20.8 C
New York
junho 19, 2019
Música

LummeN apresenta “Viagem progressiva” na Cinelândia, terça-feira, dia 20 de novembro

LummeN (foto: Carlos Vaz)
LummeN (foto: Carlos Vaz)

Formada em Petrópolis, em 1995, banda de rock progressivo faz resgate virtuosístico de mais de duas décadas de carreira

No próximo dia 20 de novembro, terça-feira, às 19h, o palco do Centro Cultural da Justiça Federal, na Cinelândia, voltará a reverberar os acordes e frases rítmicas complexas e sofisticadas marcantes do rock progressivo. Será a vez da banda LummeN apresentar seu show “Viagem progressiva”, cujo repertório conta com antigas e novas composições, além de clássicas músicas das principais bandas que influenciaram o som da banda, como Focus (House of the King), Premiata Forneria Marconi (Dove quando) e Jethro Tull (Living in the past). Trata-se de uma síntese do que a banda vivenciou nestes 23 anos de carreira, com o violino e a flauta permanecendo na linha de frente, sua característica marcante.

Duas músicas do repertório fizeram parte do “Ao vivo no Rio jazz club”, álbum lançado em 1999: “Tempo imóvel” (Marco Aurêh e Cassiano Ricardo), originalmente composta para o espetáculo teatral “Martim Cererê” e a suíte instrumental “Destino Imaginário” (Marco Aurêh). Dos shows anteriores apresentados pela banda (“Em concerto” e “Medieval Contemporâneo”), farão parte “Luz violeta”, “Pequena canção profana” e “O mito do amor romântico”, todas compostas por Marco Aurêh. Destaque também para “De manhã bem cedo” e “Tarde”, músicas do CD “Palma 12 Ciclos”, do duo homônimo formado por Aurêh e Paulo Loureiro, além de uma tradicional inglesa: “Scarborough Fair”, canção medieval de autor desconhecido e que ficou evidenciada por uma gravação feita pela dupla Simon & Garfunkel; uma bela melodia com poética letra que conta com a voz soprano da cantora convidada, Patrícia Scagliusi e com solos de violino e flauta irlandesa (originalmente conhecida como tin wistle).

Outra novidade deste show é o retorno de dois integrantes da LummeN, o violinista André Henriques e o baterista Giovani Vicenzo.   André fez parte do show inaugural da banda, em 1995 e também da gravação do CD “Ao vivo no Rio Jazz Club”, já  Giovani ingressou na banda em 1997 e ficou por um  longo tempo, tendo participado inclusive do histórico show “Em Concerto”, que contou com a presença do Coral dos Canarinhos, do naipe de gaitas de fole da Banda Marcial Wolney Aguiar e do guitarrista Sérgio Hinds.

A banda conta com Aurêh no vocal, flautas transversas, tin wistle irlandês e flautas doces (contralto, soprano e sopranino), violão, bandolim, teclado e gaita de boca; André Henriques – violino, violão, bandolim e contra-cantos; Paulinho Cabral – guitarra e bandolim; Diego Peres – contrabaixo elétrico (vertical e horizontal) e contracanto; e Giovani Vicenzo – bateria e efeitos percussivos.

SERVIÇO:
20/11, terça-feira – LummeN faz show “Viagem progressiva” no  Centro Cultural Justiça Federal – CCJF
Horário: 19h
Endereço: Avenida Rio Branco, 241 – Cinelândia
Informações: 3261-2550
Ingressos: R$ 40,00 (inteira) – R$ 20,00 (meia legal)
Apresentação filipeta promocional – valor único: R$ 30,00.
Mais informações da LummeN: http://www.verticecultural.art.br

Posts relacionados

Bailão agita a Lagoa – um novo lugar para dançar no Rio

Redação

Todo mundo é passarinho com o sho do grupo musical Casa de Curió – ‘Fora da Gaiola’

Redação

Pedro Luís canta Luiz Melodia no show Pérolas Negras no Teatro Riachuelo

Redação

Thiago Arancam apresenta pela primeira vez sua turnê ‘Bela Primavera’ no Rio de Janeiro

Redação

Point do Pepê é palco para grupo celebrar o verão de 2019 com sucessos dos 20 anos de carreira

Redação

Eliana Pittman comemora seus 73 anos no show ‘Sempre Presente’ na Sala Municipal Baden Powell

Redação

Deixe um comentário