O músico e compositor brasileiro Vitor Mendes assina parceria inédita com o renomado escultor americano Jack Storms

O compositor brasileiro Vitor Mendes, responsável pela trilha e direção musical do longa #Feique, de Alexandre Mandarino, e que lhe rendeu a indicação de Melhor Trilha Original no Festival de Gramado desse ano, acaba de fechar uma parceria com o artista plástico americano Jack Storms. Jack é um renomado escultor de vidro, conhecido pelas suas obras que ganharam o mundo quando foram expostas no longa da Marvel, Os Guardiões da Galáxia. Jack também ganhou notoriedade quando o famoso jogador de beisebol Derek Jeter, do New York Yankees usou uma escultura sua para fazer sua 3000ª jogada. Escultura a qual levou dois meses para fazer.

No último LABRFF, Los Angeles Brazilian Film Festival, Jack se interessou pelo trabalho do músico. Na última passagem de Vitor pelos Estados Unidos, ambos se encontraram para fechar uma parceria inusitada. A partir de agora todos os vídeos produzidos pelo escultor terão uma trilha sonora inédita que fará parte da identidade visual das peças criadas por Jack. O último lançamento do artista plástico, postado em novembro na página da Insider Art, uma das mais conceituadas publicações de artes dos Estados Unidos, recebeu mais de 100 milhões de visualizações.

Clique nas imagens para ampliar

Além dos clipes, Vitor está compondo as trilhas sonoras dos longas de Aline Rezende _ainda sem título, baseado em “Noite de Almirante”, de Machado de Assis e para o de Bruno Saglia, chamado “O Garoto”. Os dois filmes têm previsão de lançamento nacional no segundo semestre de 2018.

Vitor Mendes é compositor, autodidata e multi-instrumentista. O piano é o seu principal parceiro nas composições. Ao longo de seus 10 anos de carreira criou jingles e trilhas para a publicidade de importantes empresas como Banco do Brasil, Tim, Scania, BBC Londres, Médicos sem fronteiras, Amsterdam Sauer e Curta Cinema – Festival internacional de Curtas do Rio de Janeiro por três anos seguidos. Também assinou as trilhas sonoras das comédias teatrais “Conversas unissex”, “Casou, ferrou!” e “Mãe, vou ser mãe”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.