16.8 C
New York
maio 23, 2019
Música

João Donato celebrando 70 anos de carreira com sua banda e o Cordão do Boitatá no Teatro Rival Petrobras

João Donato - foto: Cristina Granato
João Donato - foto: Cristina Granato

O Teatro Rival Petrobras completa 85 anos na cultura musical brasileira recebendo João Donato – que também completa 85 carnavais – celebrando 70 anos de carreira com show onde divide o palco com o tradicional Cordão do Boitatá, um dos mais respeitados blocos carnavalescos do Rio de Janeiro. O show acontece no dia 16 de fevereiro, sábado, às 19h30, na Cinelândia.

Donato e Boitatá já se encontraram em outras ocasiões no tradicional palco da Praça XV. Mas a grande novidade desta parceria será poder cantar pela primeira vez duas novidades: “Uma coisa bonitinha” (Donato e Gil) e “Muganga” (Donalto e Ronaldo Bastos). A primeira, embora tenha sido escrita há 20 anos, ganhou fôlego com gravação feita por Gilberto Gil em seu último disco. A segunda, entrou no CD de Sergio Mendes com novos arranjos e uma pegada pop.

“É grande minha admiração por este bloco formado por grandes músicos, compositores e intérpretes que cultuam o melhor da música brasileira”, elogia o compositor e pianista.

No show do Teatro Rival Petrobras estão na lista sucessos dançantes como “Nasci para bailar” (Donato e Paulo Andre Barata), “Bananeira” (Donato e Gil), “A rã” (Donato e Caetano), “Emoriô” e “Tudo Tem” (Donato e Gil), e mais os três sambas com Martinho da Vila como “Suco de Maracujá”, “Gaiolas abertas” e “Daquele amor nem me fale”; além das canções bossa nova “Minha Saudade” e “Café com Pão”. Também estão presentes composições recentemente lançadas, como “Gol da Coréia”, “Muganga” (com Ronaldo Bastos); e as novas canções do álbum “Sintetizamor” (vencedor do Prêmio da Música Brasileira 2018, categoria Eletrônico) com Donatinho, “Lei do Amor” e “Quem é Quem”. Do álbum Donato Elétrico, três músicas instrumentais: “Xaxado de Hércules”, “Urbano” e “G8”.

Aliás, o suingue da música de João Donato é inconfundível e cabe certinho em uma sinfonia, numa gafieira ou numa lounge. A primeira canção composta por este acreano, considerado precursor da Bossa Nova, foi uma valsa para sua primeira namoradinha, Nini, aos 7 anos de idade. Gênio que influencia há décadas a música do mundo, João Donato tem em seu catálogo, samba, baião, samba canção, forró, coco, salsa, bolero, jazz, funk soul e muito mais. Todos os ritmos, especialmente os brasileiros, estarão presentes no repertório do show no Rival Petrobras. 

A banda é a que acompanha o compositor e pianista acreano há décadas: Robertinho Silva (bateria), Luiz Alves (contrabaixo), Ricardo Pontes (sax/flauta) e José Arimatéa (trompete).

Serviço

Teatro Rival Petrobras – Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – Rio de Janeiro. Data: 16 de fevereiro (Sábado) Horário: 19h30. Abertura da casa: 18h. Ingressos: R$ 70,00 (Inteira), R$ 50,00 (Promoção para os 100 primeiros pagantes), R$ 35,00 (meia-entrada). Venda antecipada pela Eventim – http://bit.ly/TeatroRival_Ingressos2GIaEKp  Bilheteria: Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h Censura: 18 anos. www.rivalpetrobras.com.brInformações: (21) 2240-9796. Capacidade: 350 pessoas. Metrô/VLT: Estação Cinelândia. 

*Meia entrada: Estudante, Idosos, Professores da Rede Pública, Funcionários da Petrobras, Clientes com Cartão Petrobras e Assinantes O Globo.

Posts relacionados

Gaia Art & Café apresenta o animado Forró de Rabeca

Redação

Rock in Rio 2019 anuncia encontros de artistas brasileiros e portugueses no Palco Sunset

Redação

Nilze Carvalho comanda roda de samba “Chora Cavaco!” no Dumont Arte Bar, na Gávea

Redação

Ana Petkovic lança seu primeiro clipe “Na Fé” com participação do pai

Redação

Trio do popfunk nacional estrela Chicletin

Redação

Dope On Music no Circo Voador

Redação

Deixe um comentário