Museu de Arte do Rio será ocupado por diversas culturas urbanas

O Museu de Arte do Rio – sob gestão do Instituto Odeon – será ocupado pelas mais diversas culturas urbanas no dia 2 de dezembro. A última edição do programa MAR à tona de 2017, que também marca o início do projeto de verão – MAR que Calor –  terá oficinas de danças urbanas, percussão afro-caribenhas e lambe-lambe, disputas de rimas com Batalha das Musas e Terra do Rap, intervenções na Praça Mauá e nos pilotis, cortejo de cultura popular, roda de samba, experimentação com serigrafia, espetáculos teatrais da Cia REC e da Cia Mystérios e Novidades, apresentação do grupo de percussão Kongo Folklore, sarau MAR de Poesia Urbana e exibições de filmes do Festival Internacional Colaborativo Audiovisual (FLICA).

Com curadoria de Bruna Camargos, Gabriel Moreno e Julia Baker, o projeto foi criado como uma plataforma de debates e promoção da diversidade das culturas do Rio de Janeiro. “O MAR nasceu em um momento de transformação da cidade. Primeiro marco da nova transformação da zona portuária, o Museu é mais um símbolo da transformação da paisagem carioca. Então, o objetivo é estar aberto às mais diversas práticas culturais, sempre em diálogo com seus vizinhos – primordialmente através do programa Vizinhos do MAR – e com seu público, criando atividades para além do Pavilhão de Exposições, com uma programação cultural diversificada, assim mantemos a sua característica básica de ser um espaço de encontros, onde as artes visuais dialogam em igual patamar com a cultura visual da cidade”, explica Baker.

Serviço

10h às 18h – FICA – Festival Internacional Colaborativo Audiovisual

FICA.VC tem o objetivo de apoiar, articular e repensar a comunidade brasileira de cineastas, produtores de conteúdo e entusiastas para fortalecer a rede de profissionais e amadores do audiovisual no Brasil. Das 10h às 18h, serão exibidos longas e curtas selecionados pelo Festival no auditório do museu.

1 – De Novo Cinza Wlado Herzog – Vídeo Arte
2 – A Construção do Olhar Arthur Barbosa – Vídeo Arte
3 – O Valor Simbólico Higo Vasconcelos – Vídeo Arte
4 – Cartas ao Cinema Cavi Borges e Patricia Niedermeier – Vídeo Arte
5 – A Nova a Fiar Cavi Borges – Vídeo Arte
6 – Cinema é Cachoeira Cavi Borges – Vídeo Arte
7 – Vanitas Vinícius Cardoso – Vídeo Arte
8 – Sobre Ela – Reflexões Surrealista dos Devaneios e Embriaguez de uma Rapariga Nico Salim – Vídeo Arte
9 – Cabelo Eduarda Nieto – Vídeo Arte
10 – The Beauty Manifest Luiz Gustavo Pimenta e Pedro Menezes – Vídeo Arte
11 – Labirinto Cavi Borges – Vídeo Arte
12 – No Hay Cine Henrique Machado – Vídeo Arte 

10h às 13h – Cypher Encontro de Danças Urbanas: Vogue + House

 A Oficina se inicia com a apresentação de um filme que aborda o surgimento dos estilos de dança House e Vogue no cenário marginal das comunidades negra, latina e LGBTQ da Nova Iorque dos anos 80, na Sala 2.2. Depois será compartilhada uma oficina de corpo introduzindo para o público que já tenha contato ou não com a prática da dança os estilos Vogue e House – ministradas pelos coletivos House of Cazul e Bonde do Jack -, no Mirante do MAR. Após a oficina haverá uma apresentação livre dos dançarinos dos dois coletivos em formato de Cypher (improviso coletivo) onde exploraram os estilos Vogue e House e suas possibilidades.

10h às 12h – Sandwalk with me de Marcela Levi e Lucia Russo

O público é convidado a participar de uma experiência imersiva, na qual calçam chinelos recheados de areia e headphones anuladores de som. A atividade se inicia nos pilotis do MAR e se estende pela Praça Mauá.

11h às 12h – Pé de Vento Cabeça no Chão da Cia REC/ Alice Ripoll

O espetáculo trata situações do cotidiano de forma lúdica: a hora de dormir, os sonhos, as brigas entre outras situações. Espetáculo voltado para o público infantil. Performance da Cia REC nos pilotis do MAR.

11h30 às 13h – Cortejo Cultura Popular com Pâmela Carvalho

Cortejo passando pelos ritmos e histórias da cultura popular brasileira. O percurso se inicia no Pavilhão de Exposições e termina nos pilotis do museu.

13h às 14h30 – Roda de Samba :: Moça Prosa

Apresentação de Roda de Samba de grupo atuante na região portuária composto apenas por mulheres. Acontece nos pilotis do MAR.

14h às 15h – Rota da Seda/ Daniel Bruno

Na atividade, ligaremos dois pontos distantes por um caminho gráfico onde a serigrafia será usada para experimentar formas de impressão sobre tecido, de forma bem ou nada planejada. O jogo não é só sobre aprender a técnica – o objetivo é pavimentar um caminho com tinta e percorrê-lo o suficiente até transformar o trabalho de vários no trabalho de um só.
Acontece no Foyer.

14h30 às 15h30 – Apresentação teatral Cia Mystérios e Novidades

A Grande Companhia Brasileira de Mystérios e Novidades é parte de um movimento cultural que trabalha no risco e na busca do essencial do teatro. Formada por artistas que desenvolvem um trabalho contemporâneo, a serviço da evolução do ser humano e da sociedade, afirma o Teatro de Rua como importante veículo de intervenção urbana e transformação. 
Praça Mauá e Pilotis.

15h às 18h – MAR de Poesia Urbana

Ação envolvendo diferentes coletivos de poesia do Rio de Janeiro. Os saraus organizam a ação junto com sua rede e convidam indivíduos para recitarem poesias no museu.
A atividade acontece nos pilotis e na Sala de Encontro.

15h às 18h – Paginário

Intervenção artística com folhas de livros. O artista seleciona a página favorita de alguns livros e faz um mural onde algumas frases são destacadas. A ação convida o público a trazer seus livros preferidos para que possam integrar o mural. Pilotis.

15h30 às 16h30 – Bendita Gambiarra – Oficina Karimba

A partir de reprodução gráfica simples, artesanal e com a proposta de utilização de materiais recicláveis, construiremos carimbo! Estimular o pensamento em composição de cores, formas e repetições, mesclando o traço solto à forma marcada pelo carimbo. 25 vagas. Foyer.

15h30 às 18h – Batalha das Musas

Batalha de rap pensada para incentivar o protagonismo feminino, surge como desdobramento da Batalha do Conhecimento que já aconteceu no MAR. Acontece no Pilotis.

15h30 às 18h – Terra do Rap

Apresentação dos alunos das oficinas do ano passado do Terra do Rap, estimulados por improvisos sugeridos pela plateia. Pilotis.

16h20 às 17h – Oficina de Ritmos

Oficina de ritmos introduzindo técnicas de percussão afro-caribenhas. Acontece no Mirante.

17h às 17h40 – Apresentação Kongo Folklore e  Ralph Edison

Apresentação musical convocando as pessoas que participarem da oficina de ritmos e o público em geral, ao som do grupo de percussão Kongo Folklore e do rapper haitiano Ralph Edison. Pilotis.

Para mais informações: (55 21) 3031-2741 ou acesse o site www.museudeartedorio.org.br.  Endereço: Praça Mauá, 5 – Centro.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.