UFRJ recebe XVII Mostra de Teatro até dezembro

A XVII Mostra de Teatro da UFRJ, evento que reúne os trabalhos de conclusão de curso dos alunos de Direção Teatral da Escola de Comunicação da UFRJ e o espetáculo do projeto EncenaAção, do Colégio de Aplicação da UFRJ, acontece de 07/11 a 17/12, na Escola de Comunicação da UFRJ – campus da Praia Vermelha. A mostra ocorre anualmente desde 2001. 

Serviço
Escola de Comunicação da UFRJ – Campus Praia Vermelha
Av. Venceslau Braz, 71 – Botafogo
Sala Oduwaldo Vianna Filho (Vianninha)
Telefone – (21) 2542-5085
De 07 de novembro a 17 de dezembro de 2017, de segunda a domingo, com horários variados (consultar programação)
Classificação – Consultar programação
Entrada franca com distribuição de senhas sempre uma hora antes do espetáculo.
Sujeito à lotação. 

XVII MOSTRA DE TEATRO DA UFRJ – 07/11 a 17/12/2017

RESUMO DA PROGRAMAÇÃO

07/11, 08/11, 09/11 (TER a QUI)

Mulheres de Papel, de Felipe Valentim
Direção: Felipe Valentim
Horário: 20h
Local: Sala Vianninha da Escola de Comunicação
Classificação indicativa: 16 anos

Sinopse: Após o desaparecimento da obsidiana, um amuleto de proteção, uma aldeia de mulheres vive as ameaças de uma invasão.

10/11, 11/11, 12/11 (SEX a DOM)

A Metamorfose, de Franz Kafka
Direção: Suellen Casticini
Horário: 20h
Local:
 Sala Vianninha da Escola de Comunicação
Classificação indicativa: Livre

Sinopse: Numa manhã ao despertar de sonhos inquietantes, Gregor Samsa deu por si na cama transformado num gigantesco inseto. Assim, começa A Metamorfose, de Franz Kafka. Em cena: três atores, oito personagens, uma arena e uma estória fantástica.

14/11, 15/11, 16/11 (TER a QUI)

Para adiar a morte, criação coletiva
Direção: Anna Duran
Horário: 20h
Local: Laguinho da Escola de Comunicação
Classificação indicativa: 16 anos

Sinopse: Um encontro de iguais tão distintos para celebrar os caminhos que a dor, a perda e a fatalidade nos dão para o riso, o gozo e a plenitude. Em palavra, ação, canto e imagem, a morte nos corteja para que nos apaixonemos pela vida.

17/11, 18/11, 19/11 (SEX a DOM)

Três turmas do Segundo Ano do Ensino Médio do CAp/UFRJ, sob a direção dos alunos do quarto período do Curso de Direção Teatral, apresentam “EncenaAÇÃO 2017”

O Despertar da Primavera, de Frank Wedekind
Direção: Vinícius Andrade, Isadora Giesta e Reinaldo Machado
Horário: 20h (SEX e DOM), 16h (SAB)
Local: Sala Vianninha da Escola de Comunicação
Classificação indicativa: 12 anos

Sinopse: Alemanha, século XIX. Um grupo de estudantes de 14 anos, inseridos numa sociedade patriarcal e altamente repressora, descobrem as delícias, as dores e as consequências da travessia entre a infância e a vida adulta.

21/11, 22/11, 23/11 (TER a QUI)

Romeu e Julieta, de William Shakespeare
Direção: Antonio Ventura
Horário: 17h
Local: Sala Vianninha da Escola de Comunicação
Classificação indicativa: 16 anos

Sinopse: A guerra civil entre os Montéquios e os Capuletos destroça Verona. É a paixão avassaladora que nasce entre dois adolescentes, filhos únicos dos inimigos, que finalmente vai trazer paz à cidade – embora não da forma que o casal espera.

21/11, 22/11, 23/11 (TER a QUI)

Trilhos Invisíveis, de Bruno Parisoto
Direção: Bruno Parisoto
Horário: 20h
Local: Sala Vianninha da Escola de Comunicação
Classificação indicativa: 14 anos

Sinopse: Central no Brasil, espaço de transição de milhares de pessoas diariamente: uma moradora de rua que perde seu filho nos trilhos, dois vendedores de balas, uma menina e dois jornalistas costuram narrativas que apresentam o submundo desse sistema ferroviário e precário.

24/11, 25/11, 26/11 (SEX a DOM)

Bichas, de Livs Ataíde
Direção: Gabriel Pardella
Horário: 20h
Local: Sala Vianninha da Escola de Comunicação
Classificação indicativa: 18 anos

Sinopse: Depois da turnê de sucesso ao lado de nomes como Britney Spears, Zeca Pagodinho e Eliana, o avião da Close Air Lines faz escala na UFRJ e apresenta alguns de seus mais famosos números ao lado de uma convidada surpresa

27/11 (SEG)

Garatéa, criação colaborativa
Direção: Victor Newlands
Horário: 20h
Local: Itinerante pelo campus da Praia Vermelha, saindo do Palácio Universitário (em frente ao CCJE/CFCH)
Classificação indicativa: 16 anos

Sinopse: Garatéa é uma cidade… uma cidade multidimensional. Garatéa é um labirinto. Garatéa é um jogo. Futurismo Arcaico. Torre de Babel. Senso Comum. Garatéa é o Dissenso. É um sonho de consumo. Garatéa é uma moeda virtual. Garatéa tá na deep web.

