Reino Unido anuncia que Big Ben será ‘silenciado’ por 4 anos

O Parlamento britânico anunciou nesta segunda-feira (14) que o Big Ben, situado em Londres, deixará de marcar horas por quatro anos a partir do próximo dia 21 de agosto para a restauração do relógio mais famoso do mundo e da torre da instituição.

De acordo com o comunicado, “na segunda 21 de agosto ao meio-dia, as famosas campanadas do Big Ben soarão pela última vez antes do ínício de grandes obras de reforma”.

No entanto, o texto não especifica uma data certa para o monumento retornar suas atividades. “As campanadas voltarão a marcar as horas no decorrer de 2021”.

“O silêncio do Big Ben é um marco nesse projero crucial de manutenção. Como encarregado do grande relógio tenho a honra de garantir que essa peça de engenharia vitoriana está nas melhores condições dia a dia”, disse Steve Jaggs, responsável pela torre.

Os trabalhos têm o objetivo de evitar que o relógio pare de funcionar de repente devido a problemas estruturais, incluindo vazamentos e grandes rachaduras. Além disso, será instalado um elevador, como alternativa aos 334 degraus que levam ao alto da torre.

“Este programa essencial de obras protegerá o relógio em longo prazo, além de proteger e preservar seu lar, a Torre Elizabeth”, acrescentou Jaggs, convidando o público a “se concentrar na Praça do Parlamento para ouvir as últimas campanadas, até seu retorno em 2021”.

Big Ben é o apelido dado ao Grande Sino do relógio situado na torre do Palácio de Westminster – sede do Parlamento do Reino Unido – , cujo nome oficial é Elizabeth Tower (Torre de Elizabeth). No entanto, Big Ben passou a ser usado para se referir tanto ao relógio em si quanto à própria torre.

O sino pesa 13,7 toneladas e soa a cada hora. Em seus 157 anos de vida, o Big Ben se calou em pouquíssimas ocasiões, uma delas em 1976, quando ficou nove meses sem funcionar devido a graves danos no mecanismo do relógio.

(ANSA)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.