Monólogo musical sobre Janis Joplin encerra temporada no Oi Futuro Flamengo

O espetáculo Janis, monólogo musical sobre Janis Joplin, com Carol Fazu no papel-título, se despede do palco do Oi Futuro Flamengo neste fim de semana - até domingo, dia 16/07

Nesta temporada, teve casa lotada todos os dias e excelentes críticas. Além disso, foi indicada em três categorias no prêmio Cesgranrio: Carol Fazu (melhor atriz em musical), Ricco Viana (melhor direção musical) e Marcelo Marques (melhor figurino).Ricco Viana também concorre ao prêmio Shell, pela direção musical.

Em cartaz de quinta a domingo, a peça mostra a trajetória de Janis Joplin, a cantora com voz forte e marcante, lembrada pela atitude rebelde da geração beat, os temas de dor e perda de suas músicas, que transformaram a menina que cantava no coro local de sua cidade no Texas na principal voz branca de rockblues de todos os tempos.

Idealizado por Carol Fazu, fã de Janis, o espetáculo traz uma dramaturgia inédita de Diogo Liberano, direção de Sergio Módena, direção musical de Ricco Viana e cenografia e figurinos de Marcelo Marques. Carol está sozinha no palco, acompanhada de cinco músicos, evocando Janis, que marcou uma geração e é reverenciada até hoje como uma de nossas maiores cantoras.

Janis traz uma dramarurgia que mistura aspectos biográficos e ficcionais e texto entremeado de canções, em que a atriz vai à essência e às emoções do personagem, sem reproduzir nem imitar a cantora. “Essa Janis é uma junção de muitos pontos de vista sobre a vida da cantora. Tem um pouco das minhas experiências, um tanto de invenção, muitas falas ditas originalmente por Janis e também aquilo que a própria atriz Carol Fazu trouxe ao projeto”, descreve o dramaturgo.

Em cena, uma trama inédita e original inspirada na vida e obra de Janis Joplin, personagem intensa, contestadora, que não abriu concessões e foi um retrato de sua geração e da contracultura dos anos 60.  Está lá o universo da cantora, sua vida, as emoções que experimentou pela vida e suas refexões sobre solidão, ambição, sucesso, amor, sexo, culpa, rejeição e família. Sentimentos atemporais, comuns a todos nós hoje. Com 14 músicas, é um espelho do que ela vivenciou na vida e colocou em suas canções, que são sucesso até hoje. 

Neste monólogo musical Carol faz uma homenagem a Janis, interpretando as histórias permeadas por suas canções como Cry BabyLittle Girl BlueKozmic BluesMaybeMe and Bobby McGeePiece of my Heart, Mover OverMercedez Benz, Tell Mama e Try (Just a Little Bit Harder) 

Sinopse
Janis é um monólogo musical que evoca a emblemática figura da cantora norte-americana Janis Joplin, falecida em 1970, aos 27 anos. Em cena, a atriz Carol Fazu, dirigida por Sergio Módena, numa dramaturgia original de Diogo Liberano, se apresenta numa trama que combina as canções mais icônicas de Joplin, fatos de sua biografia e o encontro com o público presente. Nesse encontro, temas como a fama e o sucesso, família, liberdade, o amor e a solidão, abrem uma reflexão sobre o ser humano, o seu estar no mundo e a importância de ser quem se é.

Ficha Técnica
Idealização e interpretação: Carol Fazu
Dramaturgia: Diogo Liberano
Direção geral: Sergio Módena
Direção musical: Ricco Viana
Cenografia e figurinos: Marcelo Marques
Iluminação: Fernanda Mantovani & Tiago Mantovani
Banda: Marcelo Muller (baixo), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Cebukin (saxofone) e Antônio Van Ahn (teclado)
Programação visual: Cacau Gondomar
Direção de produção: Alice Cavalcante e Ana Velloso
Produção executiva: Alice Cavalcante, Ana Velloso e Vera Novello
Produção e Realização: Sábios Projetos e Lúdico Produções

Serviço

“Janis” – monólogo musical com Carol Fazu
Dramaturgia: Diogo Liberano
Direção: Sergio Módena
Local – Teatro Oi Futuro Flamengo (Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo/RJ- Tel.: (21) 3131-3060)
Temporada: até 16 de julho de 2017, de quinta a domingo às 20h
Preço:  R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia)
Duração: 80 minutos
Capacidade: 63 lugares
Classificação: 18 anos