Lady Francisco estreia ‘Tricotando’, uma comédia para a terceira idade na Gávea

Depois que elas já criaram os filhos, já cuidaram do marido e já trabalharam horas e horas fora e dentro de casa, enfim, a vida fica mais leve. Sem tantas responsabilidades e compromissos, é hora de relaxar e de aproveitar a chegada da terceira idade, ou melhor dizendo, da melhor idade! Mas com o tempo sabemos que podem vir as dores, os esquecimentos, as falhas, mas sem perder a alegria de viver. E que tal ser uma avó antenada, sempre online nas redes sociais, baixando aplicativos bacanas no celular, e, até mesmo, “fisgando” um namorado nos sites de paquera? Esses são alguns dos ingredientes que o público poderá se deliciar na nova peça, “Tricotando”, uma comédia para a terceira idade, de Denise Portes e Marcelo Duque, que estreia no dia 27 de outubro, no Teatro das Artes, no Shopping da Gávea, Zona Sul do Rio. O elenco traz a brilhante Lady Francisco, a talentosa Theresa Amayo e os atores de primeiríssima linha Helena Werneck e Claudio Andrade. Sob a direção de Marcelo Duque, o espetáculo ficará em cartaz às quintas e sextas-feiras às 17h, com temporada prevista até 23 de dezembro. A classificação é de 12 anos.

“Tricotando” se passa na sala de espera de um consultório médico, onde duas senhoras, enquanto esperam pelo atendimento, compartilham suas alegrias e dificuldades diárias, falando da terceira idade de uma forma descontraída. “Tricotando” é mais que uma peça, é uma comédia de reflexão dessa geração, com texto engraçado e que interage com a plateia, testemunhas de como vive essa turma da melhor idade. É um espetáculo protagonizado por atrizes que sabem do que estão falando.

Com longa trajetória na TV, no teatro e cinema, Lady Francisco está adorando interpretar Carmem, que, segundo ela: “é a sua cara”. “Eu sempre fui convidada para fazer papel de mulher gostosona, boazuda, sensual na minha carreira, mas tinha vontade de fazer algo diferente. Estou amando essa minha personagem. Ela tem a minha cara, alegre, com personalidade, ‘pra frentex’, antenada e sabe curtir a vida. Eu me identifico, sou esse tipo. Eu saio, dirijo, não uso óculos. Sou uma jovem senhora”, orgulha-se.

Lady tem certeza de que a peça vai agradar em cheio. “É uma peça verdadeira, simples, popular, é um ‘tiquinho’ de cada espectador, que debocha dos azares da vida e relembra os amores. É para gargalhar. Vai ‘bombar’”, aposta ela, que, recentemente esteve no ar no seriado “República do Peru”, na TV Brasil. No currículo, peças de sucesso como: “Os Dálmatas – O musical”, que ficou em cartaz dez anos, e “Uma rameira e seu freguês”, que fez 13 anos de temporada. Mas sua trajetória na TV é extensa, entre as produções: “Totalmente demais”, “Geração Brasil”, “Cheias de charme”, “Por amor”, “Transas e caretas”, “Barriga de aluguel”, “Baila comigo”, “Louco amor” e muito mais.

Theresa Amayo vive no palco a conservadora Lia, que alimenta um ciumento interesse pelo belo e jovem médico que a atende. Impressiona-se com a disponibilidade afetiva do doutor. “Tônia foi a ‘perfeita esposa e mãe de família’. Representa, de certa forma, as mulheres de uma geração que suportavam as traições dos maridos, mas não se separavam deles, por mais que descobrissem as puladas de cerca”, diz.

Theresa acredita na identificação do público. “Tônia adora novelas, bisbilhota a vida das atrizes em evidência e gosta de falar de suas doenças – reais ou imaginárias -, comuns em senhoras da sua idade. Em “Tricotando’, o público vai encontrar essa verdade num espetáculo alegre, humano, com personagens capazes de emocioná-los e com os quais muitas vezes possam se identificar”, completa ela, que tem uma carreira longa. Entre os últimos trabalhos no teatro: “Liberdade para as borboletas”, de Gersche; “A moratória”, de Jorge Andrade; e “A garota do biquíni vermelho”, de Artur Xexeo. Na TV, atuou em “Verdades secretas”, “Flor do Caribe”, “As brasileiras”, “As cariocas”, “Senhora do destino”, “Roque santeiro” (Mocinha na primeira versão), e muito mais.

