O Cluster celebra aniversário de quatro anos com a ocupação artística na Casa da Marquesa de Santos, em São Cristóvão

Plataforma multicultural comemora 18ª edição com ocupação em formato de festival

O Cluster, plataforma multicultural que promove eventos gratuitos e itinerantes que estimulam a ocupação de diversos segmentos da cadeia criativa da cidade, celebra no mês de novembro o quarto aniversário.  Para comemorar a data, a edição de aniversário será realizada no dia 20 de novembro, domingo, das 13h às 21h, com a ocupação artística da Casa da Marquesa de Santos, em São Cristóvão. 

Assim como a palavra cluster significa cooperação entre empresas, a edição especial será realizada em formato de festival. Sempre pensando em oferecer ao público a oportunidade de conhecer tudo o que há de novo no mercado e na cena carioca, Carolina Herszenhut, idealizadora do projeto, convidou outros eventos que já acontecem na cidade para fazer parte dessa grande celebração. Eventos como o movimento Sofar Sounds, que reúne em lugares secretos artistas e bandas que se apresentam também de forma surpresa no local, além da participação de artistas, performers, DJ’s e expositores de diversas cadeias criativas farão parte dessa grande celebração ocupando o lado de dentro e os jardins da Casa da Marquesa. 

Booking.com

A convite da Secretaria de Estado de Cultura do Estado – SEC/RJ, a plataforma multicultural O Cluster encontra na Casa da Marquesa de Santos um local de forte expressão para a história da moda brasileira e que se alinha perfeitamente a proposta de relacionar moda à arte e, também, de obter novas experiências em espaços distintos. 

“A Casa da Marquesa de Santos é ponto de partida para o Museu da Moda Brasileira, no Rio de Janeiro. A escolha do local onde viveu Domitila de Castro e Canto Melo, a Marquesa de Santos, para abrigar o novo museu ressalta a importância do feminino na história nacional. Mais do que refletir sobre os costumes, trajes, história e a arquitetura de determinada época, o projeto do Museu se apresenta como um importante marco para a moda brasileira, trazendo reflexões para compreender sua identidade, processos, cadeia produtiva, história e memória, não sendo apenas uma vitrine, mas interligando os diversos atores e ‘fazedores de moda’ com outros elementos da cultura, artes, ciência e tecnologia. Dessa proposta, nasce a parceria entre o Museu da Moda Brasileira e O Cluster com o objetivo de transformar esse local histórico em um espaço multicultural de troca de experiências entre público, criadores, empresários e artistas que buscam a valorização da moda brasileira, sobretudo na moda que nasce no Rio de Janeiro”, afirma  Walace Emrich , diretor da Casa da Marquesa de Santos.

O Cluster tem ao longo de todo o período ocupado os mais diversos espaços na cidade, tanto com a realização dos seus eventos como também com a curadoria dos mais importantes projetos ocorridos na cidade, como as curadorias para “Novos Designers”, durante a Semana de Design O Globo e  para o projeto Rio Soul, promovido pelo Shopping RIO SUL, durante esse ano. Dessa forma, o projeto  busca em suas ocupações trocar e obter as mais diversas experiências de maneira criativa e significativa.

Com o intuito de ampliar cada vez mais a troca e a aprendizagem a partir de novas experiências, a plataforma realiza pela primeira vez edição na Zona Norte da cidade, especificamente em São Cristóvão, bairro que concentra vários representantes da moda carioca e brasileira.

Ao longo dos quatro anos, a plataforma busca incessantemente promover ações que provoquem reflexão e diálogo sobre assuntos pertinentes à sociedade e também destaca tendências do mercado aos visitantes por meio de uma criteriosa curadoria realizada por Carolina Herszenhut, que também é a idealizadora do projeto.

Carolina Herszenhut ressalta a importância da ocupação artística do projeto acontecer nesse equipamento cultural:

“A principal Missão d ‘O Cluster é fazer uma ocupação criativa da cidade, levando a nossa plataforma para diversos pontos. Quando fomos convidadas a fazer a primeira ocupação do Solar da Marquesa ficamos extremamente felizes, pois o Museu está fechado e será uma oportunidade única do público conhecer um lugar lindo como esse que irá abrigar o futuro Museu da Moda na nossa cidade.”

Joia arquitetônica do Rio de Janeiro e do Brasil, a Casa da Marquesa de Santos foi  presente do Imperador D. Pedro I para Domitila de Castro Canto e Melo, a Marquesa de Santos, em 1827. Exemplar ímpar da arquitetura neoclássica do século XIX é uma das primeiras edificações tombadas pelo IPHAN, em 1938. Adornada com pinturas decorativas e trabalhos em estuque, a Casa da Marquesa apresenta uma aura graciosa e romântica, mesclando temas do universo feminino com ícones neoclássicos.

