Uaná Etê celebra a “liberdade” em homenagem ao dia da abolição

Uaná Etê
Uaná Etê

Paraíso eco cultural coloca em cena o rufo dos tambores de grupos de jongo, percussão, maculelê, hip-hop do Vale do Café e apresenta Claudio Nucci cantando a “Natureza de Caymmi” ao lado de oficina de arqueria indígena e tradicional.

Liberdade”, conceito que atravessa a história como um dos grandes desejos da humanidade, será o tema celebrado no dia 7 de maio, domingo, a partir das 10h, no Jardim Ecológico Uaná Etê, marcando o mês em que se completa 129 anos de abolição no Brasil. A alegria de “ser livre” será festejada em toda parte nesse jardim único, construído com intuito de reverenciar a música e a natureza, com instalações permanentes e percursos de até 5 km, contendo mais de 30 mil exemplares da flora nativa da região. São inúmeras oportunidades de integracão com o verde através de gramados e bosques para explorar visuais panorâmicos e apresentações artísticas em alusão à Liberdade contemporânea.  

A partir das 10h, brunch com gastronomia indígena e afro brasileira abre as festividades e prossegue até às 14h. Tortas salgadas, paçoca de pilão, pé de moleque, cuscuz doce, xinxim, pães, sanduíches diversos, e saladas preparam o paladar.

Às 11h30 Claudio Nucci, sobe ao palco. Autor de clássicos da MPB como  “Toada” e “Quem tem a viola”, Nucci teve obras gravadas por artistas como Nana Caymmi, Emílio Santiago, Roupa Nova, Zizi Possi e Cauby Peixoto. O repertório escolhido para o dia será uma homenagem à Natureza que Dorival Caymmi pintou em sons, e a quem ele dedicou o disco “Ao mestre com carinho”, lançado no 90º aniversário do compositor baiano.

À tarde, apresentações do Jongo de Pinheiral, Capoeira e Maculelê de Mestre Mola de Engenheiro Paulo de Frontin, Banda Percussiva de Morro Azul e Hip-Hop de Vassouras, apresentam panorama de ritmos e danças. O jongo e o maculelê tem cânticos somados à percussão dos tambores e movimentos do corpo que relembram aventuras e que disfarçam o envio de mensagens. Estes foram preservados por inúmeras gerações, e hoje são reconhecidos como patrimônio imaterial do Brasil. O hip-hop, fruto de cultura mais recente, com início nos Estados Unidos na década de 70, reúne música, dança e artes gráficas, e é considerado a voz da populacão das periferias americanas, hoje ganhando diferentes versões mundo afora.

E devido ao enorme sucesso da mais recente edição dos “Domingos no Uaná”, o jardim repete a dose para quem quer imergir no mundo dos arcos e das flechas: a oficina de arqueria indígena e tradicional com o arqueiro Luciano Mancusi mergulha os aprendizes num mundo de presença, concentração e beleza ímpares.

“Estamos juntos plantando um local onde as pessoas se encontrem e possam usufruir a natureza e a arte. Um jardim é um lugar mágico, onde tudo é vivo e exala, não precisa falar –  como já dizia Mestre Cartola.”, conta Cristina Braga, criadora do jardim, ao lado de Ricardo Medeiros. A programação mensal se estende até Outubro e terá entre os artistas convidados Ayrton Montarroyos e Antonia Medeiros no dia 11 de Junho, Baile de Jazz dos anos 20 a 40 em 1º de Julho, Nelson Faria e Cris Dellano no dia 6 de Agosto e o barítono Marcelo Coutinho no dia 1º de Outubro.

Uaná Etê:
Associando sua paixão por música e natureza ao  desejo de construir um local onde estas fossem as grandes protagonistas, a harpista Cristina Braga e o contrabaixista Ricardo Medeiros inauguraram, no final de 2014, o jardim ecológico Uaná Etê, nome que significa “multidão de vagalumes” na língua geral indígena.

Só a visita ao jardim já vale o passeio. A sensação de paraíso ecológico é formada por cinco gramados e bosques, criando um circuito de 5 km para prática de caminhadas com vistas espetaculares, um SPA Botânico que oferece massagens e terapias regionais ao ar livre, um solar para eventual acomodação, duas eco-hospedagens, um paço – salão coberto para os eventos e dois bistrôs.

Em homenagem ao ano do meio ambiente e do turismo sustentável, o jardim realiza uma vez por mês a série “Domingos no Uaná”, no primeiro domingo de cada mês, com programação de concertos e atividades ao ar livre.

Serviço:

Domingo no Uaná: “Liberdade”
Dia: 07/05, domingo
Local: Jardim Uaná Etê
Endereço: RJ 121 nº 2265, Sacra Família do Tinguá, Engenheiro Paulo de Frontin, RJ (estrada que liga Vassouras a Miguel Pereira)

Ingresso nos dias de evento: R$ 38,00 por pessoa (dá direito ao ingresso no jardim, às atividades infantis e às apresentações artísticas).

Oficina de arqueria: R$50,00 por pessoa

Brunch servido no bistrô, cobrado à parte

Programação:
11h – Brunch e Concerto: Cláudio Nucci “A Natureza de Caymmi” 
10h às 11h30 – Atividades para Crianças
13 às 15h – Apresentação de Maculelê, Jongo, Capoeira e Hip Hop.
14h às 16h30 – Oficina de Arqueria