Orquestra Sinfônica da UFRJ apresenta Série Sala Orquestras

28/06/2017. Apresentação do Coral Brasil Ensemble. Série "Música na Candelária".

A Orquestra Sinfônica da UFRJ, integrante do ProArt, programa do Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ, apresenta Série Sala Orquestras, na Sala Cecília Meireles, quinta-feira, dia 14 de dezembro, às 20h. O evento contará com regência de Ernani Aguiar, participação dos solistas Maíra Lautert e Jaqueline Resende (sopranos), Guilherme Moreira (tenor) e Inácio de Nonno (barítono) e do Coral Brasil Ensemble – UFRJ.

Serviço
Série Sala Orquestras
Quinta-feira, 14/12/17, 20h
Sala Cecília Meireles – Rua da Lapa, 47 – Lapa
Tel.: 21 2332-9223
Capacidade: 670 lugares
Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia)
A venda na bilheteria da Sala Cecília Meireles ou pelo site www.ingressorapido.com.br 

PROGRAMA
João Guilherme RIPPER   
Natividade – Suite Sinfônica

I – Presépio
II – Balé dos Anjos
III – Festa dos Pastores
IV – A Viagem dos Reis Magos
​V – Paz na Terra
​VI – Natal​

José Maurício Nunes GARCIA
“Qui sedes” e “Quoniam” (ACLOP) para barítono e orquestra
​Solista: Inácio de Nonno​ 

Missa a 4 em Mi bemol CPM 116
                          Kyrie 
                          Christe (Fuga)
                          Gloria
                          Laudamus Te
                          Gratias
                          Domine Deus
                          Qui tollis
                          Qui sedes
                          Quoniam
                          Com Sancto Spiritu e Amen (Fuga)

​Solistas: Maíra Lautert (soprano), Jaqueline Resende (soprano), Guilherme Moreira (tenor), Inácio de Nonno (barítono)​

Reconstrução do baixo instrumental: Sérgio Di Sabbato
Coral Brasil Ensemble – UFRJ e Solistas
Regente do Coral: Maria José Chevitarese 

A Orquestra Sinfônica da UFRJ (OSUFRJ) é a mais antiga orquestra do Rio de Janeiro, fundada em 1924. Diversos regentes com ela atuaram, entre eles os compositores Francisco Mignone, Oscar Lorenzo Fernandez e José Siqueira. As óperas passaram a fazer parte da temporada anual de concertos a partir de 1949. Em 1969, o maestro Raphael Baptista foi nomeado seu regente titular. Foi sucedido em 1979 pelo maestro Roberto Duarte, que esteve à frente do conjunto por mais de quinze anos. Desde 1998, está sob a direção artística dos maestros André Cardoso e Ernani Aguiar. Em 1997, realizou a gravação integral do Colombo de Carlos Gomes (1836-1896), que mereceu dois importantes prêmios: Prêmio APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) de “Melhor CD de 1998” e Prêmio Sharp 1998 de “Melhor CD” na categoria música erudita. Suas funções acadêmicas visam o treinamento e a formação de novos profissionais de orquestra, solistas e regentes. Uma de suas principais características é a valorização da produção musical brasileira, já tendo executado mais de uma centena de obras em estreia mundial.

O Coral Brasil Ensemble-UFRJ, criado em setembro de 1999, pela maestrina Maria José Chevitarese, recebeu em 2000 o Diploma de Prata na categoria de coros de câmara, vozes mistas, na Choir Olympics 2000, em Linz, Áustria. O grupo tem como proposta a divulgação da música brasileira contemporânea, tendo participado da XVII, XVIII, XIX e XXI Bienal de Música Brasileira Contemporânea. Atuou junto a Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra Sinfônica da UFRJ e Orquestra Sinfônica Nacional na Sala Cecília Meireles e no Theatro Municipal do Rio de Janeiro e com Orquestra Sinfônica do Espírito Santo.