Show Saudades do Emílio por Juliana Maia

A cantora Juliana Maia se junta a Alex Rocha, baixista que acompanhou Emilio, para homenagear Emilio Santiago no Teatro Rival Petrobrás

Juliana Maia (foto: Renata Franco)
Juliana Maia (foto: Renata Franco)

Na terça-feira, dia 31/07 às 19:30, a força e a saudade de Emilio Santiago irão baixar no Teatro Rival Petrobrás através do talento de Juliana Maia. O show Que Saudade do Emilio tem direção musical do baixista Alex Rocha, que acompanhou Emílio por uma década. Também da banda de Emílio, Fernando Merlino comandará o piano que acompanhará Juliana. Canções como SaigonLembra de mimVerdade Chinesa Pelo amor de Deus são algumas que irão embalar a saudade do público por este grande mestre da MPB. Mas, o grande ápice do show, para Juliana, é quando entoa Sangrando, de Gonzaguinha.

“Uma música especial e emblemática. Mais do que cantar esta música, todo cantor sonha em vivê-la, porque são milhares de pessoas que emanam esta energia no meu canto. Hoje, na minha carreira, me sinto pronta para cantá-la. Me sinto legitimada!” Afirma emocionada a jovem cantora.

Juliana Maia – Se para uma intérprete do século 21 é preciso ser multifacetada, a jovem Juliana Maia já preenche os requisitos com maestria. Dona de uma voz potente, com um baixo afinado e doce, e uma teatralidade em cena que a transforma em personagens como Carmem Miranda e Elis Regina em seus shows, Juliana já conquista o público das cidades do Vale do Café e já se estende para o Rio de Janeiro e Niterói, onde tem feito shows lotados.

Formada em música pela UFRJ, Juliana começou seus estudos em piano e violão aos 8 anos de idade, concluindo posteriormente o curso técnico de música pelo Conservatório de Volta Redonda. Na bagagem, uma morada no Japão, em 2004, onde lecionou em escolas japonesas, ofereceu workshops e aulas particulares. Foi muito ativa na divulgação da cultura brasileira, através da bossa nova.

Apaixonada por rádio antigo, Juliana construiu um intimista teatro estilo retrô em Conservatória, sua cidade natal e que lhe deu a música como paixão e vocação. O Sonora, além de receber outros shows, realiza os próprios espetáculos de Juliana, nos quais ela interage teatralmente com os espectadores, vestindo-se de Carmem Miranda, trocando palavras com o público e estabelecendo uma relação de artista com plateia cúmplice.

O Sonora também promove projetos sociais para a comunidade local, como espetáculos gratuitos para estudantes de escola pública e Juliana também oferece aulas gratuitas de violão, canto, teatro e percepção musical, no projeto intitulado Escola de Música Harmônicos de Conservatória.

E se para uma artista multifacetada como Juliana Maia vale tudo, menos ficar parada, ela agora lança sua veia escritora. Deve sair, em breve, seu livro infantil que aborda a questão indígena no Vale do Café, por acaso, tema pouco explorado na região. O personagem apoio para falar do tema é a Juju Maia, uma divertida e curiosa criança.

Juliana tem se destacado em shows, como no Teatro Municipal de Niterói e também com parcerias luxuosas como o casal Ricardo Medeiros, contrabaixista, e Cristina Braga, harpista de destaque no cenário brasileiro, que a descreve como: “uma grande artista. Uma força solar repleta de sensibilidade musical”. E Cristina arremata seu elogio a Juliana Maia com encantamento: “é lindo vê-la no palco, radiante de energia luminosa”.

Serviço:
O quê: Show “Saudade do Emílio”
Quando: 31/07
Horário: 19:30
Local: Teatro Rival Petrobrás (Rua Álvaro Alvim, 33 – Cinelândia, Rio)

Preço: Setor A e B – R$ 60,00 (Inteira), R$ 40,00 (Promoção para os 100 primeiros pagantes), R$ 30,00 (meia-entrada).

Bilheteria: Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h. Venda antecipada pela Eventim – http://bit.ly/Ingressos2z0P23j

Classificação: 18 anos (menores só acompanhados dos pais)

Ficha Técnica:
Voz – Juliana Maia
Violão – Diego Chaves
Piano – Fernando Melino
Bateria – Helbert Santos
Baixo – Alex Rocha
Direção Musical – Alex Rocha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here