21.9 C
New York
junho 26, 2019
Música

‘Pra Gira Girar: uma celebração aOs Tincoãs’ são a próxima atração do A.Nota no Teatro Ipanema

foto: Francisco Costa
foto: Francisco Costa

A décima terceira apresentação da temporada 2018 do FESTIVAL A.NOTA será o espetáculo ‘Pra Gira Girar: uma celebração aOs Tincoãs’. Alan de Deus, Alvaro Lancellotti, Michele Leal e Zé Manoel se reuniram para redescobrir cantos possíveis para o repertório atemporal d’Os Tincoãs, construído em quatro discos lançados entre os anos 60 e 70. Sem tratar a música de origem africana com exotismos ou, ainda, como se fosse mera matéria de pesquisa, eles mergulharam em estudos de voz para revisitar a obra dos Tincoãs, reconstruindo arranjos vocais de extrema beleza. Será na próxima terça, 4 de dezembro, às 21h, no Teatro Ipanema, com ingressos a R$ 20.

A esse time, se juntou também Pedro Costa (guitarra), que rearranjou cada uma das músicas, prezando por manter a criação do grupo baiano, mas contribuindo com a delicadeza de suas cordas, assinando assim a direção musical do projeto. Completam o grupo Diogo Gomes (trompete), Ana Magalhães e Zero Telles (atabaque, congas, agogô, caxixi e ganzá). Juntos, eles redesenharam lugares harmônicos e sincoparam ritmos, relendo com vigor canções dos quatro álbuns do grupo. Uma celebração para que o passado se faça presente, sob concepção da produtora Julianna Sá ao lado de Alvaro Lancellotti.

O legado do grupo é imenso, e vai desde a difusão dos pontos religiosos até a criação de uma identidade para uma música afro brasileira. Mas gosto muito do que nos deixaram em relação ao canto. Uma forma de cantar especial, arranjos de vozes que a gente encontra em corais e cantos mais tradicionais, mas que Seu Mateus e cia lançaram no universo da canção popular”, diz a cantora Michele Leal, que assina a direção vocal do espetáculo.

A história dos Tincoãs tem memórias visíveis e invisíveis, e há, por todo canto de um país que busca se revisitar para se reconhecer, um desejo de tocá-las, e quem sabe trazer à luz a força que se construiu nos anos 70 pelo grupo, e que ressignificou o Brasil que fomos e o Brasil que somos. Ou, ainda, construir novas memórias possíveis, encontrando novos caminhos no chão batido pelo grupo.

DEZENOVE SHOWS ATÉ FEVEREIRO
O Festival A.Nota segue apostando na troca como experiência artística e dá continuidade ao formato inaugurado no ano passado: uma série de encontros, em sua maioria inéditos, de talentos da música independente nacional. Este ano serão 19 shows, até o início de fevereiro de 2019.

O A.NOTA não é apenas um festival ou mostra musical. É um espaço de vivência entre artistas. O que nos interessa é justamente a diversidade de ideias, a consolidação de parcerias, o estímulo a inovação e a criação de novas paisagens sonoras, que resultam nas performances que o público da cidade vai poder ver de perto”, explica Thiago Vedova, curador, produtor e idealizador do projeto, patrocinado pela Secretaria de Estado e Cultura do Rio de Janeiro e Oi.

Para o gestor de Cultura do Oi Futuro, Roberto Guimarães, “o A.NOTA nasceu no palco do Oi Futuro e é um projeto com a marca da cocriação e da experimentação, dois valores que o instituto valoriza e quer incentivar na cultura brasileira”.

TRÊS POCKET SHOWS TRANSMITIDOS PELA INTERNET
Neste 2018, uma novidade: além as apresentações no Teatro Ipanema, o A.NOTA terá uma programação virtual paralela. Três duplas de artistas serão selecionados para residências artísticas no LabSonica, o recém inaugurado laboratório de inovação do Oi Futuro, no Flamengo.

Cada dupla terá direito a cerca de 20 horas de estúdio para produzirem música nova juntos. O resultado será apresentado em três pocket shows realizados entre dezembro e fevereiro, com transmissão ao vivo pela internet: o LabSonica Sessions.

ATRAÇÕES DE DEZEMBRO

Dia 11 – As Bahia e a Cozinha Mineira + Mihay
Dia 18 – Rubel + Qinho

Ao receber o FESTIVAL A.NOTA, o Teatro Ipanema incrementa ainda mais a sua já constante programação musical, resgatando sua tradição de palco para os talentos e novidades da música independente nacional. Sempre sintonizado com os movimentos de resistência cultural e reformado há pouco mais de dois anos sob direção da ocupação artística Vem!Ágora, o Teatro Ipanema segue abrindo espaço para a experimentação artística contemporânea mesclando apresentações musicais e espetáculos teatrais todas as semanas.

A.NOTA NAS REDES

https://www.facebook.com/FESTIVALANOTA/
https://www.instagram.com/a.nota__/
https://www.facebook.com/teatroipanema

SERVIÇO:

FESTIVAL A.NOTA 2018 NO TEATRO IPANEMA

R$ 20 inteira e R$ 10 meia
De setembro de 2018 a janeiro de 2019, nas terças-feiras, às 21h
Rua Prudente de Morais, 824, em Ipanema. T: (21) 2267-3750
A casa oferece 193 lugares e a classificação etária é de 14 anos.

Posts relacionados

Rock in Rio 2019: Palco Sunset promove ode à música paraense com encontro “Pará Pop”

Redação

MC Ombrinho comanda Baile da Colômbia na Zax Club Barra

Redação

‘Carlos Dafé 7.1’

Redação

Nego Alvaro lança álbum com canções de Sereno e Moacyr Luz

Redação

O pianista, compositor e arranjador Paulo Malaguti Pauleira apresenta o show Segundo Pauleira no Teatro Café Pequeno

Redação

Cantora Franco-Beninense Mina Agossi em única apresentação no Manouche Camolese

Redação

Deixe um comentário