O musical “As festas da Tia Ciata”, em homenagem ao centenário do samba, estreia na sala Baden Powell, Copacabana

Homenageando o Centenário do Samba, a Fanfarra Carioca apresenta o musical “As Festas da Tia Ciata” a partir de 3 de junho na sala Baden Powell em Copacabana.  A temporada vai até 26 de junho com sessões as sextas-feiras e sábados 20h, e domingos, 19h.

Citadíssima em obras de sociologia e antropologia sobre a cultura negra no Rio de Janeiro – e homenageada em diversos enredos das escolas de samba de todos os grupos – Hilária Batista de Almeida, a famosa Tia Ciata, é considerada a grande dama da história cultura afro brasileira.

Lendária baiana que migrou para o Rio de Janeiro por volta de 1870 e que, aqui, inicialmente morou no bairro da Saúde, e depois, na Praça Onze, locais primordiais do desenvolvimento da cultura afro da época – se tornou um símbolo de diversidade negra e também líder reverenciada da comunidade do Rio de Janeiro Belle Époque.

O Musical resgata a atmosfera das festas e das rodas de samba que a Tia Ciata promovia, bem como sua participação nos fatos histórico-culturais ocorridos no início do século XX, incluindo a origem do samba, dos ranchos e das Escolas de Samba. 

Com roteiro e direção de Loly Nunes, a montagem apresenta a contribuição cultural e social dos afro-baianos à cultura nacional, desde a sua chegada ao Rio de Janeiro que resultou na criação da “Pequena África”, região carioca em que morava Tia Ciata. Ao reviver a história das “Tias baianas” no início do século XX, o espetáculo ressalta o protagonismo da mulher negra na história do Brasil e, ao som dos ritmos musicais que emergem nessa época como o maxixe, o samba-enredo e o samba-choro, gêneros tipicamente cariocas, oito atores e cinco músicos, interpretam, cantam e dançam doze dos melhores sambas cariocas mais marcantes entre as décadas de 1900 a 1924.

O roteiro permeia por fatos curiosos, polêmicos e divertidos das décadas abordadas, tendo como referência o malandro e a capoeira, os compositores frequentadores das festas da Tia Ciata como Donga, João da Baiana, Sinhô e Pixinguinha.

SINOPSE
Musical apresenta o nascimento do samba e personagens históricos do Rio de Janeiro, como Tia Ciata, Donga, João da Baiana, Sinhô e Pixinguinha. Oito atores e cinco músicos interpretam, cantam e dançam 12 canções clássicas de compositores que frequentavam as famosas festas na casa da baiana Tia Ciata.

A CIA. FANFARRA CARIOCA
Ao longo dos últimos 22 anos, a Fanfarra Carioca Produções Artísticas desenvolveu uma forma de atuação sistemática no cenário cultural brasileiro que tornou a produtora um exemplo de competência e sustentabilidade.

Como grupo de teatro, iniciou sua atividade em 1985 e formalizou-se como produtora em 1993. Entre suas produções destaca-se o espetáculo Bailei na Curva, grande sucesso da temporada de 85. O espetáculo conquistou diversos prêmios: o Prêmio Inacen de Melhor Espetáculo do Ano; o Prêmio de Melhor Espetáculo do Festival da Serra em Teresópolis, organizado por Domingos Oliveira; a encenação internacional, como representante do Rio de Janeiro no IX FITEI – Festival Internacional de Expressões Ibéricas na Cidade do Porto, em Portugal.

Depois de uma turnê em Portugal a produtora produziu diversos espetáculos teatrais, destacando-se os espetáculos: Somos todos 22; Anita Garibaldi, Tupy or not Tupy; Fogo Morto; Paixões; Monteirices Lobatianas; Picasso; Mario Quintana entre outros com temporadas em teatros do Rio e turnês nacionais.

A partir do ano 2000, a Fanfarra criou novas frentes de atuação com o objetivo de torná-la um empreendimento autossustentável e plenamente integrado ao mercado da Economia Criativa brasileira.

FICHA TÉCNICA

Roteiro e direção: Loly Nunes

Elenco: Camila Boer, Daniely Stenzel, Flávia Souza, Hugo Germano, Ricardo Lopes, Rudson Martins, Thania Machado e Tuca Muniz

Músicos: Daniel Delavusca, Flávia Enne, Kaka Nomura, Renan Sardinha e Zéh Gustavo

Preparação vocal: Thania Machado

Coreografias: Arthur Rozas

Músicas Inéditas: Edinho do Samba e Loly Nunes

Iluminação: Djalma Amaral

Figurinos e Cenário: Marcia Marques e Loly Nunes

Produção Executiva: Wesley May e Thor Medrado

Marketing Cultural: Glória Diniz

Serviço:

Estreia: 3 de junho de 2016
Local: Sala Municipal Baden Powel
Endereço: Av. Nossa Sra. de Copacabana, 360 – Copacabana – Telefone:(21) 2255-1067
Horários: Sexta e sábado, 20h, Domingo, 19h
Ingresso: R$ 30,00 (Inteira) R$ 15,00 (Meia)
Temporada: De 3 a 26 de junho de 2016
Duração: 70 min.
Classificação: 12 anos
Capacidade: 250 Lugares

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.