Prefeitura promove 1ª Feira da Diversidade Para Capacitação e Empregabilidade

Nesta quinta-feira, 17 de agosto, vai acontecer no Museu do Amanhã o lançamento da “1ª Feira da Diversidade Rio para Capacitação e Empregabilidade” que visa promover a inclusão de LGBTs e transexuais no mercado de trabalho. A iniciativa pretende sensibilizar e estimular líderes de empresas, contratantes, e gerentes de recursos humanos para incluir em seus quadros de funcionários à comunidade LGBT+.  Como exemplo, a prefeitura do Rio emprega 18 pessoas trans nas Superintendências Regionais, já o museu do Amanhã Incluiu quatro transexuais no corpo de funcionários.

O Coordenador da Diversidade Sexual, Nélio Georgini, acredita que esse debate será importante para mostrar para a sociedade que todos têm o direito de ocupar todos os espaços. “O trabalho formal traz dignidade. Não importa se é gay, lésbica, ou trans, a capacidade de desenvolver papeis vai na contramão de qualquer orientação”, finaliza.

 Os servidores transexuais da Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual (CEDS Rio), Jhordan Lessa e Raffaela Antunes, serão os palestrantes da noite. “Vamos contar nossas experiências pessoais, com intuito de sensibilizar e desmistificar a pauta no mercado de trabalho” explica Jordhan Lessa, que foi primeiro Guarda Municipal trans.

O diretor-presidente do Museu do Amanhã, Ricardo Piquet, acredita que a convivência é um dos principais pilares éticos do Museu do Amanhã. Isso se reproduz na forma como incentivam o debate sobre a importância da integração e a riqueza do convívio entre pessoas com diferentes vivências e histórias para contar. “Respeitar as diferenças e aprender com a diversidade é não apenas uma forma de enxergar a vida, mas também um dever e uma responsabilidade social de toda organização que pensa o amanhã de maneira positiva”, afirma.

A travesti Luciana Vasconcelos, que também se apresentará para o empresariado, conta que a única porta que se abriu para ela foi à da rua. “Eu só era aceita nas calçadas, como prostituta, negra, e vulnerável, hoje trabalho como assistente administrativa na Superintendência da Tijuca”. Ela faz parte do projeto de inclusão e capacitação da CEDS RIO “Trans+Respeito” – que busca inserção no mercado formal de trabalho para homens e mulheres transexuais. 

O Diretor-presidente da Drum Brasil, José Carlos Vieira Jr.; acredita que esta é uma excelente oportunidade de inserir as companhias na conquista por um mundo cada vez mais diverso e plural. “Faremos alianças, traçaremos caminhos e proporemos ações dentro desta que será a 1ª Edição de uma Feira e Workshop absolutamente inovadores acerca do tema tendo o Rio de Janeiro como protagonista nesta direção” explica.

Serviço:

Local: Museu do Amanhã
Endereço: Praça Mauá, 01, Centro, Rio de Janeiro. 
Data:  17 de Agosto.
Horário: 19h:30

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.