Musical inspirado em ‘Guerra e Paz’ ganha versão brasileira

Obra que está em cartaz na Broadway será encenada no Espaço Sérgio Britto, no Instituto CAL de Arte e Cultura, na Glória

foto: Aloysio Araripe
foto: Aloysio Araripe
Sucesso na Broadway, “Natasha, Pierre e o Grande Cometa de 1812”, de Dave Malloy, ganha versão brasileira. O musical, inspirado no clássico da literatura “Guerra e Paz”, estreia no Espaço Sérgio Britto, no Instituto CAL de Arte e Cultura, na Glória, no dia 22 de abril. O espetáculo tem direção cênica de Menelick de Carvalho e musical de André Poyart. A preparação vocal é assinada por Anna Priscilla Lacerda e a supervisão artística por Mirna Rubim.
 
A montagem é realizada pelo Núcleo de Teatro Musical da Casa das Artes Laranjeiras (CAL). A produção é uma parceria entre a CAL e o Estúdio VOCE – Voz, Corpo e Equilíbrio, dirigido por Mirna Rubim. 
 
Sobre o musical
 

NATASHA é uma jovem condessa, de 19 anos, criada no interior da Rússia. Ficou noiva de seu amado Andrey Bolkonsky, mas ele teve que partir para lutar na guerra contra Napoleão antes que o casamento se realizasse. Já faz mais de um ano que os dois não se encontram. Recebendo notícias de que ele estaria prestes a retornar, Natasha vai até a grande cidade de Moscou para esperá-lo. Leva como acompanhante sua prima órfã, Sonya, cujo noivo também está lutando na guerra. Em Moscou, elas são hospedadas na casa de Marya Dmitrievna, grande dama, madrinha de Natasha. E através dela, a jovem condessa fica sabendo que a família de seu noivo não apoia o casamento. A jovem decide visitar seu sogro, o velho Príncipe Nicolau Bolkonsky, militar na reserva, idoso e senil, e sua cunhada, a Princesa Mary, extremamente religiosa e solteira. E então, Natasha conhece Anatole Kuraguine numa ópera. E nada mais parece importar.

 
PIERRE é um jovem conde, que através de uma herança inesperada tornou-se, aos 27 anos, o homem mais rico da Rússia. É o melhor amigo de Andrey, desde a infância, e o admira e inveja por sua coragem, beleza e sólidos princípios morais. Conhece Natasha desde que ela tinha 13 anos, e a considera uma moça encantadora. Desde que Andrey e Natasha ficaram noivos, a vida perdeu o interesse para ele. Está insatisfeito ao se perceber em um ciclo vicioso de bebidas, orgias e estudos sem propósito… Está casado há sete anos com Hélène, a mulher mais bela da Rússia, que gasta boa parte do seu dinheiro com jóias e vestidos, e possui um comportamento escandaloso. Pierre hospeda em sua casa, seu cunhado, o Príncipe Anatole Kuraguine, rico, conquistador e inconsequente. E então, Anatole encontra Natasha ao assistir uma ópera. E nada mais parece importar.
 
O GRANDE COMETA DE 1812 pôde ser observado a olho nu entre março de 1811 e janeiro de 1812. Não existe nenhum outro registro de uma passagem sua pela Terra, e estima-se que seu período orbital seja de 3.065 anos. Foi considerado popularmente como um mau presságio, anunciando a Grande Guerra que ocorreria entre a Rússia e a França naquele mesmo ano, e que, com a derrota francesa, daria início ao período de decadência do império de Napoleão Bonaparte. 
 
Serviço
Datas: 22, 23, 29 e 30 de abril (sábados e domingos) / 5, 6 e 7 de maio (sexta, sábado e domingo)
Horários: Duas sessões, às 16h e às 20h (na sexta, 5,  sessão apenas às 20h)

Local: Espaço Sérgio Britto – Instituto CAL de Arte e Cultura – Rua Santo Amaro 44, Glória, Rio de Janeiro

Entrada Franca – senhas distribuidas 1 hora antes do espetáculo
Sujeito a lotação

MAIS INFORMAÇÕES

https://grandecometacal.wixsite.com/grandecometacal
https://www.facebook.com/natashapierrecal/
https://www.instagram.com/grandecometacal/
https://br.pinterest.com/grandecometa/
https://twitter.com/GrandeCometaCAL