Psicóloga recomenda 10 dicas para ser mais feliz

Não existe uma fórmula, cada um precisa encontrar o seu caminho. Para sermos mais felizes precisamos criar novos hábitos, é preciso sair da zona de conforto, se continuarmos a fazer as mesmas coisas, vamos obter os mesmos resultados, as mudanças são necessárias para nos impulsionar na vida e conquistarmos mais momentos de felicidade.

Em tempos de crise econômica, violência, incertezas, e relacionamentos superficiais por meio das redes sociais, é comum nos sentirmos desanimados, desacreditados, tristes e desestimulados. O segredo é não nos deixarmos abater pelas dificuldades do dia a dia. Precisamos nos reinventar, achar soluções criativas e diminuir às cobranças sobre nós mesmos. Seja uma pessoa mais positiva.

É na relação com o outro que a gente se constrói, essa troca pode ser muito rica em experiência de vida, cultivar relacionamentos saudáveis e afetivos tornam as pessoas mais felizes. Felicidade pressupõe um estado de plenitude acompanhado de bem-estar, sensações e emoções boas. Encontrar o significado e o prazer na vida caracteriza uma condição para a felicidade.

“Pensamentos limitantes, como: Só vou ser feliz quando eu encontrar a minha cara metade, só serei feliz quando eu formar a minha família, ou só serei feliz quando eu tiver dinheiro, são sabotadores da felicidade” explica a psicóloga Miriam Farias,  que é especialista em hipnose clínica e acupuntura. “Protelar momentos felizes ou negá-los pode indicar imaturidade emocional para vivenciar a felicidade. Colocar os nossos desejos em um lugar inalcançável nos impede de ser feliz. A felicidade não é um sonho inatingível, e pode ser experimentada diariamente” diz a especialista.

“Seja feliz no agora, não condicione a sua felicidade a alguma realização que esteja esperando ou em alguma decepção que enfrentou. A felicidade pode está nas coisas mais simples”.

O que  impede  você de ser feliz agora? Felicidade é uma condição interna. A sua felicidade não precisa estar atrelada ao outro ou a coisas e objetos. Os eventos externos influenciam na felicidade, mas não são determinantes, como ir à praia, fazer uma viagem, assistir a um show ou um filme com grandes emoções. O que efetivamente vai deixar-nos felizes ou não é o significado que essas experiências terão.

É importante aprender a criar e realizar bons momentos e não se autossabotar. Valorizar um presente recebido, comemorar a vitória do seu time, ou até mesmo perceber que você se encontra com a mente calma e tranquila. Estar feliz o tempo todo é utópico, por mais feliz que você seja, não existe felicidade contínua e permanente, então, aproveite os seus momentos bons. “Existem pessoas que não se permitem serem felizes, elas não se sentem merecedoras e, quando estão nesse estado, já imaginam que alguma coisa ruim pode acontecer a qualquer hora. Acredite que a felicidade é para todos” conta Miriam Farias.

A alegria é uma busca contínua e permanente. A nossa cultura valoriza os resultados, e não o processo. É comum a sociedade de consumo mensurar a felicidade de um indivíduo através do seu poder de compra, isso não é um indicador confiável de felicidade. Não se iluda!

Ser feliz não quer dizer que os problemas não existam, que não vai enfrenta dificuldades, mas é quando somos capazes de perceber o mundo ao redor, desfrutando de momentos agradáveis. O sentimento de gratidão é indispensável para felicidade.  Pesquisas indicam que as pessoas mais felizes são aquelas que exercitam a gratidão.

Não é somente um acontecimento isolado que será responsável pela nossa felicidade. Buscar atividades com as quais você se identifique e que sejam prazerosas podem aumentar as possibilidades de uma melhor qualidade vida. Obstáculos no caminho são normais. Tristeza todo mundo sente. Valorize aqueles que os cercam. Há vários caminhos para uma vida mais saudável e feliz. Lembre-se que a melhor felicidade está no agora.

Dicas para ser mais feliz:

1 – O caminho para a felicidade começa com o autoconhecimento.

2 – Invista na sua autoestima; quando necessário procure ajuda de um psicólogo.

3 – Faça auto-hipnose, ou meditação, ou yoga.

4 – Trabalhe com algo que lhe proporcione realização pessoal.

5 – Crie o habito de agradecer por tudo, até mesmo pelas coisas mais simples da vida.

6 – Desenvolva novas habilidades; o cérebro precisa ser estimulado.

7 – Procure uma atividade física que você goste.

8 – Tenha compaixão pelo seu semelhante.

9 – Mantenha relações saudáveis, de respeito e afetividade.

10 – Viva um dia de cada vez, deixe o passado para trás, o futuro no futuro, e concentre-se no agora. Não sofra por algo que passou ou que ainda não aconteceu.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.