Sopa Cultural
Featured Teatro & Dança

‘Meu Seridó’ faz curta temporada na Caixa Cultural Rio

Peça teatral idealizada pela atriz Titina Medeiros apresenta um olhar poético e divertido sobre a região do Seridó, no sertão potiguar

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro recebe, de 12 a 22 de dezembro (quinta-feira a domingo, às 19h), o espetáculo teatral Meu Seridó. Com direção de César Ferrario e dramaturgia de Filipe Miguez, a peça apresenta um olhar poético e divertido sobre a origem e os costumes da região do Seridó, no sertão do Rio Grande do Norte. As apresentações têm patrocínio da CAIXA e do Governo Federal.

“O espetáculo conduz o público em um passeio imaginário e delirante por um lugar arcaico e mítico no sertão potiguar, com um tom nostálgico de arengas e amores”, conta a atriz Titina Medeiros, idealizadora do projeto. “Em uma hora, dez mil anos de uma rica história passam diante dos olhos da plateia nesse conto que aborda a relação do homem com a terra, que neste momento atravessa um grave impasse.”

Com trilha sonora executada ao vivo e boas doses de humor e teatralidade, a peça trata de questões como a condição da mulher no sertão, a extinção do indígena em detrimento do boi e a desertificação. “A nossa narrativa não tem um compromisso histórico”, explica o diretor César Ferrario. “Ela tem seu início através de uma menção ao plano mítico do Seridó, onde o Sol e a Terra disputam o amor de Chuva.”

Para Ferrario, essa é uma fábula muito coerente com as questões que atravessam toda a história de qualquer lugar sertanejo e seu imaginário. “A partir disso, ela transita pela história do Seridó em seus espelhamentos terrenos, desde a chegada do homem andino até a vinda do vaqueiro e do português. O entrelaçamento dessas raças perpassa as histórias que vão sendo contadas ao longo do espetáculo”, completa.

Meu Seridó:
Meu Seridó nasceu do desejo da atriz Titina Medeiros de falar sobre o seu lugar de origem, a região do Seridó, no sertão do Rio Grande do Norte. Pensado inicialmente como um espetáculo solo, o projeto ganhou maiores proporções com a chegada do dramaturgo Filipe Miguez e do diretor César Ferrario. Em cena, Titina passou a ter a companhia dos atores Nara Kelly, Igor Fortunato, Caio Padilha – assinando também a trilha sonora – e Marcílio Amorim. A pesquisadora Leusa Araújo conduziu a equipe numa árdua pesquisa histórica, com imersões no próprio Seridó. Foram oito meses de montagem, com 25 profissionais envolvidos. Parceiro de longa data da atriz, João Marcelino ficou responsável por figurino, cenografia e caracterização. A iluminação é de Ronaldo Costa, e, a produção executiva, de Arlindo Bezerra, da Bobox Produções.

Programação:
A temporada de Meu Seridó no Teatro de Arena da CAIXA Cultural Rio de Janeiro ainda inclui bate-papos, apresentação com tradução em LIBRAS e uma oficina. Na Resenha para a plateia, nos dias 12 e 19 de dezembro (quintas-feiras), o público vai poder conversar com elenco, direção e produção sobre o processo de criação do espetáculo.

No dia 13 de dezembro (sexta-feira), das 16h às 18h, o bate-papo gratuito Prosa com quem escreveu promove um encontro com o autor Filipe Miguez e a pesquisadora Leusa Araújo, que vão falar sobre a pesquisa e o processo de criação da dramaturgia do espetáculo. No mesmo dia, a apresentação da peça contará com intérprete em LIBRAS.

Já a oficina gratuita Estar atento ou o exercício da escuta na construção do ator, com os atores Caio Padilha e Nara Kelly, será realizada no dia 17 de dezembro (terça-feira), das 14h às 18h.  O workshop é voltado para atores e não atores, maiores de 18 anos. Para participar, os interessados devem mandar um email com carta de intenção e um breve currículo para contatocasadezoe@gmail.com. São 25 vagas.

Ficha técnica:
Direção: César Ferrario
Dramaturgia: Filipe Miguez
Elenco: Titina Medeiros, Nara Kelly, Caio Padilha, Manu Azevero, Marcílio Amorim e Igor Fortunato
Direção de arte: João Marcelino
Direção musical: Caio Padilha
Produção executiva: Arlindo Bezerra
Assistência de produção: Talita Yohana
Produção Rio de Janeiro: Carin Louro
Pesquisadora: Leusa Araújo
Design de luz: Ronaldo Costa
Equipe de cenotécnica e montagem: Janielson Silva e Sandro Paixão
Operação de luz: Janielson Silva
Operação de som: Sandro Paixão
Designer gráfico: Filipe Marcus
Fotografia e vídeo: Kennel Rógis
Social media: Nathalia Santana 

Redes sociais
www.facebook.com/ProdutoraCasaDeZoe 
www.instagram.com/CasadeZoe 

 

 

Site
www.casadezoe.com.br 

Serviço:

Espetáculo Meu Seridó
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Teatro de Arena (Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro – Metrô e VLT: Estação Carioca)
Datas: de 12 a 22 de dezembro de 2019 (quinta-feira a domingo)
Horário: 19h
Informações: (21) 3980-3815
Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia
Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 13h às 20h
Duração: 65 minutos
Classificação Indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos
Capacidade: 176 lugares (mais 4 para cadeirantes)
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio: CAIXA e Governo Federal
Bate-papo Resenha para a plateia
Datas: 12 e 19 de dezembro de 2019 (quintas-feiras)
Horário: logo após o espetáculo
Duração: 40 minutos
Classificação Indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos 

Encontro Prosa com quem escreveu, com Filipe Miguez e Leusa Araújo
Data: 13 de dezembro de 2019
Horário: das 16h às 18h
Capacidade: 176 lugares
Entrada franca
Classificação Indicativa: Não recomendado para menores de 16 anos 

Oficina Estar atento ou o exercício da escuta na construção do ator, com Caio Padilha e Nara Kelly
Data: 17 de dezembro de 2019 (terça-feira)
Horário: das 14h às 18h
Vagas: 25
Inscrições: gratuitas, pelo e-mail contatocasadezoe@gmail.com
Classificação Indicativa: Não recomendado para menores de 18 anos

Posts relacionados

“Bezerra de Menezes – o musical” no Teatro Rival Refit

Redação

Músicas de Maria Bethânia inspiram o espetáculo de dança “Aponte”, no Teatro Laura Alvim

Redação

“Novos Baianos, O Musical” faz temporada no Teatro Riachuelo Rio

Redação

Atriz Sheron Menezzes divide os palcos com o irmão, Drayson Menezzes, na peça ‘Negra Palavra, Solano Trindade’

Redação

Rapper PK é atração na Nova Tradição Show

Redação

Musical ‘Belchior: Ano passado eu morri, mas esse ano eu não vou’ no Teatro Rival Refit

Redação

Deixe um comentário