13.1 C
New York
abril 22, 2019
Teatro & Dança

“Sperare – Um Ensaio sobre Godot”, baseado na obra do irlandês Samuel Beckett, encerra mostra “OST 18 Anos – A Vida como Palco”

Sperare - Foto: Bernardo Marques
Sperare - Foto: Bernardo Marques

A mostra “OST 18 Anos – A Vida como Palco” chega ao fim no dia 21 de março (quinta-feira) com o espetáculo “Sperare – Um Ensaio sobre Godot”, no Teatro Eduardo Kraichete. O texto é uma adaptação de “Esperando Godot”, do dramaturgo irlandês Samuel Beckett, e tem direção de Thales Coutinho. Escrita originalmente em francês, a obra foi publicada pela primeira vez em 1952 e apresentada no pequeno Théâtre Babylone em Paris, com direção de Roger Blin (1907-1984). Este é considerado um dos principais textos do Teatro do Absurdo e a principal obra de Beckett.

A peça narra o encontro de dois homens, Estragon e Vladimir, que passam seus dias discutindo religião e refletindo sobre suicídio num roteiro de poesia, alucinações e nonsense, enquanto esperam por um homem chamado Godot, que nunca aparece.

“Nossa pesquisa teve como objetivo fazer com que os atores fossem capazes de reconhecer e experimentar o que chamamos de pulsação de personagem e salto de emoção. Alcançar o vazio, o silêncio, a não-palavra. Tudo isso aliado ao inesperado que a não seleção prévia de encontros de pulsações provoca”, afirma o diretor Thales Coutinho. “Beckett é o homem do absurdo, o dramaturgo que mais se prende em questionar a relação do homem no universo. Para Beckett certamente a dúvida  surgiria, a resposta não.  Exatamente como ocorre com a nossa história agora. Esperamos respostas, sinais que indiquem o caminho diante de tantos absurdos e cegueiras humanas. Sigamos com Beckett na sua procura da essência inexistente e de uma forma que exprimisse o nada e o zero – a vida”, complementa.

“Sperare”, último espetáculo da mostra que teve início em janeiro, tem na sonoplastia sua principal aliada, em um espetáculo focado nos gestos e movimentações físicas, em que palco e figurino se tornam secundários.

SERVIÇO:
21 de março de 2019 – 19h30
Classificação etária: 12 anos
Local do Espetáculo: Av. Roberto Silveira, 123, Icaraí – Niterói/RJ
Ingressos: R$15 (VENDA SOMENTE NA SEDE DA OST)
Rua Saldanha Marinho 14 – Centro/ Niterói.
Informações: (21) 2721-0468

REALIZAÇÃO:
OFICINA SOCIAL DE TEATRO
www.ofsocialdeteatro.com

Posts relacionados

“Somos Todos Personagens” no Centro Cultural Dejair Cardoso

Redação

‘Tudo o que há Flora’ no Teatro Maria Clara Machado, na Gávea

Redação

‘Irmãozinho Querido’, de Flavio Marinho, no Sesc Ginastico

Redação

Construção de famílias homoafetivas é tema central de peça LGBTI+ inédita

Redação

“O Beijo no Asfalto – O Musical” faz turnê em três capitais do Nordeste

Alyson Fonseca

Zigg & Zogg

Redação

Deixe um comentário