Madrugada no Centro no CCBB-RJ

Dias 5 e 6 de janeiro o CCBB-RJ recebe mais uma edição das animadas festas temáticas com DJs, shows, debate e intervenções na sua área externa e interna. 

Evento começa na sexta com roda de conversa sobre Carnaval de rua seguida de ensaio aberto do bloco Vem Cá Minha Flor, com entrada gratuita.

No sábado, um Pré-Carnaval reúne o DJ Calani com a Festa Desbunde convidando a Festa Xêpa, e show da Orquestra Céu na Terra com participações especiais de Emanuelle Araújo e João Cavalcanti, com ingressos a preços populares.

O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-RJ) promove mais uma edição do projeto “Madrugada no Centro”. O evento, que tradicionalmente ocorre na área externa do CCBB, receberá cinco festas ao todo, sendo uma por mês, e mistura DJs conhecidos do grande público e artistas convidados, compondo um ‘setlist’ temático para cada edição.

A próxima edição começa na sexta-feira, 5 de janeiro, em ação especial com a roda de conversa “Ocupação de espaços públicos e Carnaval livre”, seguida de ensaio aberto do bloco Vem cá Minha Flor. No sábado, os batuques incendeiam a área externa do CCBB com DJ Calani e a conhecida Desbunde, convidando a Festa Xêpa. A noite continua com a Orquestra Céu na Terra e participações especiais de Emanuelle Araújo e João Cavalcanti.

Apróxima e última festa será no dia 24 de fevereiro, com o tema África Contemporânea. O primeiro evento dessa edição aconteceu no dia 11 de outubro, com a festa Sotaque Carregado, conduzido pelo DJ MAM, apresentação do Carimbloco e show de Felipe Cordeiro com participação especial de Dona Onete. Dia 18 de novembro foi a vez de comemorar o Dia da Consciência Negra, com 72 horas de atividades, mais shows de Soul de Santa, Larissa Luz, MV Bill, Caio Prado, Festa Trap’in e QXO. Em 16 de dezembro, o Madrugada celebrou a Diversidade, trazendo Minha Luz é de Led, show de Rico Dalasam com participação especial de São Yantó e Pocket Show do Coletivo As Travestidas.

Realizado desde 2013, o projeto mantém a tradição de resgatar a vida noturna e musical do Centro do Rio, em linha com o movimento de revitalização da região. “Madrugada no Centro” é um convite para uma viagem à musicalidade carioca.

PROGRAMAÇÃO 

5 de janeiro: Roda de conversa + Ensaio aberto

Roda de conversa: Ocupação de espaços públicos e Carnaval livre
Edu Pereira (Blocos Boi Tolo e Voadora); Eduardo Machado (Vem Cá minha Flor), entre outros. Mediador: Julio barroso (Ocupa Carnaval)
Horário: 19h às 20h30

Ensaio aberto do bloco Vem cá Minha Flor

Era mais uma sexta feira na Lapa, Rio de Janeiro, e os amigos Edu Machado, Leo Santana e Marcelo Lima, tiveram a ideia de criar um bloco de carnaval em que todos saíssem floridos. Além das flores, tinha também como intuito promover um resgaste musical e comportamental do carnaval de rua carioca. E foi assim que em setembro de 2015 o bloco Vem Cá, Minha Flor foi fundado. Trazendo canções que marcaram época e transbordando a alma do folião que brinca livremente, o primeiro desfile no carnaval de 2016 fez com que uma multidão acompanhasse os cerca de 70 músicos pelas ruas do Rio de Janeiro.

A partir de uma formação acústica, com instrumentos de sopro e percussão, o bloco toca um repertório que está em constante transformação, trazendo uma mistura de tudo que anima o público. Fazem parte dessa mistura axé, samba-reggae dos 80 e 90, funk antigo, forró, muitas marchinhas e também hits do rock e pop como “Pescador de Ilusões” da banda O Rappa, que foi um dos ápices do desfile de carnaval, fazendo uma multidão pular.

O Vem Cá, Minha Flor não se apresenta apenas no carnaval, tanto que preparou um repertório especial junino com canções tradicionais de ritmos do Nordeste como coco, xote, quadrilha e baião. O repertório junino além de levar alegria, música, flores e purpurina às ruas, teve como ponto alto a apresentação no Centro de Tradições Nordestinas, reduto da cultura nordestina no Rio de Janeiro.

Com músicos originários de diferentes blocos do Rio, como a Orquestra Voadora, o Céu na Terra, o Multibloco e a Fanfarra Black Club, o bloco tem direção musical de Bernardo Guidolini, Leonardo Guidolini, Rachel Carvalho e Reinaldo Godoy.

