“O Boca do Inferno” reestreia no Teatro Municipal Café Pequeno

A temporada teatral carioca começa dia 5 de janeiro no Teatro Municipal Café Pequeno com a reestreia da tragicomédia “O Boca do Inferno”. Baseado na vida do poeta Gregório de Matos, texto de Adailton Medeiros trata da chegada do poeta à Bahia, fica em cartaz de sexta a domingo, 20h, até dia 28 do mesmo mês.

Em cena, o conflito de um homem em decadência como fidalgo e em ascensão como poeta, desafiando a tudo e a todos, com sua língua felina e suas sátiras poéticas certeiras, o que valeu a Gregório de Matos o apelido de “Boca do Inferno”. Os ataques à Igreja e aos políticos da época em seus poemas, sua personalidade instável e suas contradições são uma constante na narrativa, oscilando entre o sagrado e o profano, o sublime e o grotesco, o amor e o pecado.

Temas como conspiração, corrupção, orgulho, vaidade, cobiça e poder amarram os personagens interpretados pelos atores Licurgo, que também dirige a montagem, Gilson de Barros e Andréa Mattar.

“Gregório é um artista que não cabe em seu tempo. Criticava a política, a religião e os maus hábitos da Bahia colonial. Suas sátiras, bem lidas, servem perfeitamente para o Brasil de hoje. Essa talvez seja uma das principais qualidades da verdadeira arte. Por incrível que pareça montar “O Boca do Inferno”, pra nós, é falar do Brasil atual”, diz o diretor.

Escrevi esse texto há 15 anos, venho mexendo nele desde 2002, sempre tirando e colocando uma coisinha aqui e ali, muito por provocações do Gilson de Barros. Sempre quis escrever algo sobre os malditos, sobre o que eles têm que nos atrai tanto. Gregório é o primeiro artista maldito do Brasil, e como todo maldito é humano, tem lá as suas contradições, coloquei todos os malditos do meu imaginário afetivo num liquidificador, bati, misturei e acabou resultando nesse saboroso e delirante Gregório de Matos”. – Adailton Medeiros:

Sinopse – Espetáculo retrata o conflito de um homem em decadência como fidalgo, e em ascensão como poeta, desafiando a todos com suas sátiras poéticas.

Serviço

O Boca do Inferno
Reestreia: 5 de janeiro de 2018
Temporada: Até 28 de janeiro
Horários: Sexta a domingo – 20h
Ingresso: R$ 40,00 (inteira)
*Professores da rede pública não pagam pelo ingresso
Local: Teatro Municipal Café Pequeno
Endereço: Av. Ataulfo de Paiva 269 – Leblon – Telefone: 21 2294-4480 
Funcionamento da Bilheteria: Terça a sábado de 16h às 21h e domingo de 14h às 20h.
Não possui estacionamento.
Duração: 60 minutos
Classificação: 16 anos
Gênero: Tragicomédia

Ficha Técnica
Texto: Adailton Medeiros
Direção: Licurgo
Elenco: Andréa Mattar, Gilson de Barros e Licurgo
Direção de Movimento: Virgínia Maria
Figurinos: Janaína Wendling
Acervo: Carol Lobato
Iluminação: Paulo Denizot
Cenário: Paulo Denizot
Operador de Luz: Denilson Batalha
Operador de Som: Jonatan Oliveira
Programação Visual: Guilherme Rocha
Visagismo: Diego Nardes

 

Fotos: Lucas Souza, Rita Aragão e Kevin Kretzu

Produção: Adriana Lemos e Fernanda Nicolis

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.