21 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, julho 3, 2020

Com Festa Literária em suspenso, CEAT recomenda livros de autores homenageados

Leituras são sugeridas para todas as idades em tempos de isolamento social

Destaques na semana

Pratos com carne para o 4 de julho

Neste sábado, 04 de julho, os Estados Unidos comemora a sua Independência com muito churrasco, como é a tradição americana....

Desafio 10×10: Em iniciativa inédita, grafiteiros criam coletivamente obra doada para leilão solidário

O Desafio 10x10, gincana nacional que tem como objetivo alimentar 10 milhões de famílias, recebe doação de obra produzida coletivamente pelos artistas...

Receitas quentes e deliciosas para o inverno 2020

Com a chegada do inverno e as baixas temperaturas da estação, a dica é saborear receitas quentinhas para aquecer o estômago. Por...

Arte no Palco, Em Casa e Etc e Tal

Pensando em fazer a espiral da arte continuar a todo vapor em pleno isolamento social, a companhia carioca Etc e Tal, acostumada...

O CEAT – Centro Educacional Anísio Teixeira já prestou homenagens a 16 artistas brasileiros na FLIST – Festa Literária de Santa Teresa: escritores, ilustradores e músicos. São 11 edições de FLIST desde 2009 e muita coisa para contar!

A literatura e os livros estão na nossa programação escolar e as famílias podem manter leituras na rotina que se impôs. Como a FLIST está temporariamente suspensa, o CEAT resolveu indicar obras de autores já homenageados pelo evento. Para distrair todos (crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos), neste momento de isolamento social, sugerimos os livros abaixo:

A Lenda do Guaraná – mais três histórias indígenas: de Ciça FittipaldiEditora Melhoramentos

A ilustradora traz para este livro sua experiência em aldeias indígenas que marcou profundamente sua trajetória profissional. Aqui ela reconta, com palavras e imagens inspiradas no que viu e ouviu, mitos de diversos povos indígenas, em linguagem acessível para crianças, sem perder o encantamento das narrativas de tradição oral. Publicado nos anos 80, foi recentemente reeditado em novo formato, preservando na íntegra texto e ilustrações.

Chapeuzinho Amarelo: de Chico Buarque, Editora Yellowfante

O compositor escreveu esta história que tem cativado gerações desde sua primeira publicação em 1979. A menina Chapeuzinho, amarela de tanto medo, consegue enfrentar seu temor maior: o lobo! Um livro adorável que transforma os receios em coragem. Este clássico da literatura infantil brasileira recebeu o selo “Altamente Recomendável”, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) em 1979, e, em 1998, Ziraldo conquistou o Prêmio Jabuti na categoria Ilustração.

Todos os Meus Sonhos: de Ivan Zigg, Editora Nova Fronteira

Com mais de cem livros publicados, o traço inconfundível do artista fala aqui de sonhos que estão por toda parte, nas coisas simples da vida e do dia a dia: no quintal, no céu ou em barquinhos de papel. Uma história divertida e poética, dedicada ao seu filho Miguel, aluno do Ensino Médio do CEAT. Texto curto em letra bastão, ideal para quem está ensaiando os primeiros passos no letramento. Ivan já foi agraciado com o Prêmio Jabuti de ilustração para livro infantil.

A Caligrafia de Dona Sofia: de André Neves, Editora Paulinas

Um conto poético para crianças, com uma professora aposentada, decidida a disseminar poesia. Das paredes de casa aos cartões, Dona Sofia envolve a vizinhança e também os leitores em seu universo de sonhos e de afetividades. É uma guardiã de delicadezas e de generosidades.

Meu lote: de  Nei Lopes, Editora Numa

Uma seleção de crônicas que dialogam com a cidade, as tradições, a família, o samba e a linguagem. O texto de Nei Lopes flui e nos envolve com graça e espontaneidade. São relatos associados a acontecimentos e ao universo carioca-brasileiro. Leitura garantida para os jovens e os adultos!

Poemas da recordação e outros movimentos: de Conceição Evaristo, Editora Malê

Uma coletânea de poemas para os jovens e os adultos. Com leveza e força, a autora traz a questão da mulher negra, da submissão e da coragem. Há uma bela homenagens às avós, às mães e às filhas, em versos de intensidade lírica e musical. Alguns poemas são cantigas, com traços de linguagem coloquial e erudita.

Dez patinhos: de Graça Lima, Editora Companhia das Letrinhas

Um livro para os bebês e as crianças miúdas. Conta a história de uma ninhada de 10 patinhos e suas aventuras. Vez ou outra, um deles se distrai e sai de cena. Assim, os leitores vão se deparar com o desaparecimento dos filhotes, num jogo de subtração e de esconde-esconde.

- Advertisement -

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Últimas notícias

Desafio 10×10: Em iniciativa inédita, grafiteiros criam coletivamente obra doada para leilão solidário

O Desafio 10x10, gincana nacional que tem como objetivo alimentar 10 milhões de famílias, recebe doação de obra produzida coletivamente pelos artistas...

Farinha Pura divulga programação de lives para julho

Desde o início de maio, o Empório Farinha Pura vem realizando lives especiais para descontrair e levar conhecimento para os clientes que...

Feira de São Cristóvão retoma atividades neste sábado

Informes sobre as regras de ouro foram instalados por todo equipamento municipalDepois de mais de 100 dias fechado, a Feira de São...

Bares e restaurantes reabrem as portas para os atendimentos presenciais

O Ancoramar, tradicional restaurante no Centro do Rio, acaba de reabrir as portas para o atendimento presencial. Com todos os protocolos de segurança,...

Feira Online aproveita quarentena para incentivar desapego e consumo consciente

A quarentena tem feito muita gente arrumar a casa e mexer nos armários. Por isso, pode ser também o melhor momento para...
Share via