Paralelamente, o espaço passa por um processo de renovação conceitual que visa fortalecer sua importância histórica como lugar de memória e que celebra sua mais ilustre residente, tornando-se assim um espaço cultural autêntico,  comprometido com sua história e as demandas museológicas contemporâneas. 

O Decreto Estadual 45346, de 20 de agosto de 2015, que institui a Casa da Marquesa de Santos como Museu da Moda Brasileira, reafirma a vocação inerente da Casa para abordar questões sobre o feminino e a importância da mulher na história brasileira. Nesse viés, a moda será tratada como representação cultural e como ponto de partida para explorar questões sociais e de gênero.

A Casa da Marquesa de Santos trata, portanto, da história arquitetônica e cultural do Rio de Janeiro, capital do Império Brasileiro, da Marquesa de Santos e do universo do feminino, dos costumes e da moda no Brasil. O acervo reúne peças representativas desses temas como gravuras de gênero que ilustram a sociedade brasileira, leques, itens do vestuário e objetos do fazer moda, dos séculos XIX ao XXI.

Casarão

O evento
Ratificando sempre a ideia d’ O Cluster ser uma plataforma multicultural que oferece ao público todas as novidades da cena e do mercado carioca a partir de uma curadoria, a edição especial de aniversário será realizada dessa vez em formato de festival, trazendo ao público não somente expositores como também diversos eventos que acontecem pela cidade, que farão parte dessa extensa programação.

O artista plástico Pedro Meyer fará num dos salões na área interna da Casa diversas performances com a participação de outros artistas convidados. Ao longo do evento serão realizadas seis performances com a criação de pinturas feitas em conjunto com os performers convidados. Haverá também uma exposição com artistas visuais que já participaram de edições passadas, como Marcelo Eco, Rafo Castro, Pedro Sanches, Eduardo Denne, Fernanda Ladeira, entre outros.

Conhecido como um movimento que reúne em lugares secretos artistas e bandas que se apresentam em shows intimistas também de forma surpresa no local, o projeto inglês Sofar Sounds participará dessa edição. Serão realizados de três a cinco pocket shows, com duração de vinte minutos, onde o público só descobrirá a identidade dos artistas no dia. O movimento acontece em outros lugares do mundo, como Londres, Nova Iorque, Paris e Berlim.  

Ao longo do dia a sonorização ficará por conta da DJ Giu, que tocará ritmos latinos e africanos, e do DJ Janot, especialista em música popular brasileira.

O evento contará também com cerca de 50 expositores de moda, design, gastronomia e artes plásticas, compondo o festival.

Marcas participantes:  Gaye, Aro, Nephew, By the Sea, The Nom Brand, Poch, Bruna Fois, Desvioclin, MustHavee, CasaLab, Thaissa Becho, Lagoa, Gaia, Anouk, Deura Melo, Enk B, Nayah, Estúdio Ripa, Saynalo, Meijor, Winoclothing.

Gastronomia: Say Cheese, Tribo, Bolo doamor, VegHouse, Hagar, Monsieur B, Sabores Colombianos, Santa Vaca, Cozinha de Latifah, Cestita. 

Casarão

O Cluster
O Cluster é uma plataforma multicultural que reúne jovens de diversos segmentos da cadeia criativa carioca – design, moda gastronomia, artes plásticas e música – que trabalham de maneira integrada e colaborativa viabilizando negócios entre a cadeia criativa e consumidores gerando, assim, um espaço para novos empreendimentos.

O Cluster surgiu em 2012 do desejo da estilista, curadora e idealizadora do projeto, Carolina Herszenhut, de criar um evento  que reunisse moda, gastronomia, música, artes, design, estudantes e um público interessado em trocar experiências. Desde o início  a proposta foi abrir espaço para o novo, possibilitando uma integração multicultural aberta a todos.

Em 2016, a plataforma foi responsável pela curadoria de Novos Designers na Semana de Design, promovida pelo jornal O Globo, e também pela curadoria do projeto Rio Soul, criado pelo shopping RIO SUL.

www.ocluster.com.br 

Serviço: 18ª edição O Cluster
Dia 20 de novembro, domingo, das 13h às 21h.
Casa da Marquesa de Santos: Av. Pedro II, 293. São Cristóvão, RJ.
Evento gratuito. Haverá vans saindo do Metrô Estação Estácio até o local. 
Classificação livre.
Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1661530057471026/
Informações: contato@ocluster.com.br

Booking.com