20.1 C
New York
maio 23, 2019
Música

Roda de samba e jongo do Grupo Zanzar – participação da cantora Ana Bispo

Grupo Zanzar - foto: Rui Zilnet
Grupo Zanzar - foto: Rui Zilnet

Com treze anos de existência, o Zanzar é um grupo artístico formado por músicos e brincantes que tocam e dançam as linguagens das culturas populares tradicionais brasileiras: coco, jongo, carimbó, cavalo-marinho, maracatu, cirandas e frevo, entre outros. Apresentou-se pela primeira vez no Trapiche Gamboa em setembro e retorna em três quintas-feiras de novembro com a sua roda, sendo um bom programa para cariocas e turistas que apreciam conhecer a cultura popular brasileira. Na quinta 29, encerrando a temporada de novembro na Gamboa, recebe a cantora Ana Bispo.

O Zanzar apresenta-se em diversos espaços do Rio de Janeiro, tendo participando de diversos eventos como o “V Festival de Folclore Brasileiro”, no CCBB, e o “Viradão Cultural Carioca”, ambos em 2011, e a temporada “Hoje é dia de Roda” na Sala Baden Powell, em 2012. Atualmente, tem realizado rodas de coco abertas e gratuitas mensalmente nos Arcos da Lapa e outras intervenções e espaços do Rio de Janeiro. Desde 2009 é responsável pela abertura do “Arraiá do Circo com Geraldo Azevedo” e realiza a “Oficina de Danças Populares” semanalmente no Circo Voador, dentro das atividades da ELA (Escola Livre de Artes). Em 2012, foi selecionado pelo “Edital de Concurso para Seleção de Projetos de Oficinas Culturais e Artísticas”, promovido pela Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro (SMC), através do qual ministrou oficinas em diversos espaços da cidade, como as Vilas Olímpicas da Mangueira e da Maré, e Espaços Culturais como o Centro Cultural Municipal Parque das Ruinas e o Centro Cultural Calouste Gulbenkian. Foi criado e é dirigido por Lais Bernardes, professora, dançarina e coreógrafa formada pela Escola Angel Vianna (RJ), pós-graduada em Dança (UFBA / FAV), licenciada em Educação Física pela UFRJ, pesquisadora de Culturas Populares brasileiras e mestre em Memória Social pela UFRJ.

Couvert: R$15 (lista amiga: R$10). Livre. A casa abre às 18h30.

PROMOÇÕES:
Aniversariantes da semana com ID (+ um convidado) não pagam.

Classificação da casa: durante a semana: livre com responsável | sextas e sábados: 18 anos.
Abertura da casa: quintas: 18h30 | sextas e sábados: 18h.
Horários dos shows: quintas: 19h30 | sextas e sábados: 19h.
Aceita cartões de crédito e débito.
Faz reservas de mesas (tels.: 2516 0868).
Capacidade: 250 pessoas.–

Rua Sacadura Cabral, 155 – Gamboa (próximo à Praça Mauá, entre a Pça. Mauá e o Hospital dos Servidores)
Tels.: 2516-0868 / 2233 9276
www.trapichegamboa.com
Facebook: https://www.facebook.com/trapichegamboa?fref=ts
Instagram: http://instagram.com/trapichegamboarj/
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCV0bChwM5Ba9L_SIblPxbVQ

Posts relacionados

Rock in Rio 2019 anuncia encontros de artistas brasileiros e portugueses no Palco Sunset

Redação

Urca Blues Festival reúne boa música e gastronomia na zona sul

Redação

Julio Secchin lança single “Quero um Carnaval”

Redação

Tributo a Elvis Presley com a banda The Burning Love no Teatro Rival Petrobras

Redação

Ivo Meirelles com Funk’n Lata e Molejo lançam releitura de ‘Samba Rock do Molejão’ e festejam parceria antiga

Redação

Cantor Guga na ‘Roda de samba Domingo da Gente’, em Campo Grande

Redação

Deixe um comentário