Instrumentistas e cantores viajam para representar o Brasil pelo Performing Arts em palco da Disney

Em parceria, o Conservatório Brasileiro de Música (CBM) e o Atelier Musical Lulu Joppert embarcam no dia 5 de outubro com a Qualité Turismo para uma vivência artística com workshops e apresentação para público internacional em Orlando, nos Estados Unidos.

Divulgação Performing Arts
Divulgação Performing Arts

A Qualité Turismo sai na frente e lança mais uma novidade quando o assunto é intercâmbio cultural. Em parceria com o Conservatório Brasileiro de Música (CBM) e o Atelier Musical Lulu Joppert, a agência levará por meio do Disney Perfoming Arts, músicos brasileiros para se apresentarem no palco da Disney. Eles viajam na próxima quinta-feira, 5 de outubro. Por lá, além da apresentação, o grupo – que conta com 12 artistas no palco – participa de um workshop de canto com profissionais da terra do Mickey, em que aprenderão músicas de clássicos da Disney.

Fabiana Carvalho, diretora da Qualité Turismo, explica esta nova vertente do programa: “O Disney Performing Arts investe em escolas de canto, de dança e música. Nós da Qualité resolvemos começar o projeto por meio da dança. Fazemos isso há muitos anos e já levamos mais de 30 escolas para dançar. E é um imenso prazer trabalhar com as escolas de dança, vê-las no palco da Disney e ver a emoção em cada olho de quem está ali, de quem participa. E era muito importante para a nossa parceria com a Disney dar continuidade ao projeto, ou seja, também levar escolas de música e de canto e nada melhor do que associar uma a outra”.

Responsável pela coordenação artística do projeto, Antonio Simão, explica que reunir duas escolas em uma única apresentação não foi tarefa fácil, mas revela que a expectativa é a melhor para o show na Disney.

“Foram necessários muitos ensaios. Primeiro separamos ensaio de vozes de um lado, com a Lulu Joppert, e ensaio com músicos de outro. Com o grupo junto pela primeira vez fizemos as adaptações e fomos entendendo todo o processo. Por fim realizamos um ensaio aberto, uma semana antes de viajar, para realmente sentir como seria essa apresentação. Estamos preparados. Conseguimos fazer e muito bem. Não foi fácil, mas tenho certeza que vamos representar o Brasil na Disney de forma muito bem-feita. Vamos chegar no palco com o sorriso na cara e vamos fazer o nosso melhor”, resume Antônio sobre a preparação do grupo.

 

Lulu Joppert, coordenadora do Atelier Musical Lulu, comemora que seu grupo foi selecionado para participar do programa e fala sobre a parceria com o Conservatório Brasileiro de Música. “Tudo que a Disney faz tem qualidade. Cantar lá significa que temos algo muito bom no nosso trabalho. Isso é um orgulho. E, já que somos um grupo brasileiro a se apresentar, estamos levando a bossa nova, que é uma das riquezas do nosso País, e ‘Wave’, de Tom Jobim, será uma das músicas apresentadas. A união com o Conservatório foi realmente nosso desafio, fizemos adequações, mas tudo foi feito com tanta boa vontade e empenho, que estamos fazendo um trabalho maravilhoso. Essa parceria foi superimportante e uma abertura para a gente pensar em novos caminhos sempre. Foi uma união de forças! ”, conta ela.

O grupo apresentará na Disney as músicas “Garota de Ipanema”, “Samba do Avião”, “Corcovado”, “Trem das Onze” e “Wave”.

Diego Conte, coordenador de marketing do CBM e responsável por implantar o projeto na instituição, concorda com Lulu. “Foi um verdadeiro desafio, pois não havíamos feito nada parecido até então em nível internacional. O CBM é um patrimônio cultural do Brasil há mais de 80 anos, sempre oferecendo novos rumos para a formação musical das pessoas, da cidade e do país. Essa experiência adquirida ao longo desse tempo poderá ser conferida por quem nos prestigiar no palco do Disney Springs e em nossas redes sociais. Esperamos que seja a primeira de muitas parcerias entre a Qualité, a Lulu e o CBM”, finaliza.

O programa

O Disney Perfoming Arts é um intercâmbio cultural e educacional da Disney, que tem como objetivo levar os melhores grupos e escolas de música do Brasil para se apresentarem em um dos complexos Disney, além de workshops com profissionais do maior centro de entretenimento do mundo.

“Para acontecer essa viagem com um grupo de músicos, o contato da Qualité direto com a Disney foi fundamental. A apresentação envolve canto, instrumentos, palco marcado, e são muitos os detalhes para o dia que eles sobem ao palco. Tudo isso foi ajustado com a nossa ajuda, servindo de ponte entre músicos e Disney. Estamos muito felizes por mais uma vez ajudar na realização de sonhos”, explica Fabiana Carvalho.

Em quatro anos, a Qualité já levou para o palco Disney mais de 30 escolas, desde corpos de baile de academias renomadas no cenário nacional, da Academia de Dança Vera Passos de Fortaleza – Ceará a Cia Livre de Dança da Comunidade da Rocinha do Rio de Janeiro.