15.2 C
New York
maio 21, 2019
Teatro & Dança

Radioativa, direção de César Augusto, estreia no Teatro Gláucio Gill

Radioativa 4 - foto: Pablo Henrique
Radioativa 4 - foto: Pablo Henrique

Sob ameaças de pancadas de chuva, antes da chegada de mais um ano, um programa de auditório numa rádio, misto de tantas recordações, se prepara para uma noite especial. Repórteres, mestres de cerimônia, corpo de baile, calouros, charlatões, personagens e espectadores comemoram nessa espécie de musical sobrevivente que vai ocupar o palco do Teatro Gláucio Gill a partir do dia 23 de novembro com direção de César Augusto e um elenco de jovens atores formados pela CAL.

A peça se passa numa radio as vésperas de um ano novo. Tem inspiração em programas radiofônicos de sucesso do passado como PRK30, mas traz dentro da “programação” adaptações de cenas que fazem parte do legado da dramaturga nacional, um resgate de cenas de espetáculos como Liberdade Liberdade, O Homem do Principio ao Fim, Rasga Coração, aliados a cenas inéditas escritas por Francisco Ohana e outras pelos próprios atores num trabalho colaborativo dirigido e orientado por César Augusto, um dos fundadores da Cia dos Atores.

Como a história se passa numa rádio,  o espetáculo contem musica, dança, humor… “Temos música cantada e tocada ao vivo mas também “sampleada” e reproduzida em trilha, como num estúdio, ou melhor, num programa de auditório”, explica o diretor.

“Durante os ensaios pesquisamos o universo da radio, mas também absorvemos textos e nos inspiramos em autores como Millôr Fernandes, Oduvaldo Vianna Filho, Marcelino Freire, Antonio Prata, André Santana. entre outros e, de certa forma, no melhor estilo antropofágico, adaptamos cada dramaturgia para as especificidades e variações das cenas elaboradas por todos. Contamos com textos inéditos, de Francisco Ohana, em momentos cruciais do espetáculo”, completa César Augusto.

FICHA TÉCNICA
Criação coletiva – Cesar Augusto, Francisco Ohana e elenco
Roteiro, direção e cenário – Cesar Augusto
Adaptação  – Cesar Augusto e Francisco Ohana
Desenho de som – Diogo Perdigão
Luz – Wilson Reiz
Coordenação de Figurinos – Maria Duarte
Trilha sonora e operação de som – Diogo Perdigão e João Gofman
Direção de Movimento – Soraya Bastos
Preparação de voz – Rose Gonçalves
Assistente de direção – João Gofman
Técnico de som – Leonardo Gagliardi

Elenco:Isabelle Nassar, Karen Marinho, Marcelo Alvarez, Fernanda Lasevitch, Huho Lobo, Francesca de Marco, Eric de Moraes, Gabriel Ericsson, Lília Wodraschka, Jackeline Vasconcelos, Fernanda Paes, Harley Vas, Victor Hugo Magalhães, Elisa Brites, Ludmila Horochovski, Ingrid Manzini, Denise Pimenta, Thiago Aguiar, Renan Brito, Thayla Luz, Daniel Bouzas.

SERVIÇO:
Temporada: de 23 de novembro a 3 de dezembro de 2018
Teatro Glaucio Gill
Praça Cardeal Arcoverde, s/nº – Copacabana – Tel.: 2332-7904
Horário: de sexta a segunda-feira às 20h
Capacidade: 120 lugares
Classificação etária: 12 anos
Duração: 85 minutos
Ingresso: R$ 30,00 e R$ 15,00

Posts relacionados

ÀKILOQNOSKALA estreia Teatro Solar de Botafogo

Redação

‘Senhora dos Afogados’, de Nelson Rodrigues, estreia no Teatro XP Investimentos

Redação

‘Até que a Internet nos Separe’ no Teatro Eduardo Kraichete

Redação

‘O último unicórnio’ estreia neste fim de semana

Redação

Hypocrisis foca nas experiências de atores para criar espetáculo crítico

Redação

“Ha Ha Ha – Festival de Humor” retoma temporada no Teatro Candido Mendes com espetáculo de Marcelo Smigol e Alex Escobar como convidado

Redação

Deixe um comentário