31.5 C
Rio de Janeiro
novembro 15, 2018
Exposição

Museu Bispo do Rosario Abre Exposição Quilombo do Rosário

Rosana Paulino - Corrida
Rosana Paulino - Corrida

O Museu Bispo do RosArio Arte Contemporânea, equipamento ligado à Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, abre sua próxima exposição, Quilombo do Rosario, no sábado, dia 25 de agosto, às 11h, com a apresentação, pela primeira vez, da obra África de Bispo, que ficou guardada no Museu Nacional de Belas Artes, desde a década de 1990.

Além de apresentar África de Bispo, Quilombo do Rosario coloca em evidência a ancestralidade africana manifesta na produção do artista, reafirmando-o como uma personalidade negra da História e da Arte brasileira. Guiado pelo inédito mapa da África de Bispo, Quilombo do Rosario constrói uma cartografia entre os mecanismos de opressão  impostos pelo paradigma colonizador ao arrancar sujeitos de seus territórios – sejam eles físicos ou mentais – bem como as formas de resistência e reinvenção que fazem frente a essas forças.

Com curadoria de Roberto Conduru, a mostra apresenta obras de Bispo do Rosario, Stela do Patrocínio e Antonio Bragança – que foram internos na Colônia Juliano Moreira – em diálogo com a produção de artistas contemporâneos, como Rosana Paulino, Sonia Gomes, Mulheres de Pedra, Ton Bezerra, Atelier Gaia, Dona Tuca, Jayme Lauriano e Jorge dos Anjos, além de uma colaboração com o Quilombo do Camorim, localizado na Zona Oeste
do Rio de Janeiro.

A exposição foi contemplada no Edital do Produtor Cultural de 2017 – ISS, com o patrocínio da Via Rio S.A. e dá continuidade à proposta do Museu de garantia e ampliação do acesso à arte e à cultura fora dos eixos convencionais da cidade.

África de Bispo
A cartografia de Quilombo de Bispo se manifesta a partir da Zona Oeste do Rio de Janeiro, na Antiga Colônia Juliano Moreira, que antes de se tornar um dos maiores manicômios do país, no século XX, foi o Engenho Nossa Senhora dos Remédios, datado do século XVII, e cujas ruínas se fazem presentes no território onde o Museu Bispo do Rosário Arte  Contemporânea se situa, evidenciando correspondências e similaridades de seus habitantes desde o passado até os tempos atuais.

É nesse sentido,  que o universo criado por Bispo é quilombo, lugar de resistência, luta, mas principalmente de reinvenção, que começa na cabeça – quilombo de memórias culturais, intelectuais e afetivas –  e percorre o corpo, recria estéticas, pertencimentos, territórios.

O programa pedagógico da exposição percorre as trilhas desse mapa e traça diálogos entre poéticas artísticas, a educação e à saúde para promoção das relações étnico-raciais, através de visitas mediadas à mostra e ao circuito histórico, da realização de seminários, formações, encontros com educadores, ciclos de debates, programações culturais e  residências artísticas.

Atividades Paralelas: cortejos, jongo, capoeira, performances e feijoada
Na abertura da mostra serão realizadas diversas atividades, que incluem  cortejos pelo Circuito Histórico com Baque Mulher e Banda 762,   apresentação da roda de Jongo e de Capoeira do Quilombo do Camorim, Batalha com Slam Melanina, performances de Carla Maranhão e Glauce Pimenta Rosa e a tradicional Feijoada de Preto Velho realizada há
gerações no dia 13 de maio, no local que outrora foi sede do engenho colonial. As atividades se iniciam a partir de 14h30.

SERVIÇO

Exposição Quilombo do Rosario
Abertura: Sábado, 25/08 às 11hs.
Local: Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea
Endereço: Estr. Rodrigues Caldas – 3.400 – Taquara
Tel.: (21) 3432-2402

Visitação: terça à sexta das 10:00 às 17h, e no último sábado de cada mês
Haverá atividades culturais seguidas à abertura da exposição, a partir de 14h30, iniciando com os cortejos, jongo e capoeira, e finalizando com a feijoada.

Entrada gratuita

Posts relacionados

Alan Fontes na Luciana Caravello Arte Contemporânea

Redação

Galerias Athena e Athena Contemporânea se juntam e passam a ocupar casarão de 500m2 em Botafogo

Redação

‘Dinos Experience’ desembarca no Shopping Nova América

Redação

Deixe um comentário