21 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, julho 3, 2020

Teresópolis: como é grande o meu amor por você

Destaques na semana

Memorial de Amor Inquieto

O elenco formado pelas atrizes, Beth Monteiro, Danielle Holanda, Francyne Araújo & Thatiana Lösch farão leitura de trechos do espetáculo Memorial de Amor Inquieto, que...

Desafio 10×10: Em iniciativa inédita, grafiteiros criam coletivamente obra doada para leilão solidário

O Desafio 10x10, gincana nacional que tem como objetivo alimentar 10 milhões de famílias, recebe doação de obra produzida coletivamente pelos artistas...

Receitas quentes e deliciosas para o inverno 2020

Com a chegada do inverno e as baixas temperaturas da estação, a dica é saborear receitas quentinhas para aquecer o estômago. Por...

Pratos com carne para o 4 de julho

Neste sábado, 04 de julho, os Estados Unidos comemora a sua Independência com muito churrasco, como é a tradição americana....

 

 

 

 

“Deus aponta. O homem às vezes desaponta. Mas o dedo é sempre o de Deus”. Abro esta mini-crônica com um verso meu mais pela ocasião do que pelo que diz o verso.  O que diz o uni, o uno, é que a cidade de Teresópolis, onde fica o Dedo de Deus, na região serrana do Rio, não desapontou. Entre os dias 7 e 10 de novembro de 2019 se transformou na cidade do canto. Um canto encantado. Um canto coral. Acalorado. Dos quatro cantos do Brasil. Literal e afinadamente.

Pois visitaram a cidade para o 3o Canta Terê, organizado pelo maestro Edu Morelenbaum e por outro “maestro”, este apenas de consideração, o jornalista Marco Aurélio Ramidan,  coros de várias partes do país. Ao todo, 70 corais brasileiros, de sete estados, além do Distrito Federal. Teresópolis, de lembranças da juventude onde uma namorada tinha casa; Teresópolis, da amiga Shirley, da República Monnerat, ex-colega de trabalho do Banco do Brasil, a quem revi com muito prazer, e que, sendo amiga, me possibilitou um teto e uma mesa. Teresópolis, dos maestros Edu Morelenbaum e Evandro Rodriguese e do jornalista Marco Aurélio Ramidan. Teresópolis, dos amigos do coral “Sol em Si”, que brilharam com os coloridos de suas diferentes e complementares vozes, virtudes e atitudes. Foi uma maratona de quatro dias, nove locais de apresentações e muitas emoções. Não é pouca coisa! Afinal, quando eu estou aqui, e já pela 2a vez, eu vivo esse momento lindo! Ah, como é grande o meu amor por vocês! Teresópolis, Teresópolis: assim é, se lhe parece! Até 2020, de 5 a 8 de novembro. E com um patrocínio!

 

Os organizadores do festival: Edu Morelenbaum e Marco Aurélio Ramidan.
O maestro Evandro Rodriguese recebe das mãos do maestro Féo o certificado de participação de seu coral Sol em Si.

 

 

- Advertisement -

Relacionadas

2 COMENTÁRIOS

  1. Excelente matéria do jornalista George Patiño. Poética e verdadeira. Parabéns a todos, em especial aos organizadores, e ao Coral Sol em Si, regidos pelo excepcional maestro Evandro Rodriguese. Avante, Terê, que venham muitos mais corais e festivais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Últimas notícias

Perinatal cria o Check-Up Ginecológico. Consultas e exames são realizados no mesmo dia, em poucas horas

Comodidade, praticidade e agilidade em tempos de pandemia. Esta é proposta do Check-Up Ginecológico que a Perinatal volta a oferecer na Unidade...

Desafio 10×10: Em iniciativa inédita, grafiteiros criam coletivamente obra doada para leilão solidário

O Desafio 10x10, gincana nacional que tem como objetivo alimentar 10 milhões de famílias, recebe doação de obra produzida coletivamente pelos artistas...

Farinha Pura divulga programação de lives para julho

Desde o início de maio, o Empório Farinha Pura vem realizando lives especiais para descontrair e levar conhecimento para os clientes que...

Feira de São Cristóvão retoma atividades neste sábado

Informes sobre as regras de ouro foram instalados por todo equipamento municipalDepois de mais de 100 dias fechado, a Feira de São...

Bares e restaurantes reabrem as portas para os atendimentos presenciais

O Ancoramar, tradicional restaurante no Centro do Rio, acaba de reabrir as portas para o atendimento presencial. Com todos os protocolos de segurança,...
Share via