“Oficina de Horta” marca encerramento da exposição “Rolé pelo Rio Hackeado” no Museu do Amanhã

Paisagista Manfred Bert compartilhará técnicas de jardinagem e ensinará a fazer hortas urbanas, verticais e suspensas

Expososição Rolé - Antônio Pack_
Expososição Rolé - Antônio Pack_

Rio de Janeiro – Já te despertou, alguma vez, uma vontade de ter uma horta caseira? Ou dar mais vida às áreas degradadas das cidades? Para colocar a mão na terra, literalmente, o Laboratório de Atividades do Amanhã (LAA) realiza, no dia 18 de abril, a “Oficina de Horta”. A atividade acontecerá em duas sessões, 14h30 e 16h30, e será ministrada pelo paisagista e permacultor alemão Manfred Bert, que mostrará técnicas de jardinagem com foco em vermicompostagem, permacultura, sustentabilidade e reciclagem; e ainda dicas para fazer hortas urbanas, verticais e suspensas. Inscrições no site do Museu do Amanhã. A ‘Oficina de Horta’ marca a despedida da exposição “Rolé pelo Rio Hackeado”, que encerra no dia 30 de abril.

“A mostra trouxe o graffiti e a horta urbana como exemplos de transformações nas cidades. As duas atividades se destacaram e, agora, apresentaremos como oficinas para o público. A horta urbana  ​é ​uma ​das várias ​formas de hackeamento​ da cidade, que consegue adicionar mais vida às áreas degradadas das cidades, seja como suporte paisagístico ou mesmo como meio de unir os habitantes da própria comunidade local em um projeto coletivo, capaz de oferecer alimentos saudáveis”, destaca o produtor e artista do LAA, Caio Cesar.

Durante a oficina, os participantes vão aprender a construir, em casa, suas próprias composteiras – mini usina de lixo orgânico –, que ainda pode ajudar a diminuir o  lixo residencial.Uma prática simples, barata e acessível a todas as pessoas é a fabricação de adubo por reciclagem do lixo orgânico. Uma forma de diminuir a quantidade de lixo que enviamos para a coleta é a utilização de minhocas como forma de reciclagem do lixo orgânico e a sua transformação em adubo. Trata-se de uma prática sustentável e facilmente aplicada em casa com a ajuda de alguns caixotes, um punhado de terra e minhocas. Basta mantê-las num lugar arejado e escuro e não lhes negar água para que todo o lixo orgânico, ali depositado, seja reciclado e se transforme num adubo limpo, sem cheiro e de alto valor comercial”, explica Manfred Bert.

Manfred Bert Broschart é paisagista, permacultor e sócio-fundador do Minhocário Arboreum Plantas & Jardins, empresa especializada em execução e manutenção de gramados (residenciais, industriais e esportivos). Nascido em Frankfurt (Alemanha) e radicado no Brasil desde 1986, é especialista na área de adubação orgânica e foi um dos pioneiros no Rio de Janeiro na produção e uso de vermicompostagem. Ministra cursos, palestras, debates, oficinas, workshops e desenvolve projetos socioeducativos de capacitação de crianças, jovens, adultos e sêniores.

Serviço:

Oficina de horta

Data: 18 de abril (terça-feira)
Horário: Das 14h30 às 16h (vagas esgotadas) e das 16h30 às 18h (inscrições aqui)

Local: Laboratório de Atividades do Amanhã (Praça Mauá, nº 1, Centro – Rio de Janeiro)
*Valor do Ingresso do Museu

*Menores de 16 anos somente acompanhados por um responsável, mas a inscrição deve ser feita no nome do participante.

O Museu do Amanhã funcionará normalmente nos feriados de abril, dias 14 e 21 (sextas-feiras), das 10h às 18h (com a bilheteria encerrando às 17h).