Mais de 300 monumentos já estão confirmados para apagar as luzes durante a Hora do Planeta

Fonte Multimídia, no Parque Ibirapuera, em São Paulo; Cristo Redentor, o Pão de Açúcar e Bondinho, no Rio de Janeiro; o prédio da Câmara dos Deputados, em Brasília, ficarão no escuro durante a ação;
Mc Donalds irá apagar as luzes de todas as lojas do país;
Empresas e participação popular são destaque da edição 2018;
 
Faltando menos de uma semana para a Hora do Planeta, dezenas de municípios e quase 300 monumentos nos país já confirmaram participação na maior campanha de proteção ambiental do planeta. Entre eles, estão as maiores cidades do país, com São Paulo, que terá o desligamento da Fonte Multimídia, no Parque Ibirapuera; Rio de Janeiro, com o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar e Bondinho; Brasília, com o prédio da Câmara dos Deputados; além de muitas outras (veja lista completa no site www.horadoplaneta.org.br).

O movimento nasceu em 2007, na Austrália e há dez edições (desde 2009) é celebrado no Brasil. A Hora do Planeta já parte da agenda de muitos municípios brasileiros, que veem uma oportunidade para promover a preocupação com o meio ambiente, como explica o diretor-executivo do WWF-Brasil, Mauricio Voivodic. “As cidades ou empresas começam na Hora do Planeta desligando as luzes e, nos anos seguintes, já querem fazer um pouco mais, como uma caminhada ou uma feira voltada para a sustentabilidade. É um evento muito gostoso e que traz um apelo ambiental forte, ainda mais com os efeitos das mudanças do clima cada vez mais evidentes no nosso dia-a-dia”.

Entre os eventos confirmados para 2018 estão Manaus, que todo ano promove um evento na Lagoa Senador Arthur Virgílio Filho; Recife, que pretende realizar um evento no Cais do Imperador, com apresentação da Orquestra Sinfônica local; Barueri, em São Paulo, que preparou uma pedalada com saída no estacionamento do Ginásio José Corrêa; Fernando de Noronha, que terá uma ação limpeza de praia e de conscientização à geração de lixo na parte da manhã com caminhada com observação das estrelas à noite, entre outros.

Já no quesito empresas, destacam-se o grupo de hotéis Meliá, que todo ano promove um jantar à luz de velas e divulga informações da Hora do Planeta pelos hoteis; a Nissan, que terá ações internas de conscientização sobre o Meio Ambiente e de práticas sustentáveis, com engajamento dos funcionários; o Grupo Malwee, que apagará as luzes das fábricas e lojas das 20h30 às 21h30 e, pela primeira vez em 2018, terá um Luau do Planeta no Parque Malwee, com apresentações musicais de amadores e profissionais. Os restaurantes Mc Donalds também aderiram mais uma vez à campanha e apagarão as luzes de todas as suas lojas do país, ao mesmo tempo em que farão um grande evento na sua loja modelo, localizada na Avenida Henrique Schaumann, em São Paulo.

“A Hora do Planeta se torna cada vez mais uma data forte para se trabalhar os assuntos de sustentabilidade. Não são somente 60 minutos de luzes apagadas, mas um momento de reflexão sobre o que podemos fazer e quais hábitos podemos mudar no resto do ano em prol do planeta”, diz Voivodic.

Relação com Biodiversidade
Vale lembrar que a partir de 2018, a estratégia da Hora do Planeta está voltada para a relação dos nossos hábitos com as mudanças do clima e seu impacto na biodiversidade. Neste dia 14, o WWF divulgou um relatório mostrando que, se nada for feito em relação às emissões de gases de efeito estufa, até o final do século, mais de 50% das espécies de plantas e animais do mundo estarão sob risco de extinção local.

Voivodic destaca ainda que nossas atitudes diárias têm um grande potencial para a diminuição de impactos ao meio ambiente. “Cerca de 30% de todo o alimento produzido no mundo é desperdiçado. Isto significa área plantada, água, nutrientes, energia para transporte e armazenamento e muitos outros recursos que vão para o lixo e ainda geram emissões de gases de efeito estufa. A alimentação é só um exemplo. Cada atitude conta, cada escolha conta. É este o lembrete da Hora do Planeta”.

Guia para se conectar ao planeta
Para ajudar mais cidades, empresas e indivíduos a começarem na Hora do Planeta ou mesmo fazerem esta transição para ações mais sustentáveis, o WWF-Brasil disponibilizou no site oficial da iniciativa um Guia do Participante da Hora do Planeta, com ideias do que fazer na uma hora, entre 20h30 e 21h30 do dia 24 de março, e em todas as horas seguintes. “O objetivo do guia é incentivar que as pessoas comecem a mudança, mesmo que aos poucos, e vejam que é possível ter hábitos mais sustentáveis”, comenta o coordenador do programa Mudanças Climáticas e Energia, André Nahur.

No dia 24, será também a estreia de uma nova ação do WWF-Brasil. Baseado no slogan da Hora do Planeta, #ConectadoNoPlaneta, a campanha Inspire-se e Conecte-se trará toda semana, até o final de 2020, histórias de pessoas comuns, que em algum momento decidiram mudar algo em suas vidas e hoje vivem de forma mais conectada com a natureza.

“Esta campanha visa demonstrar, por meio de exemplos reais, que é possível viver de forma harmônica com a natureza, que é a missão do WWF, e que este caminho é menos complicado do que parece. Só precisa do primeiro passo”, completa Nahur.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.