Ivo Meirelles puxa a animação do Gueri-Gueri, bloco de Fernanda Suplicy na festa de lançamento da nova bandeira do bloco

Puxador oficial do Gueri-Gueri há 4 anos, Ivo Meirelles anima a primeira festa fechada para convidados do bloco de Fernada Suplicy, que será realizada neste domingo (10/12), a patir das 14h30, em São Paulo. O evento será  no Iulia, no Jockey Club SP, onde será apresentada a nova bandeira e data da famosa festa, em 2018. 
 
A festa também terá passistas e um casal de mestre sala e porta-bandeira.  Prestes a completar 32 anos de existência, a Banda Gueri-Gueri repaginou seu logotipo, trazendo como principais novidades a exclusão do termo “Banda”, a inclusão da cidade de origem e ano de fundação (São Paulo – Desde 1986),  para finalizar uma coroa, que vem sacramentar toda a história junto a sua divertidíssima nação.
 
– O Gueri-Gueri é chique, mas é pé no chão. Vamos botar essa noite para ferver! – promete o músico carioca. 
 
Além do suingue e animação de Ivo Meirelles, a festa terá DJ Ronca, show do Fernando Rios acompanhado por passistas,  e a DJ Michelle Schneider.
 
Novidades de Ivo Meirelles – Nova música Funk’n Lata vai tocar será lançada em 22 de dezembro 

Criador do Funk’n Lata, Ivo Meirelles está homenageando o famoso grupo dos anos 90 com uma série de músicas que serão reunidas num álbum chamado #21. A primeira canção, chamada “Mangueira“, é uma parceria com Seu Jorge e  foi lançada em 10 de novembro, nas principais plataformas digitais. Já no dia 22 de dezembro é a vez do lançamento de “O Funk’n Lata vai tocar”, que tem instrumentistas europeus e participação do Grupo Bom Gosto.  

“Mangueira” faz parte de uma série de duetos que Ivo realizou para festejar e relembrar o grupo que lançou moda ao misturar elementos tradicionais de samba com outros ritmos que também agitavam os morros do Rio, como o funk, o rap e o soul. O sambista carioca também gravou duetos com Gilberto Gil, Samuel Rosa, Carlinhos Brown, Sandra de Sá, Elba Ramalho, Leandro Lehart e Molejo. Os hits serão disponibilizados separadamente na web, os reunindo depois em um álbum – chamado #21 –  com 14 faixas que revivem o Funk N Lata. 

“Quando resolvi parar de fazer shows com a banda vi crescer um segmento (formato) que eu inventei. Na época a rapaziada da banda me questionava sobre o término do grupo justamente naquele momento de ascensão do formato. Eu estava tão envolvido com outras coisas que deixei o tempo passar. Esse CD estou fazendo para eles e por eles. É meio que um pedido de desculpas”, conta Ivo Meirelles.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.