32 C
Rio de Janeiro
novembro 18, 2018
Exposição

Um manifesto em forma de poesia plástica

Deborah sem plumas
Deborah sem plumas

Exposição e lançamento do livro “O Despertar – Existência Integral” a partir de 19/9, no Centro do Rio,
une poesia, artes plásticas e paisagismo num percurso que reflete os passos e os rastros da humanidade

Um cano de esgoto feito de placas de celulares desemboca numa chaminé que expele acrílicos-pixels. Sem nome, uma mulher em relevo digital cuida de uma criança. E, ao entrar pelo mito da caverna, o visitante tem a chance de observar a caminhada da humanidade por vários ângulos. Às peças do artista plástico Kerrys Aldabalde, dispostas pelos ambientes da Sociedade Brasileira de Belas Artes, juntam-se os poemas de Cláudio Furtado e de Mauro Andrade, que acumula ainda as criações paisagísticas do projeto com colaboração de Misael Medeiros. Orquídeas, bromélias, suculentas, cactos, begônias, marantas, frutíferas e dracenas ganham protagonismo, contextualizadas entre os objetos e textos.

Capa O Despertar
Capa O Despertar

De 19/9 a 2/10, no Centro do Rio, três artistas, três amigos de longa data se unem para mostrar, com a exposição “O Despertar – Existência Integral”, uma visão sobre a trajetória humana no planeta, provocar percepções sobre a relação de cada um com o meio que se vive e como a natureza é afetada, e levar o espectador a refletir sobre suas atitudes e o seu papel na sociedade.

A exposição, que tem ENTRADA GRATUITA, vai ocupar espaços cobertos e a céu aberto do belo prédio que fica na Rua do Lavradio. As obras foram feitas, em sua maioria, com materiais que seriam descartados como lixo: ferragem, acrílico, troncos de madeira, resina, seringas, placas de celulares e circuitos de computadores, livros, jornais, revistas, sapatos.  Há, ainda, quadros de madeira com pintura a óleo e gravuras de nanquim e aquarela assinadas por Kerrys e que ilustram, também, o livro homônimo à exposição que será lançado durante o evento.

“O tempo no século XXI representa um passo na maturidade da percepção humana. Trazemos reflexões simples do dia a dia, abordando muitos assuntos como quem provoca esse despertar. Fazemos isso de uma forma despretensiosa, como se estivéssemos fazendo a nossa parte, reconhecendo que estamos na trilha e ainda longe do alvo”, diz Kerrys, no prefácio da obra.

“O DESPERTAR – EXISTÊNCIA INTEGRAL” – O LIVRO 
Também assinado pelo trio e publicado pela Editora Jaguatirica, o livro “O Despertar – Existência Integral” segue o mesmo conceito de poesia plástica defendido pelo trio na exposição: ilustrado, une as artes plásticas, poética e paisagística expressando a necessidade de integração que o ser humano tem para alcançar sua evolução plena. Em sete capítulos, trata do caminhar da alma. A exposição e o livro “O Despertar – Existência Integral” são os primeiros projetos da produtora cultural carioca Phoenix.

TRECHOS
Desregre-se para viver
Liberdade ampla consciente
Desprograme-se para viver
Deleite absoluto subconsciente
Dissolva-se para viver
Abundância imensa inconsciente
Desintegre-se para viver
Integração coletiva inconsciente.

***

Por um breve instante
Saio do extinto de sobrevivência
Adentro na consciência da vivência
Saio da perpetuação
Caminho para evolução.

***

Pensar,
sentir,
sem agir,
não glorifica
seu existir.
Fazer,
realizar,
sem amor, sem doar,
não permite
se unificar.

***

SERVIÇO

EXPOSIÇÃO “O Despertar – Existência Integral”
Dias e horários
: de 19 de setembro a 2 de outubro de 2018, de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h30
Local
: Sociedade Brasileira de Belas Artes – Rua do Lavradio, 84 – Centro, RJ
Produção e realização: Phoenix Produtora
Consultoria: BioEcos Consultoria Ambiental

ENTRADA GRATUITA

LIVRO “O Despertar – Existência Integral”
Autores
: Cláudio Furtado e Mauro Andrade (poesias) e Kerrys Aldabalde (prefácio e ilustrações)
Editora: 
Jaguatirica
Formato: 14 x21cm
Págs
: 220
Preço
: R$ 45,90 (impresso // R$ 19,90 (digital)

MAIS SOBRE OS ARTISTAS

Cláudio Furtado
Espiritualista, escritor e engenheiro, apaixonado pela arte poética e pelas ciências esotéricas. Como escritor, sua carreira começou aos 18 anos e seu primeiro livro, “Divagaísmo” (Jaguatirica), foi publicado em 2017. 

Kerrys Aldabalde

Artista carioca com uma carreira fértil e variada iniciada aos 23 anos, dedica-se à pintura, esculturas, decoração e efeitos especiais para cinema, teatro, televisão e publicidade. Estudou biologia e telecomunicações e, hoje, é aluno da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Mauro Andrade
Biólogo botânico com especialização em espaços saudáveis e sustentáveis, é um paisagista que busca a beleza e a essência a todo momento. Espiritualista, amante da natureza e poeta por dom.

A PHOENIX

Produtora de projetos culturais que nasce em 2018 trazendo consigo a necessidade de sensibilizar o ser humano, ajudando-o a expandir sua consciência sobre temas atuais e relevantes. Usa como instrumento a integração das artes poética, plástica e paisagística sustentando o conceito de poesia plástica.

Posts relacionados

Lauro Cavalcanti e outros profissionais debatem curadoria de exposições em série de palestras

Redação

Mostra “Autorretratos” reúne documentários autobriográficos na Caixa Cultural RJ

Redação

Elefantes no calçadão

Redação

Deixe um comentário