Na exposição Fetiche, Ricardo Newton mescla arte com desejos

foto: Cristiano Nogueira
foto: Cristiano Nogueira

A ânsia pelo prazer, mirando o corpo,  objetos ou atividades,  é o que inspira o fetiche. Este é o provocante tema, com diversas variáveis,  para o qual se volta a mais nova exposição do artista plástico Ricardo Newton.

Com abertura no dia 3 de agosto, quinta, às 19h,  na galeria M. D. Gotlib, no Shopping Cassino Atlântico, em  Copacabana,  a mostra  “FETICHE”  reúne dez pinturas de médio formato,  em óleo sobre tela.

Nesta exposição, Ricardo Newton volta a explorar um tema urbano, embora acentue que seus cenários poderiam ocorrer em qualquer cidade, além do Rio de Janeiro. Para compor suas telas figurativas realistas, o artista mergulhou no lado oculto do comportamento humano investigando seu aspecto sensual mais recôndito, afinal,  como se sabe, todo mundo têm uma vida secreta.

Tendo por base uma extensa pesquisa do tema, mesclada a uma fértil imaginação,  o artista explica que “basicamente apresenta cenas de interior, com exceção de um dos  quadros. Procurei selecionar os fetiches que achei mais interessantes e que se prestariam para pinturas mais originais”.

O curador da mostra,  o diretor da Escola de Belas Artes/EBA-UFRJ,  Carlos Terra,  assinala: “Superação é a primeira palavra que irá nos iniciar no mundo sexual trabalhado por Ricardo Newton nesta exposição. Superação porque são momentos escolhidos pelo artista que fogem do fruir uma cena de sexo normalmente por nós pensada. Poderia ser lida também como provocante, pois atenta o olhar do espectador e faz ele pensar. Ou ainda como perversão, pois para certos autores, essa expressão trás uma carga muito grande de pecado. Por outro lado destemida, porque poucos artistas se aventuram por essa percepção”. 

Para Carlos Terra, a exposição “Fetiche”  é audaciosa na sua abordagem porque “Ricardo nos brinda com cenas íntimas, onde os personagens estão em lugares extremamente inusitados, pois é ali que o ato da criação se realiza, construindo o que pode ser denominado de agorafilia – atração por fazer sexo em lugares abertos ou ao ar livre; coimetrofilia – desejo de transar no cemitério; amalgatofilia – fetiche por estátuas; plushofilia – atração por fazer sexo com pessoa disfarçada de bicho de pelúcia; bondage – fetiche relacionado com o sadomasoquismo, onde o principal objetivo é imobilizar o parceiro; voyeurismo; submissão; fetiche por filmar; e por fim a atração por fazer sexo com bonecas, entre outras práticas da relação sexual”.

Serviço:

Exposição “FETICHE”,  de Ricardo Newton.
Inauguração  3 de agosto,  às 19 horas
Período:  3 de agosto a 9 de setembro.
Visitação:  de terça à sexta de 14 às 19 horas;  sábados: de 12 às 17 horas.
Local: Galeria M.D. Gotlib – Shopping Cassino Atlântico
Endereço: Av. Atlântica 4240-  3o andar  – Copacabana- Tel: (21) 22874474.