A atriz Helena Werneck, que esteve por 15 anos no elenco do humorístico “Zorra total”, é a secretária do consultório médico. “Ela é atenciosa com as pacientes e de bom humor. É de meia-idade, mas com espírito jovem. Já casou quatro vezes e, apesar de falar que não quer mais saber de casamento, está sempre namorando. Acho que ela ainda é charmosa… Claro, está envolvida com o patrão, o doutor bonitão! ”, adianta Helena. “Rir é muito bom em qualquer idade. Faz bem para a saúde! ”, enfatiza ela. Entre seus trabalhos no teatro: “Um tigre no banheiro”, “A longa noite de Cristal”, de Vianninha; “Teatro de cordel”, “A comédia dos sexos” e “As Primícias”.

E na pele do jovem médico bonitão está o ator Claudio Andrade. “Ele é um médico sedutor, tem um caso com a sua secretaria, é mulherengo e curte mulheres mais velhas. Ele é bem-humorado e é sempre carismático em seu atendimento”, conta Claudio que, mesmo com o perfil de galã, adora fazer comédia e já contracenou com Marco Nanini, Susana Vieira, Elisabeth Savalla, Arlete Sales, Miguel Falabella, Diogo Vilella, Edwin Luisi, Herson Capri, Wolf Maya, entre outros nomes. “São tantos monstros sagrados da TV e do teatro que tive a honra de trabalhar, viver e trocar. Conquistar o respeito e o carinho deles me fez crescer como profissional e ser humano”, frisa ele.

“Posso dizer que sou ‘o bendito fruto’, estou com três mulheres maravilhosas, atrizes incríveis que admiro e respeito”, elogia ele, que atuou na telinha em “Eta mundo bom”, “Zorra total”, “Corações feridos”, “Eterna magia”, entre outras produções. No teatro, destacam-se as peças “Escola de mulheres”, “De artista e louco todo mundo tem um pouco” e “5 homens e um segredo”.

Sobre os autores e diretor
A ideia de escrever uma comédia sobre a terceira idade veio da produtora Valéria Macedo e o convite foi prontamente aceito. “A terceira idade é um público fiel ao teatro, na hora comprei a ideia, e acredito que fizemos a coisa certa. ‘Tricotando’ mostra um lado muito divertido da terceira idade. Pessoas maravilhosas que, independentemente da idade, estão dispostas a viver e a aproveitar a vida! Espero que o público aproveite tricotando e divirta-se muito! ”, torce Marcelo Duque, que assina o texto com Denise Portes. “Escrevo para o canal Quem Nunca, na Web. Mas antes de qualquer coisa, eu sou um apaixonado pela arte, amo atuar, amo escrever e amo dirigir”, conclui ele, que participou do filme “Festa da firma”, com Marcos Veras, que estreia ano que vem. Na TV, fez participações em “Malhação”, “Totalmente demais”, “Tapas e beijo”, “Zorra total” e na nova série da Fox, “Bruna Surfistinha”.

O texto de “Tricotando” é inspirado em pessoas reais, o que dá um toque ainda mais especial. Em sua segunda peça como autora, Denise Portes se inspirou em situações que aconteceram em sua vida. “Eu fiquei muito feliz, pois acredito que um texto que fala dos momentos vividos nessa idade anda carente no mercado. Eu me inspirei muito nos momentos com a minha mãe (D. Carmelita) que faleceu há três meses. Para mim, é uma homenagem a ela, que dizia que somente eu e alguns poucos amigos ouvíamos as reclamações dela. Na verdade, nessa idade, as pessoas estão mais carentes de atenção, afinal, a saúde e a energia já não são as mesmas”, diz Denise, que fez a peça “Salve Jorge“, sobre a vida do ator e diretor Jorge Fernando. Escreveu em parceria com ele mesmo. Ela foi roteirista dos curtas-metragens “Estava escrito”, sobre a vida dos pescadores em Copacabana, e “O presente”, sobre um romance; e dos seriados em pré-produção “Hotel” e “Rango” – este em parceria com Joaquim Vicente.

Serviço:

“Tricotando” – Estreia 27 de outubro.
Texto: Marcelo Duque e Denise Portes. Direção: Marcelo Duque. Com Lady Francisco, Theresa Amayo, Helena Werneck e Claudio Andrade. Sinopse: A comédia se passa na sala de espera de um consultório médico, onde duas senhoras, enquanto esperam pelo atendimento, compartilham as suas alegrias e as dificuldades diárias, falando da terceira idade de forma descontraída, uma vez que, nessa idade não se tem mais papas na língua (75 minutos). 12 anos.

Estreia 27 de outubro
Quintas e sextas às 17h
Ingresso: R$ 80
Teatro das Artes (Shopping da Gávea) – Rua Marquês de São Vicente 52 – 2540-6004
Temporada prevista até 23 de dezembro
Capacidade: 418 lugares.
Bilheteria: segunda-feira a domingo das 15h às 20h.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.