O Tango e Suas Milongas com o grupo Corda na Sala Cecília Meireles

A Sala Cecília Meireles,  um espaço da Secretaria de Estado de Cultura, e PETROBRAS apresentam, sexta-feira, dia 3 de fevereiro às 20 horas, dentro da série Petrobras Sala Jazz, o grupo Corda, com o melhor da música portenha.

FEVEREIRO 3 – SEXTA-FEIRA – SCM – 20H – SÉRIE PETROBRAS SALA JAZZ

Com uma formação nada convencional, o grupo apresenta o melhor da música portenha com obras de Astor Piazzola.

Ingressos: R$ 40,00

Ingressos disponíveis na bilheteria da Sala Cecília Meireles ou através do site www.ingressorapido.com.br

Grupo Corda

Ana Azevedo, piano
André Tandeta, bateria
Emilia Valova, violoncelo
Lipe Portinho, contrabaixo
Nikolay Sapoundjiev, violino 

Nikolay Sapoundjiev, Emilia Valova, Ana Azevedo e Lipe Portinho há muito tempo tinham o desejo de formar um grupo de câmara. Queriam, porém, que o conjunto tivesse o frescor da modernidade, por isso resolveram chamar como quinto elemento o grande baterista André Tandeta, e escolheram interpretar obras do maestro Astor Piazzolla. O resultado é um show com mais de uma hora da melhor música porteña. Com uma formação nada convencional, esse foi o início do grupo CORDA.

Na formação original do tango os instrumentos são violino e violão. Depois, com a invenção do bandoneon na década de 30, os marujos da região da Bocca agregaram definitivamente esse timbre aos grupos. No caso do CORDA, apesar da existência de um grande violinista, quase todas as composições foram “desconstruídas” para que o violoncelo pudesse estar no colorido das obras – não só no lugar do bandoneon, mas várias vezes também como solista das partes de violino. Esse tipo de arranjo criou uma simbiose entre os contrapontos e uma nova estrutura para as composições, que adquiriram sonoridades surpreendentes para uma obra tão consagrada. O mesmo trabalho foi feito nos outros instrumentos, que tiveram que se adaptar e achar novos espaços para que a polifonia soasse harmônica. Inclusive a bateria, que não existia no quinteto original de Piazzolla, adquire no grupo um papel melódico, não só rítmico, sublinhando frases e ostinatos.

Dessa forma, violino, violoncelo, contrabaixo, piano e bateria criam um som único dentro de uma obra emocionante e apresentam um espetáculo de melodias belíssimas – com clássicos e algumas composições menos conhecidas, porém brilhantes – que traduzem com paixão e virtuosismo a importância e a transcendência de Astor Piazzolla, sem dúvida um gênio da música e um dos compositores mais importantes do século XX.

Programa

Obras de Astor Piazzola
Verano Porteño
Otono Porteño
Invierno Porteño
Primavera Porteña
Kicho
Oblivion
Scualo
Romance Del Diablo
Retrato de Milton
Muerte Del Angel
Adiós Noniño

Serviço:
Largo da Lapa, 47 –  Centro
Ingressos na bilheteria da Sala: R$ 40,00 (R$ 20,00 para estudantes e idosos, R$ 2,00 para estudantes de música que apresentem a carteirinha)
(+55) 21 2332-9223
(+55) 21 2332-9224
www.salaceciliameireles.rj.gov.br
https://www.facebook.com/salaceciliameireles/
Twitter: @SalaCeMeireles
Instagram: @salaceciliameireles
www.ingressorapido.com.br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.