22 C
Rio de Janeiro
novembro 17, 2018
Uncategorized

Sede oferece curso técnico inédito com bolsa para estudantes de baixa renda

Já está a pleno vapor a filial carioca da maior e mais conceituada escola de gastronomia do mundo, o Le Cordon Bleu.

Aberta em 1895, na França, como uma escola de culinária parisiense, a marca se tornou a mais respeitada rede internacional de institutos de artes culinárias e de hospitalidade, presente em 20 países em todo o mundo, comemora, agora, o lançamento da segunda unidade no Brasil (a primeira fica em São Paulo). Além dos renomados cursos clássicos, a sede carioca oferece o diferencial inédito de um curso técnico (CordonTec) na grade da escola, com bolsas para estudantes de baixa renda. O projeto é piloto, aplicado pela primeira vez na grade do curso em todo o mundo, com o objetivo de dar oportunidade para mais interessados em desenvolver carreiras profissionais na cozinha e alcançarem os seus objetivos, com cobertura total dos custos de seus estudos, incluindo material didático.

O projeto carioca tem à frente a diretora geral do Cordon Bleu Brasil, Sofia Mesquita, chef formada pela própria instituição na França, e conta com consultoria do chef francês Roland Villard, que esteve à frente da cozinha do restaurante Le Pré Catelan, no Hotel Sofitel, em Copacabana, onde conquistou uma estrela Guia Michelin e integra, agora, o conselho da Le Cordon Bleu no Rio de Janeiro. Entre os chefs convidados para lecionar na nova sede estão nomes de peso como Philippe Brye, que foi chef executivo do grupo Troigros e chef confeiteiro dos hotéis Le Meridien e Sofitel, antes de abrir a sua própria confeitaria, a Traiteurs De France, e João Paulo Frankenfeld, que passou pela cozinha de casas premiadas na França, como o Guy Savoy, três estrelas Michelin em Paris e o restaurante de Gordon Ramsay, de duas estrelas Michelin, no Hotel Trianon Palace, em Versalhes.

Com 35 escolas internacionais frequentadas por mais de 20 mil alunos anualmente, as aulas da Le Cordon Bleu são ministradas por chefs renomados, com experiência em restaurantes com estrelas Michelin, com prêmios e títulos importantes na bagagem, como o Meilleur Ouvrier de France. Os mestres da casa transmitem aos alunos seus conhecimentos de culinária francesa clássica e técnicas culinárias internacionais modernas, através de conteúdo teórico e aulas práticas.

A estrutura do campus no Rio segue o padrão das escolas internacionais da rede e os alunos estudam com materiais originais da escola francesa, tendo à disposição oito cozinhas altamente equipadas e salas de aula onde é possível assistir apresentações práticas dos mestres. Além disso, o Le Cordon Bleu carioca vai oferecer, a partir do ano que vem, umrestaurante/café-escola aberto ao público. É a chance para quem não é aluno da instituição, mas tem o sonho de conhecer de perto e viver um pouco da experiência Le Cordon Bleu, de visitar o local e provar receitas que são fruto da prática dos estudantes da casa.

Entre os cursos oferecidos para os alunos inscritos na filial do Rio de Janeiro está o de Cozinha (Diplôme Cuisine), com duração de nove meses, o de Confeitaria (Diplôme Pâtisserie), com duração de nove meses, e o curso completo, que engloba os dois anteriores (Grand Diplôme), e duração mínima de nove meses.

CordonTec: programa inédito na grade da escola oferece formação técnica de alta qualidade com bolsas para alunos de baixa renda
Além destes, o novo campus é o único do Brasil a oferecer o Programa CordonTec, um projeto piloto implementado pela primeira vez em uma escola Cordon Bleu, voltado para a aprendizagem baseada na experiência profissional de “Aplicação em Restaurante”, com duração de um ano. A escola reserva, inclusive, parte das vagas do programa para bolsistas indicados pela Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) e selecionados por Le Cordon Bleu Rio de Janeiro – 20% das vagas são direcionadas a esse grupo. A ideia é ampliar as oportunidades para estudantes da cidade terem novas inspirações – e aspirações – na vida.

Diplôme CordonTec oferece uma formação técnica que disponibiliza um conjunto de conhecimentos e habilidades através da aplicação de técnicas de base da cozinha francesa,  possibilitando o desenvolvimento  de profissionais capacitados, aptos a buscar progressão na carreira gastronômica e se tornarem chefs de destaque. Em um período de dois semestres, o estudante é qualificado em Cuisine, Pâtisserie, Boulangerie e Serviços. Esta última qualificação, em especial, é um importante componente que abrange o programa interno de estágio em “Aplicação de Restaurante”, oferecendo ao aluno a vivência prática neste segmento, possibilitando maiores oportunidades no mercado de trabalho e compreensão empírica para o desenvolvimento da carreira.

Posts relacionados

Game XP – Organização anuncia programação do Inova Stage, o palco da Inova Arena

Redação

Tarde de autógrafos no Werner Nova América

Redação

Hotel Santa Teresa Rio MGallery by Sofitel é o primeiro hotel carioca a ingressar na Associação Roteiros de Charme

Redação

Deixe um comentário