Rock in Rio agira com Aerosmith e som pesado de Alice Cooper no quarto dia do festival

Aerosmith (foto: Fernando Schlaepfer - I Hate Flash
Aerosmith (foto: Fernando Schlaepfer - I Hate Flash

Aerosmith subiu ao palco Mundo e levou o público ao delírio com seu repertório. Com um Steven Tyler animado, a banda norte-americana cantou hits como Let the music e embalou o público com canções como Cryin’, Crazy e Miss a thing, tema do filme Armagedon, que empolgou quem assistia ao show. O vocalista surpreendeu os visitantes da Cidade do Rock ao tocar Come together dos Beatles e ao assumir o piano para o clássico Dream on, penúltima música da apresentação que terminou com Walk this way.

O americano Alice Cooper fez um verdadeiro espetáculo de música e pirotecnia hoje no palco Sunset. O show que fechou a noite do espaço levou o público ao delírio com a performance do cantor que, aos 69 anos, esbanjou vitalidade e brindou o público com músicas de outras grandes bandas. “O show foi perfeito! O cara com quase 70 anos tem mais força que eu. Vim para ver o Aerosmith e já estou feliz com esse show do Alice Cooper”, disse Henrique Brandão. E não foi só a aparição do cantor transformado em Feed my Frankstein que surpreendeu o público. Nas músicas House of Fire e Another Brick in the Wall, Alice teve a companhia de Joe Perry, guitarrista do Aerosmith. “É muita personalidade. Já tinha visto apresentações na internet, mas ao vivo foi surpreendente. Saio ainda mais fã. Vi na minha frente lendas do rock”, comentou Cássio Dias, morador de São Paulo.

Palco Mundo

Quem abriu os trabalhos no Palco Mundo foi a banda Scalene. O público se empolgou com os hits Surreal e Amanheceu. A banda de Brasília, formada em 2009, com influências de Queens of Stone Age, Radiohead, O’Brother e Thrice, trouxe um repertório todo autoral.

A apresentação do Fall Out Boy, no mesmo palco, foi repleta de hits da banda e agradou ao público presente no Rock in Rio. Para o fã Hugo Mindone, de 38 anos, a música Dance, dance era a mais esperada.  “Estava louco para ouvir essa música. Falei para meus amigos que valia muito a pena vir hoje. Adorei conhecer essa nova Cidade do Rock”, afirmou Hugo, que estreou de férias no trabalho, e veio e Ribeirão Preto para o Rio. Entre as músicas do Fall Out Boy, Sugar, we’re going down foi a mais acompanhada pelos fãs. Thnks fr th Mmrs também mexeu com o público.

O Def Leppard fez a penúltima apresentação no palco Mundo e presenteou o público com seus principais sucessos. Aos 60 anos, Phill Collen tocou o tempo inteiro sem camisa. Imagens históricas da banda foram exibidas nos telões durante o show. Entre as músicas que mais mexeram com o público Rock of ages e Pour some sugar on me foram destaques. “Impressionante a forma desses caras. Estão na estrada há tanto tempo e não perderam a forma de tocar”, disse Carlos Sampaio, que garantiu ser fã da Def Leppard há mais de 25 anos. O mineiro Guilherme de Paula, que enalteceu a qualidade da música e do show. “Só estando aqui para sentir a música. É o rock da mais pura qualidade. Arte nas guitarras”, comentou.

Alice Cooper (foto: Diego Padilha - I Hate Flash)
Alice Cooper (foto: Diego Padilha – I Hate Flash)

Amor e metal

Se é dia de rock, também é dia de casamento. E o casal Sergio Rodrigues dos Santos Silva e Flávia Melo Carreiro trocou votos hoje, na Capela do Rock In Rio, após dois anos de namoro, dez de união e quatro filhos: o mais velho, Nikolas, os gêmeos, Murilo e Joana e o caçula, Dante.  “É tudo muito louco, não dá para imaginar como vai ser. Foi tudo muito rápido e intenso”, comentou o noivo, que vai ficar até o último show. Já para a noiva tudo foi incrível e muito emocionante. “É inacreditável tudo isso, nossos filhos presenciando, meu filho chorando. Foi lindo demais”, contou.

Já o Palco Street Dance aqueceu o público para atrações que estão por vir nesta segunda semana do Rock In Rio. Bruno Bastos, diretor artístico do palco, contou que músicas do Bon Jovi, Fall Out Boy, Guns N’ Roses serão coreografadas ao longo da semana: “além disso, teremos também muita interação, ensinando dançar e as batalhas entre os bailarinos”. O grupo convidado foi o Street Extreme, de Curitiba, que animou o espaço o conjunto da NBA com o Afrolata e o Rock In Rio Dance Crew Oficial.

Rock Street África

Com espaço para relaxar, lojinhas, brincadeiras, bares, lanchonetes e shows de grupos africanos, a Rock Street África é um grande espaço de entretenimento e boa música. Hoje, três bandas se apresentaram no palco e o público também contou com algumas apresentações na rua, como o Coral do Rei, uma banda de refugiados do Congo que, diariamente, promove diversas apresentações na Cidade do Rock. Quem passava pela frente do palco, na hora da apresentação da dupla Alfred et Bernard, se encantou com o Umunduri, ancestral do nosso berimbau, que misturado com cânticos africanos e modernas batidas eletrônicas, chamava a atenção de todos.  “Nunca tinha assistido um show de música africana. O ritmo é muito gostoso e parece muito com algumas batidas brasileiras”, comenta Kissa Melo, atriz e estreante no Rock in Rio. “É a minha primeira vez na Cidade do Rock. Estou encantada com tudo”, comentou.  

