28.7 C
New York
julho 22, 2019
Notícias

Libre faz esquenta para Primavera Literária

Slam da Guilhermina
Slam da Guilhermina

A Liga Brasileira de Editores (Libre) festejará a bibliodiversidade, de sexta-feira (7) a domingo, na Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, com o Esquenta Primavera. Grátis, a festa das letras reunirá atrações culturais para todas as idades e livros com descontos, das 10h às 20h. A Libre congrega pequenos e médios editores independentes. O projeto foi batizado de Esquenta Primavera em referência à Primavera Literária, que chegará à 19ª edição em outubro, no Rio.

A nova diretora da Mário de Andrade, Joselia Aguiar, destaca a importância do evento: “Um dos nossos compromissos é contribuir para a divulgação e circulação de autores, livros e ideias dentro de uma perspectiva ampla de bibliodiversidade. Apoiar feiras como o Esquenta Primavera é parte desse nosso esforço.” Para a presidente da Libre, Raquel Menezes, discutir diversidade na principal biblioteca de São Paulo é um “grande orgulho”. “Ao ocupar o espaço, a Libre corrobora com a trajetória da entidade, sempre atenta à democratização do livro e da leitura”, diz Raquel.

Com 30 editoras participando da feira, a programação começará, às 10h, no Salão Oval da biblioteca, onde ocorrerão os debates, com o tema “O profissional que o mercado procura: oportunidades no mercado editorial atual”. A conversa reunirá Monique D’Orazio, Felipe Sali, Felipe Colbert e Cassia Carrenho. Às 11h30h, o tema será “Sua história além das páginas: como pensar e produzir conteúdo em vários formatos”, com Mariana Rolier, Camila Cabete, Toni Brandão, Macos DeBrito e Camila Cabete.

Ainda na sexta, às 14h, o auditório receberá a primeira exibição a cargo do Cineclube Cine&Manas, com o filme “Eleições”, de Alice Riff. Depois, às 16h, acontecerá o workshop “Bibliotecas transformadoras”, sobre a metodologia do Programa Recode Bibliotecas. Às 17h30, acontecerá o encontro “Clube do livro pelo clube do livro”, com Renata Nakano, Carol Delgado e Renata Costa. Fechando o primeiro dia do Esquenta, a atriz Marina Trajan fará uma leitura dramatizada, às 19h30, de “Querido Diego, a abraça Quiela”, texto da mexicana Elena Poniatowska sobre Diego Rivera.

No sábado, a feira de livros prosseguirá, tendo como debates os temas “Coletivos: independentemente juntos”, às 10h, com Daniela Padilha, Raquel Menezes, Cid Vale Ferreira e mediação de Leonardo Neto, e “Biblioteca escolar: porta do aprendizado”, às 11h30h, com Rafael Motta, Renata Costa e Cristine Fontelles, mediados por Volnei Canonica. Às 14h, acontecerá a mesa “Esquenta Primavera convida Quatro Cinco Um e Tapera Taperá”, com Paulo Werneck e Antonio Freitas.

Também às 14h, no auditório, será a vez do Cine&Manas apresentar “Slam:  Voz de levante”, de Tatiana Lohmann e Roberta Estrela D´Alva. Na sequência, a Cooperifa conduzirá o primeiro sarau da festa, às 16h, no Salão Oval. Às 17h30, Vitor diCastro, do canal Deboche Astral, falará com humor sobre “Escritores de cada signo”. Às 19h30, “O poema ensina a cair” será o recado a cargo de Roberta Ferraz, Natasha Felix e Estela Rosa.

No domingo, a programação começa, às 10h, na Sala Infantil, com as histórias do grupo Dúdú Badé, em “Descobrindo nossos tesouros: da África para o Brasil”, dentro do projeto “Manhãs de domingo na Mário”. Enquanto as crianças se divertem, os pais podem participar do debate sobre “A produção do livro para crianças – literatura, cultura e mercado”. A mesa reunirá integrantes do Coletivo Alice: Márcia Leite, Paulo Verano e Zeco Monte, com mediação de Bia Reis. Às 11h, no auditório, a atração será a peça “Pescadora de ilusão”, inspirado no livro “A mulher que matou os peixes”, de Clarice Lispector.

Às 11h30, o tema das conversas será “Como os cegos leem e escrevem o mundo”, com Marcos Lima e Sara Bentes contando suas experiências, ao lado da mediadora Guacyara Guerreiro. Às 14h, ocorrerá a terceira exibição do Cine&Manas, com o filme “Corpo manifesto”, de Carol Araujo. Depois, às 16h, o Slam da Guilhermina fará um sarau no Salão Oval. Os selos com a produção poética dos autores também estarão na feira de livros, assim como os da Cooperifa.

Após a poesia, às 17h30, a conversa será sobre “Quando uma ilustração conta uma história”, com os artistas visuais Fernando Vilela e Stela Barbieri, mediados por Veronica Lessa. Às 19h30, o debate girará em torno de uma boa questão: “Como fazer ficção em uma realidade tão fictícia”. Na mesa, Ricardo Lisias, João Carrascoza e Paloma Franca Amorim. A mediação será de Maria Fernanda Rodrigues.

As editoras participantes do encontro são a Alameda Casa Editorial, Aleph, Bamboozinho, Belas Letras, Carochinha, Cobogó, Coesão Editorial, Coletivo Alice, Dublinense, Edições Barbatana, Editora Caixote, Editora 34, É Realizações, Grupo Autêntica, Instantes, Instituto Mojo, Jujuba, Mundaréu, Malê, Moinho, Morro Branco, Numa Editora, Oficina Raquel, Relicário, Semente Editorial, Sesi e Veneta.

A Biblioteca Mário de Andrade fica na Rua da Consolação, 94, República. Com parceria do Lab Pub e da Quatro Cinco Um, a programação completa do Esquenta pode ser conferida nas redes da Libre.

Posts relacionados

Caldas Country Show inova em 2018 com três dias de festival e reúne mais de 30 atrações na melhor festa do Brasil! 

Redação

Grupo Cataratas promove ações ambientais nos parques nacionais mais visitados do país na Semana Mundial do Meio Ambiente

Redação

Psicanalistas discutem durante três dias as relações entre arte e psicanálise

Redação

Bar 55, agora aberto 24h, apresenta dois drinques para saborear na primavera

Redação

“Pequena Sereia – O Musical” estreia no Teatro J. Safra

Redação

Museu do Amanhã promove Yoga no Museu

Redação

Deixe um comentário