Pássaros – Duo Gisbranco

“Eu enviei tantas mensagens e elas voltaram feito música, acendi tantas fogueiras que retornaram canção, lancei muitas garrafas ao mar e recebi de volta um tsunami de som feito de melodias, harmonias, ritmo. Eu explodi em afeto e recebi um disco encantador. Mas antes, elas vieram. Corpo e alma. Bibi e Clodine, as gisbranco, revelaram-se para além das virtuoses pianistas duas grandes compositoras na linha direta de Chiquinha Gonzaga, Rosinha de Valença, Joyce – e cito só mulheres pra lembrar a existência essencial dessas criadoras, das dificuldades e percalços que enfrentam para ter o seu lugar na vida cultural do país.

Volto ao disco. É como abraçá-las e ser abraçado. Agora não apenas por elas pois, gregárias, trazem junto a arte brilhante de André Mehmari, Sergio Santos, Mônica Salmaso e Jaques Morelenbaum. Minhas mensagens pra elas foram transmutadas numa cantata amorosa de muitas vozes. Para todos. Polifonia dos afetos. E sinto a força das canções. E sinto um amor imenso pelo Brasil. Esperança, sabe? Mas esperança em movimento de me saber parte dos que não estão na cena para lucrar ou lacrar. Pode até acontecer uma coisa ou outra, até as duas. Mas aqui estamos para fazer música. E Bianca e Claudia juntas são um chamamento, um convite à música em si. Celebremos!”

(Chico César)

Pássaros
O Duo Gisbranco, formado pelas pianistas e compositoras Bianca Gismonti e Claudia Castelo Branco, lança seu terceiro CD PÁSSAROS, que coroa a parceria do Duo com o músico e poeta brasileiro Chico César, um dos maiores compositores da atualidade dedicado a uma poesia genuinamente brasileira. Essa mistura dos dois pianos com a vibrante poesia de Chico César é algo inédito, singular e fascinante.

“Pássaros” (Mills Records) reúne 15 canções compostas por Bianca e Claudia para poemas de Chico Cesar, interpretadas por elas e também por grandes nomes como Mônica Salmaso, Maria João, Sergio Santos e Eugenio Dale. Diferentemente dos dois discos anteriores, que são essencialmente instrumentais, “Pássaros” representa para o duo um mergulho profundo na criação da canção brasileira, de forma experimental e livre. A conexão entre palavra, som e o universo da poesia se mostra presente em cada uma das 15 faixas, que ganharam arranjos sofisticados ao lado dos músicos Rodrigo “Pacato” (percussão), Fabio Nin (violão), André Mehmari (piano e sintetizador), Jaques Morelenbaum (violoncelo) e José Batista Jr (clarineta e clarone).

Misturando elementos da música erudita, instrumental e popular brasileira de maneira expressiva e cativante, o duo constrói um trabalho dentro de uma linguagem moderna e acessível a uma grande diversidade de platéias.

“Pássaros” levou seis anos, do início da composição das músicas até a finalização. Produção e direção musical e artística ficaram sob a batuta das duas musicistas, que contaram com o financiamento coletivo para realizar a obra.

Gisbranco
Claudia e Bianca se conheceram na graduação em piano na UFRJ. Participaram juntas da Oficina de Música Eletrônica (Ofelex), que abordava criação e performance de música experimental. Durante os anos na Oficina, as duas tocavam e improvisavam nos dois pianos do salão; além de aproveitarem matérias da universidade para irem desenvolvendo um repertório vasto para dois pianos.

A estreia profissional aconteceu em 2005, no Rio de Janeiro e, logo, começaram a realizar diversos festivais e shows pelo Brasil.

Três anos depois, lançam o primeiro álbum “Gisbranco”, pelo selo Delira Música, com obras de compositores importantes para a música instrumental brasileira, como Moacir Santos e Guinga, além de trazerem duas composições inéditas do Duo, uma de Bianca e outra de Claudia.

No álbum seguinte, “Flor de Abril” (Delira Música, 2011), cinco composições da dupla também apareceram, além de arranjos originais para temas como “Ponteio” de Edu Lobo/Capinam e “Deixa” de Baden Powell/Vinicius de Moraes. Carlos Malta, Robertinho Silva e Chico César foram os ilustres convidados em “Flor de Abril”.

Com este disco, realizaram algumas tournês pelo Brasil, Europa e Canadá e, em 2015, gravaram o primeiro DVD, “Gisbranco – dez anos” (Mills Records), no Teatro Municipal de Niterói, RJ, celebrando os 10 anos de carreira da dupla, com repertório de três discos: os dois já lançados e o terceiro, “Pássaros”, ainda inédito na época. Chico César, inclusive, participa do DVD cantando e tocando clássicos de sua autoria, como “Templo”.

Em 2017, depois de três anos desenvolvendo um projeto de dois pianos e cello com Jaques Morelenbaum, o duo gravou seu segundo DVD, “Egberto encontra Villa”, na Sala Cecília Meireles, RJ, com repertório completamente dedicado à música de Heitor Villa Lobos e Egberto Gismonti, ainda em fase de produção.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.