Aquecimento na Rock District

Nesta segunda semana de festival, os amantes de Aerosmith fizeram a festa na Rock District. Ana Lúcia Sbano, de Barra do Piraí, veio com o marido assistir ao show e se encantou com o repertório da Rock Street Band. “Eu sou rock na veia desde pequena. Comprei o ingresso e nem sabia ainda da atração. Meu marido casou comigo e com o rock”, brinca a empresária. A estudante Gisele Monte, de São Gonçalo, não perde uma atração da Rock District: “estou adorando esse espaço. Isso aqui fala a minha língua. É rock and roll”. Uma das principais atrações do palco, o cantor e baixista do Barão Vermelho, Rodrigo Santos, diz que são sempre uma festa seus shows no festival. “Sempre trago no meu repertório os clássicos do rock nacional. O público responde sempre com muita gritaria e animação”, conclui o músico.

Arena Game XP

O destaque na Game XP hoje ficou por conta do surfista Gabriel Medina, jogador assíduo de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), que comentou uma partida entre duas equipes femininas, INNOVA e Team One RED, na supertela da Oi Game Arena.  

A maior tela de games do mundo também transmitiu pela primeira vez uma partida de futebol virtual, com a presença do campeão mundial de Pro Evolution Soccer, GuiFera, que jogou com os anfitriões Luciano Amaral, editor-chefe do site The Enemy, e Érico Borgo, sócio-fundador da CCXP, além de um jogador da plateia. As disputas foram narradas pelo locutor Daniel Pereira, o DanDan, do SporTV, com comentários de Thiago Romariz, editor do The Enemy.

Digital Stage

Os fãs da atriz, cantora e youtuber Lua Blanco acompanharam sua apresentação no Digital Stage desta quinta-feira. A cantora homenageou alguns dos artistas do Palco Mundo, como Scalene e Aerosmith, fazendo cover de grandes sucessos do rock. Já a turma irreverente da Parafernalha animou a plateia com suas brincadeiras e piadas sobre o mundo do rock, e ainda lançaram o campeonato de “air guitar”, ou guitarra imaginária. O estudante Hiago Conceição, veio a todos os dias do festival e sempre curtindo os youtubers: “muitos deles eu acompanho na Internet. É legal chegar aqui e encontra-los no palco do Digital. São espontâneos e tão engraçados quanto em seus vídeos”, diz Hiago.

Gourmet Square ficará aberto até 3h da madrugada

No primeiro final de semana do festival, a Gourmet Square recebeu mais de 50 mil pessoas. O sucesso foi tão grande que a área gastronômica passará a funcionar até as 3h, atendendo a demanda do público que deseja comer algo após o último show do Palco Mundo.

Rock in Rio no Dia Mundial sem Carro

Ao entrar na Cidade do Rock, o público tem sido surpreendido pelas “Laranjinhas do Rock”. São 10 bicicletas – todas conduzidas por ciclistas profissionais – que oferecem um passeio gratuito do pórtico principal do Rock in Rio até as proximidades do palco Sunset. Amanhã, Dia Mundial sem Carro, a dica para quem mora nas redondezas é usar o Bike Park que está funcionando ao lado da Arena Jeunesse, antes da entrada principal da Cidade do Rock. Com 80 vagas totalmente gratuitas, a iniciativa é do Instituto Conhecer para Conservar, do Grupo Cataratas.  Alexandre Bosch, engenheiro químico, utilizou hoje o espaço e confessou que gostou muito. Ele e mais sete amigos – advindos dos bairros da Barra, Recreio, Vargem Grande e Campo Grande – adotaram uma muda de árvore, pois ao estacionar neste espaço as pessoas ganham uma planta.

E o incentivo não vai apenas para as iniciativas ambientais. Na Cidade do Rock, o slogan “Por um mundo melhor” está sendo cumprindo por meio da ação “Momento sorrir”. Como gentileza nunca é demais no mundo, o casal Tiago Moraes e sua esposa Juliana Moraes foram contemplados por essa iniciativa. Eles ganharam presentes surpresa após serem atendidos pelo SAC, que fica ao lado da entrada, pela gentileza com a qual trataram os atendentes de plantão. O casal saiu bem satisfeito ao tirar todas as dúvidas sobre estacionamento para Portadores de Necessidades Especiais. “Os funcionários do SAC também foram bem generosos conosco e confesso que fiquei bem admirado por este momento”, opina Tiago.

Eletrônica

A noite continuou no palco Eletrônica, que teve como principal atração o DJ Rob Garza, famoso por ter criado a banda de DJs Thievery Corporation, em 1995. Com forte influência da música brasileira, especificamente a bossa-nova, o primeiro disco do grupo foi dedicado a Tom Jobim e, ao longo da carreira, fizeram releituras de obras de Sérgio Mendes e Luiz Bonfá.