Texto inédito de Tennessee Williams com direção de Gilberto Gawronski no ESPAÇO SERGIO BRITTO faz parte das comemorações dos 35 anos da CAL

Vieux Carré reduzida (foto: Pablo Henriques)
Vieux Carré reduzida (foto: Pablo Henriques)

Aluno da segunda turma de formandos da CAL – Casa das Artes de Laranjeiras -, Gilberto Gawronski lembra que foi lá que conheceu Luiz Antonio Martinez Correa, Alcione Araújo e Sergio Britto, mestres que lhe abriram as portas da vida profissional no Rio. “Eles me colocaram no mercado de trabalho”, conta. Para marcar sua participação nas comemorações dos 35 anos da CAL, Gawronski escolheu Vieux Carré, um texto do dramaturgo americano Tennessee Williams, inédito no Brasil, que estreia dia 13 de outubro no Espaço Sergio Britto, na Glória.

“Optei por esse texto de Tennessee Williams principalmente pela temática que ele aborda e também por tratar-se de um texto quase autobiográfico, o que nos incitou a mergulhar em todo o universo literário e até cinematográfico do autor. Estou neste momento dirigindo Doce Pássaro da Juventude, do mesmo autor , com estreia no Teatro Carlos Gomes também para o mês de outubro, e achei excitante fazer simultâneamente dois textos de Williams, um com atores já consagrados e outro com jovens atores”, conta o diretor.

Vieux Carré é uma peça sobre a educação do artista, uma educação solitária e muitas vezes desesperante, entre a entrega ou a recusa, mas sobretudo sobre aprender a ver, ouvir, sentir e descobrir que “os escritores são espiões sem vergonha”, que pagam caro pelo seu conhecimento e são incapazes de esquecer. A peça se passa numa pensão do bairro Vieux Carré em New Orleans que abriga artistas que sonham com o estrelato.

A encenação é crua e simples como o universo que Williams descreve, porém é feita como uma sinfonia onde atores trabalham simultâneamente, uns sendo tapete sonoro para a cena do outro. “A adaptação foi somente em desdobramento de atores fazendo o mesmo personagem, mas que já era sugerida pelo autor”, garante.

FICHA TÉCNICA:
Texto de Tennessee Williams, traduzido e adaptado pelo grupo.

Encenação de Gilberto Gawronski, assistido por Renato Krueger, com a colaboração de Marina Salomon no trabalho de corpo e Rose Gonçalves no trabalho de voz.

Elenco:
– André Arteche
– Audrei Andrade
– Bruna Guimarães
– Fabi Oliveira
– Julia Fajardo
– Laís Oliveira
– Luiza Horta
– Mauricio Olliveira
– Priscila Moura
– Raquel Menau
– Sarah Lavigne
– Stefano Gilheta
– Victor Grimoni
– Vitor Pol
– Tarcisio Henicke

SERVIÇO:
Temporada dias 13, 14 e 15 de outubro com sessões às 18 e 21h todos os dias.
Local – Espaço Sergio Britto – Rua Santo Amaro, 44, Glória
Tel: 3916 7500
Preço: grátis
Lotação do teatro: 80 lugares
Duração: 90 minutos
Classificação etária: 18 anos