Museu do Amanhã promove nova edição do Programa Evidências das Culturas Negras

Atividade discutirá a cultura e seus desdobramentos. Inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site da instituição

O Museu do Amanhã realiza o Programa Evidências das Culturas Negras, nesta quarta-feira (25/7), no Observatório do Amanhã, a partir das 18h. Nesta edição, o tema principal da programação será negritude, cultura e seus desdobramentos. A atividade culmina com a celebração do Dia da Mulher Negra Latino-America e Caribenha e também em celebração pelo primeiro ano do reconhecimento do Cais do Valongo como Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco.

Entre as participações desta edição estão:

Keyna Eleison, curadora independente e gestora de cultura, também supervisora de Ensino e Programas Públicos da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, que promoverá uma reflexão sobre a atual posição do negro na produção artística;

Eliana Alves Cruz, escritora e jornalista carioca, vencedora do concurso de romances da Fundação Cultural Palmares/MINC 2015, com a história baseada na trajetória de sua família, desde a metade do século 19, na África, até nossos dias, e que falará sobre o seu segundo romance: O crime do cais do Valongo, pela editora Malê, resgatando histórias do local que recebeu a maior quantidade de escravizadas nas Américas, em um romance histórico-policial, com toques de realismo fantástico;

Sil Bahia, comunicadora e coordenadora da Pretalab, que também é diretora do Olabi, iniciativa com o apoio da Fundação Ford, que acredita no protagonismo das meninas e mulheres negras e indígenas nos campos da inovação, comunicação e tecnologia como forma de reduzir as desigualdades sociais do país.

As inscrições são gratuitas. Mais informações no site. Jornalistas interessados devem se credenciar pelo e-mail [email protected].

 A última edição foi realizada em maio, com o tema negritude e trabalho, em celebração aos 130 anos da abolição do sistema escravista de trabalho. Ainda estão previstos mais dois encontros para este ano, em setembro e novembro, com o objetivo de evidenciar a relevância das culturas negras que fundamentam os modos de ser e de estar de nossa sociedade.

Serviço

Evidências das Culturas Negras
Data: 25/7 (quarta-feira)
Horário: 18h às 20h
Local: Observatório do Amanhã
Endereço: Museu do Amanhã – Praça Mauá, nº 1, Centro – Rio de Janeiro

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here