Hora: 20h30 às 22h
Link: https://www.youtube.com/watch?v=x8eEmzJ2kcg

Local: Teatro 1
Distribuição de senhas com uma hora de antecedência na bilheteria do CCBB
Espaço sujeito à lotação
Gratuito

6 de janeiro: Pré-Carnaval

DJ Calani com a Desbunde convidando a Festa Xêpa e show da Orquestra Céu na Terra, com participações especiais de Emanuelle Araújo e João Cavalcanti

Festa Desbunde: Criada em 2014 pelo DJ Calani e a produtora Anette Alencar, a festa começou ocupando lugares inusitados da cidade, como uma borracharia na Glória e o Nanam, na Praça Tiradentes. De lá pra cá, rodou por casas noturnas e espaços públicos do Rio de Janeiro e Recife, mantendo a tradição de amanhecer até que a última pessoa desligue as picapes com o DJ.

DJ Calani: É pesquisador musical especializado em música brasileira de todos os sotaques e garimpador de vinil. Também fazem parte do seu set as caliências latinas e as pedradas africanas. É residente das festas Batuque de Radiola, Brazilica e Vodalevu e já dividiu as carrapetas com DJs como Marcelinho da Lua, DJ Tahira, DJ 440, DJ Saddam, DJ Tata Ogan, DJ Montano e DJ Alex Paz.

Céu na Terra: Conhecido há 18 anos por seu bloco de Carnaval de rua, o Céu na Terra é na verdade um núcleo de cultura de pesquisa e montagem de espetáculos de inspiração nos folguedos e festas populares que está completando 20 anos de atuação. Possui em seu repertório o Pastoril Céu na Terra, Cantoria de Reis, Bloco de Carnaval, Auto de Boi, Viva São João, Brinquedos Cantados (Espetáculos para Crianças) e a sua premiada Orquestra Céu na Terra, com formato de palco. Ganhadora do Prêmio Tim em 2008 (atual Prêmio da Música Brasileira), a orquestra sintetiza em seu repertório musical e arranjos toda a pesquisa musical do grupo, passando por marchinhas, maracatus, frevos, sambas, afoxés e demais ritmos e canções populares.

Emanuelle Araújo: Atriz, cantora e compositora, tornou-se conhecida nacionalmente em 1999 como vocalista da Banda Eva, na qual ficou apenas por dois anos e meio, até 2002. Em 2004, fundou a banda de samba-rock Moinho com Lan Lan e Toni Costa, na qual é vocalista atualmente. Recentemente lançou um trabalho novo, que merece destaque.

João Cavalcanti: Jornalista, não imaginou que seguiria a carreira do pai, Lenine. Cantou em coros infanto-juvenis, mas foi na faculdade que voltou para a música. Ouviu e tocou de tudo até formar o Casuarina, grupo do qual foi vocalista por 16 anos (de 2001 a 2017). Em 2012, lançou “Placebo”, com composições suas. Em 2014, a convite do Movimento Down, assinou a direção de “Toda Cor”, CD que reuniu Ney Matogrosso, Zeca Pagodinho, Pato Fu e Elza Soares, entre outros. Tem músicas gravadas por Lenine, Roberta Sá, Joyce Moreno, MPB4, Fabiana Cozza, Tiê, Zé Renato, Pedro Luís, entre outros. No início de 2018, João lança no Brasil e na França o disco “Garimpo”, registro intimista de seu duo com o pianista e acordeonista Marcelo Caldi, com roupagem minimalista que expõe de maneira sensível e direta suas canções. Seu segundo álbum em carreira solo, “Sangrado”, está sendo produzido por TóBrandileone, tem participação de Jorge Drexler e está previsto para sair em 2019.

Xêpa: Pará, Pernambuco e o amor pela música brega se encontram para provar que a música de periferia é importante, intensa e capaz de conquistar corações e rebolados.Valorizar a cultura do brega desde o romântico, passando pelas modernizações como Technobrega, Melody e Technomelody até o Guettotech de outros lugares do mundo é a missão das meninas da Xêpa.A festa foi criada em 2016 e em pouco mais de um ano já rodou vários lugares emblemáticos da cidade. Em 2017, o projeto Xêpa Show expandiu a experiência sonora para além de música mecânica. A festa é feita por Carla (pernambucana), Marara Kelly (paraense) e Myra Mara (carioca), que vieram para mostrar através de músicas e de suas performances, a força da mulher nordestina, o tamanho do país Pará e a potência da periferia, com orgulho.

PRÓXIMA EDIÇÃO:

24 de fevereiro: África Contemporânea

PRODUÇÃO E CURADORIA: PAITA PRODUÇÕES ARTÍSTICAS

SERVIÇO

MADRUGADA NO CENTRO

5 de janeiro: Roda de conversa + Ensaio aberto do bloco Vem cá Minha Flor
Horário: 19h às 22h
Local: CCBB RJ – Teatro 1
Distribuição de senhas com uma hora de antecedência na bilheteria do CCBB
Espaço sujeito a lotação
Gratuito

6 de janeiro: Pré-Carnaval
Horário: 22h às 4h
Ingressos:R$ 20,00 (inteira) e 10,00 (meia)
Vendas: Bilheteria do CCBB, de 9h às 21h, e através do site www.eventim.com.br
Classificação etária: 18 anos
Espaço sujeito a lotação

End.: Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – Rio de Janeiro
Tel.: (21) 3808-2000
Programação completa: www.facebook.com/madrugadanocentro