Professores de escolas públicas da segunda etapa do projeto Cineastas 360° participam de formação em produção audiovisual  

Aplicada pela Recode, no Rio e na Bahia, capacitação inclui uma apresentação sobre os diferentes formatos de documentários, além de oficinas de roteiro, planejamento, filmagem e edição de vídeo. O Cineastas 360°, iniciativa do Facebook com a Recode, divulgou em julho os estudantes finalistas da primeira etapa do projeto 

A organização social Recode realiza, entre os dias 30 de julho e 10 de agosto, uma formação para professores de cinco escolas estaduais selecionadas para a segunda etapa do projeto Cineastas 360°, iniciativa do Facebook em parceria com a Recode. Coordenada pelo especialista em Educação Audiovisual Rafael Romão e pela especialista em Aprendizagem Patrícia Alves, ambos da equipe Recode, a capacitação inclui uma reflexão sobre o potencial do audiovisual no processo educativo e noções sobre os diferentes formatos de documentários, além de oficinas de roteiro, planejamento, filmagem e edição de vídeo em 360°. De 8 e 10 de agosto, a formação será realizada com professores do C.E. Professor Magalhaes Neto, na cidade de Ruy Barbosa, na Bahia.

Para Rodrigo Baggio, presidente da Recode, “são professores de diversas áreas do conhecimento, já com experiência na implementação de projetos e criação audiovisual dentro das escolas, o que os torna potenciais multiplicadores em cada região do Brasil. A formação da Recode apresentou como a tecnologia pode apoiá-los na descoberta de suas comunidades e no incentivo ao protagonismo e empoderamento digital dos jovens”, aponta.

De volta a suas escolas, os professores irão estimular a produção de vídeo com tecnologia 360° em sala de aula, motivando os estudantes a produzir filmes que retratem questões relevantes de suas vidas e do entorno onde vivem. Participam do treinamento professores da E.E. Souza Aguiar, no Rio de Janeiro; C.E. Professor Magalhaes Neto, na Bahia; E.E. Presidente Costa e Silva, em Goiás; E.E.E.M. Professora Maria Elizete Fona Nunes, no Pará; e Escola Estadual Cianorte, no Paraná.

O Cineastas 360° teve início em janeiro de 2018 com outras cinco escolas públicas, uma em cada região do Brasil. Os alunos receberam orientações técnicas em 360° e produziram documentários com temáticas como as dificuldades de morar em uma zona de risco no Amapá, os desafios de viver no Nordeste brasileiro e a história de uma importante líder comunitária no interior de Goiás que beneficiou inúmeras famílias locais. O curta-metragem goiano foi escolhido por um júri de especialistas como vencedor da primeira etapa do projeto e pode ser visto em https://www.facebook.com/rederecode/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here