Terça aberta no Kasulo discute opressão humana com trabalhos de dança e teatro

A DEMÊNCIA DOS TOUROS - Cia. Teatro do Perverto
A DEMÊNCIA DOS TOUROS - Cia. Teatro do Perverto

Em abril, a “Terça Aberta no Kasulo”, proposta da Cia Fragmento de Dança de criação de um espaço permanente para partilha, debate e difusão de trabalhos de dança, teatro e performance, traz duas criações: a primeira, “A Demência dos Touros”, com a Cia. Teatro do Perverto; e a segunda “Como (des)construir um macho”, com a BIZ cia de dança.

Segundo trabalho da Cia Teatro do Perverto, formada em 2014, por artistas do curso de Artes Cênicas da USP (a estreia se deu com Fauna Fácil de Bestas Simples, dirigida por Pedro Massuela), “A Demência dos Touros” traz o universo distópico de uma cidade murada, onde apenas algumas pessoas têm permissão para viver, enquanto a maioria atravessa o muro somente ara trabalhar. A ação se desenrola no interior da cidade e revela os impasses de uma sociedade cisnormativa. Com estreia marcada para julho, aa Terça Aberta o grupo apresenta o primeiro ato  do espetáculo, que tem direção de Ines Bushatsky,  e texto de João Mostazo, e dramaturgia assinada por Dodi Leal.

O manifesto “Homens Libertem-se” serve de ponto de partida para “Como (des)construir um macho”, provocando questões na construção e desconstrução do “ser homem”. Ao buscar se libertar do cárcere da opressão e repressão, o trabalho propõe um mergulho do homem para dentro de si com o desejo de fazer surgir seu lado mais sensível, obscuro, incerto, humano e talvez, o mais belo. André Bizerra dirige a companhia, criada em 2009, com artista que mantém vínculo artístico com a região do grande ABC pauista.

Depois das apresentações, começa a roda de conversa, mediada por Vanessa Macedo (Cia Fragmento de Dança) e Janaina Leite (Grupo XIX de Teatro), acompanhada de comes e bebes, sem hora marcada para terminar.

Parte do projeto “Atravessamentos”, contemplado pelo Programa de Fomento à Dança, “Terça Aberta no Kasulo” tem entrada gratuita.

Serviço: “Terça Aberta no Kasulo”, proposta da Cia Fragmento de Dança, dirigida por Vanessa Macedo.

Dia 18/4, terça-feira, às 20h

“A Demência dos Touros”, com a Cia. Teatro do Perverto; e “Como (des)construir um macho”, com a BIZ cia de dança.

Kasulo – Espaço de Cultura e Arte 

(Rua Souza Lima, 300, Barra Funda, Metrô Marechal Deodoro – Linha Vermelha –

Tel:11 3666 7238).

Capacidade: 40 lugares

Ingressos: Grátis (retirada a partir das 19h; reservas pelo e-mail 

ingressociafragmento@gmail.com , com retirada até 19h40)

Fichas Técnicas

A Demência dos Touros – Cia. Teatro do Perverto
(https://www.facebook.com/teatrodoperver/)
Direção: Ines Bushatsky
Texto: João Mostazo
Dramaturgismo: Dodi Leal
Elenco: Felipe Carvalho, Felipe Lemos, Isabela Mariotto, Pedro Massuela, Rafael de Sousa
Composição e Direção Musical: Vinícius Fernandes
Luz: Felipe Boquimpani
Direção de Arte: Lídia Ganhito
Cenografia: Marita Prado
Engenharia de som: Gabriel Edé 

Como (des)construir um macho – Biz cia de dança
Direção: André Bizerrakio, Marília Costa e Paula Sanchez
Sonoplasta e iluminador: Marcos Chorro
Produção: Flavia Borsani