19 C
New York
junho 16, 2019
Notícias

Lançamento do documento Pré-relatório do Livro (In) tolerâncias, no IFCS

No próximo dia 24 de janeiro (amanhã), o Prof. Dr. Babalawô Ivanir dos Santos lançará o documento Pré-relatório do Livro (In) tolerâncias. Frutos dos trabalhos que o Babalawô vem desenvolvendo ao longo dos últimos 12 anos no combate à intolerância religiosa, o novo relatório busca fazer uma análises sobre os dados estáticos de denúncias sobre intolerâncias religiosa, racismo, homofobia e feminicídio.

Buscando construir um tom bem diferente do Relatório sobre Intolerância Religiosa, publicada pelo professor e religioso no ano de 2017, mas ainda com os mesmo questionamento sobre a defesa dos direitos humanos, liberdade, pluralidade e tolerância, o Pré-relatório  do (In) tolerâncias, que até em março será lançado como livro traz como fontes dados coletado através do instrumento de denuúncia do governo federal, estadual e da sociedade civil com o Disque 100, Instituto de Segurança Publica, Observatório Xiita de Direitos Humanos, Centro de Valorização da Vida (CVV),  Federação israelita de São Paulo – FISESP, Confederação Israelita do Brasil, CONIB, União Wicca do Brasil, Documento Panorama da Violências Contra Mulheres no Brasil: Indicadores nacionais e internacionais. 

O objetivo centro do Relatório (In) tolerâncias, que ainda contará com contribuições de artigos temáticos concernente ao tema central professores especialista, é fazer uma analise entre os dados estatísticos fornecido pelo instrumento de denúncia Disque 100, entre os anos de 2016 a 2018, tendo com intolerância religiosa, racismo, homofobia, agressões contra mulheres  os dados estatísticos fornecidos por organizações civis que buscam fazer coletar dados obre esses respectivos temas.  

Uma previa sobre as fontes, revela que entre os anos de 2015 a 2018 a Região Sudeste do país recebeu, através do Disque 100: 680 denúncias de discriminação religiosa, seguida pela Região Nordeste com: 328 denúncias pela Região Sul com: 129 denúncias. O que revela que a região sudeste é comporta os estados mais intolerantes do Estado Brasileiro.

Segundo o Profº. Drº. Ivanir dos Santos – “Os cruzamento dos dados nos revelam que ainda não conseguimos construir uma relação solida entre o instrumentos de denuncia federal e civil, pois há uma discrepância entre os dados registrado  e a forma de coleta, tipificação dos crimes principalmente no caso de intolerância religiosa, são varias. O relatório permitirá fazer o cruzamento dos dados entre raça, gênero e religião. 

➡ 24 de janeiro – II Seminário Liberdade Religiosa, Democracia e Direitos Humanos, no IFCS. 

Mesa 1: Religiões nos Meios de Comunicação. Das 8h30 às 10h. Com mediação: Pastora Lusmarina Garcia (Doutoranda em Direito pela UFRJ), Profª. Drª. Diane Kuperman (UERJ), Bárbara Pereira (Jornalista), Clarissa Monteagudo (Jornalista) e Yango (Promoter Mídia Afro).

Mesa 2: Religiões no Campo dos Direitos. Das 10h30 às 12h. Com mediação: Dr. Henrique Pessôa. Debate com Profª Drª Ana Paula Miranda e Profº Dr. Jorge da Silva. Drº Fabiano Prestes (DPU), Inspetora de Policia Claudia Otília (DECRADI)

Mesa 3: Culturas Afro-diaspóricas no Combate à Intolerância Religiosa e ao Racismo. Das 14h às 15h30. Mediação: Profª. Drª. Helena Theodoro. Com Drº. Martinho da Vila, Silvan Galvāo e Prof°. Dr°. Renato Mendonça B. da Silva.

Mesa 4: Política, Religião e Diálogo Inter-Religioso. Das 16h às 18h30. Mediação: Profª Drª Carolina Rocha – Com Profª. Drª. Christina Vital, Profº. Dr. Babalawô Ivanir dos Santos e Dr. Paulo Baía.

Quinta feira, das 8h às 18h. No IFCS/UFRJ – Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ. 
No Largo São Francisco de Paula, nº 1  – Centro. Aberto ao público. Inscrições: http://bit.ly/ participedaliberdade

➡ 24 de janeiro – Baile Black Bom pela Liberdade Religiosa. Em frente ao IFCS. 

Black Music, com releituras dos maiores clássicos do gênero executados ao vivo pela banda Consciência Tranquila – maior Coletivo de Black Music do país. Com pista ainda de DJ. Flash, com charme e hip hop. 

Quinta-feira, das 18h às 00h. 
No Largo São Francisco de Paula, nº 1 – Centro – em frente ao IFCS-UFRJ). Aberto ao público 

➡ 28 de janeiro – Festival Cantando a Gente se Entende, no Oi Casa Grande. 

ABERTURA: com Coral Yorubá e Trio Szpilman. Participação de Cia Musica Awurê, trazendo canções em yorubá. Pastor Kleber Lucas, Mestre Kotoquinho, Tunico da Vila, Grupo Awurê, Mário Broder também dá canja, entre outras participações.


Segunda-feira, das 17h às 22h. 
No Teatro Oi Casa Grande (Av. Afrânio de Melo Franco, 290 – Leblon). Entrada: R$ 1,00 (um real)  

Posts relacionados

Workshop de automaquiagem e terapia energética tem por objetivo elevar a autoestima das mulheres

Redação

Bombom de Brownie e Torta Namorado são os destaques do Lecadô para o Dia dos Namorados 

Redação

Saiba como é a vida de um dos homens mais inteligentes do mundo

Redação

Villa Mix agita Recife neste sábado (11/08) na área externa do Classic Hall

Alyson Fonseca

Cinépolis inaugura complexo no Shopping Patteo Olinda

Alyson Fonseca

Rio Design Barra recebe evento de tecnologia, entretenimento e diversão

Redação

Deixe um comentário