28/11, 29/11, 30/11 (TER a QUI)
Por que Hécuba, de Matéi Visniec
Direção: Lorena Morais
Horário: 17h
Local: Sala Vianninha da Escola de Comunicação
Classificação indicativa: Livre

Sinopse: Em Por que Hécuba assistimos à perda de todos os filhos pela mãe; vemos as fogueiras que ela acendeu serem apagadas. Vemos a árvore secar quando os seus frutos morrem. Na guerra, o drama é também dos refugiados.

28/11, 29/11, 30/11 (TER a QUI)

Cuidado, espelho. Uma exposição de pessoas, criação coletiva
Direção: Marianna Mugnaini
Horário: 20h
Local: Sala Vianninha da Escola de Comunicação
Classificação indicativa: 18 anos

Sinopse: Qual sua relação com a sua auto-imagem? A partir deste mote, convidamos o público a se relacionar com obras (vivas) que acontecem num espaço híbrido entre sala de exposição e sala de teatro, interagindo com o ambiente instalativo ali proposto.

01/12, 02/12, 03/12 (SEX a DOM)

Estamos aqui, criação coletiva
Direção: Ian Calvet
Horário: 20h
Local: Sala Vianninha da Escola de Comunicação
Classificação indicativa: 16 anos

Sinopse: A peça é sobre corpos humanos descartados, refugiados que vagam no último dos lugares possíveis para sobreviver: o mar. Onde tudo é água e o corpo é lixo, a luta é por derrubar as fronteiras e reiterar, como em um berro, as suas presenças no mundo.

05/12, 06/12, 07/12 (TER a QUI)

Gianni Schicchi, de Giacomo Puccini
Direção: Manuel Thomas
Horário: 18h
Local: Sala Vianninha da Escola de Comunicação
Classificação indicativa: Livre

Sinopse: Buoso Donati morre e deixa em testamento toda sua fortuna para igreja. Cobiçando a herança, a família chama Gianni Schicchi para se passar pelo morto e alterar o testamento. Imitando o falecido, Schicchi dá um golpe em toda a família.

05/12, 06/12, 07/12 (TER a QUI)

Cícero, criação colaborativa
Direção: Dieymes Pechincha
Horário: 20h
Local: Sala Vianninha da Escola de Comunicação
Classificação indicativa: 16 anos

Sinopse: A partir de um mosaico, composto por relatos, imagens e sons, o espetáculo narra histórias de trabalhadores que vivenciaram e vivenciam condições de trabalho escravo na contemporaneidade.

08/12, 09/12, 10/12 (SEX a DOM)

Jacinta, de Newton Moreno
Direção: Ana Paula Gomes
Horário: 20h
Local: Rua interna do campus da Praia Vermelha, em frente à Escola de Comunicação
Classificação indicativa: 14 anos

Sinopse: Uma trupe falida de palhaços famintos conta a trajetória da actriz Jacinta Maria Magalhães Dornelas e Canto em busca de aplauso e reconhecimento em terras brasileiras.

12/12, 13/12, 14/12 (TER a QUI)

Santuário das Andarilhas, criação colaborativa
Direção: Isabel Figueira Sanche
Horário: 18h
Local: Jardim interno da Escola de Comunicação
Classificação indicativa: Livre

Sinopse: Em um tempo esquecido pelos homens, tempo que existe nos mistérios da terra, cinco mulheres contam suas histórias inspiradas no conto das Ia Mi Oxorongá. Em espaço aberto, elas saúdam suas ancestrais e se conectam com as forças da natureza.

12/12, 13/12, 14/12 (TER a QUI)

Atafona, relatos de fim, de João Bernardo Caldeira
Direção: João Bernardo Caldeira
Horário: 20h
Local: Sala Vianninha da Escola de Comunicação
Classificação indicativa: 16 anos

Sinopse: Um povoado é lentamente engolido pelo mar e enormes dunas de areia. Moradores relatam e explicam os motivos do fenômeno e discutem o que fazer.

15/12, 16/12, 17/12 (SEX a DOM)

Salomé Elétrica, de Oscar Wilde
Direção: Isabella Raposo
Horário: 20h
Local: Sala Vianninha da Escola de Comunicação
Classificação indicativa: Livre

Sinopse: Iokanaan, Salomé e Herodes se perdem em seus próprios delírios e projetam seus mais obscuros desejos, revelando suas limitações e contradições.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.