14.3 C
New York
abril 25, 2019
Teatro & Dança

Heloísa Périssé estreia musical infantil

Heloísa Périssé está de volta aos palcos e em dose dupla. Além de escrever e atuar na comédia Loloucas, em que fala da passagem do tempo e da amizade, a atriz, autora e roteirista assina outro projeto simultaneamente, desta vez destinado ao público infantil. O musical Lololendi, idealizado em parceria com o diretor Paulo Dimantas, ocupa o mesmo Teatro dos Quatroque abrigará o espetáculo adulto, em sessões vespertinas nos fins de semana, a partir de 21 de julho. Com copatrocínio da Vivo, a peça fica em cartaz até 30 de setembro e conta a história de uma ex-dona de cantina de escola que vira cuidadora de crianças e, sem abrir mão da tecnologia, mostra a elas que há todo um mundo de brincadeiras e aventuras além da telinha do celular.

“Eu e Paulinho (Paulo Dimantas, diretor, roteirista e produtor, enteado da atriz) há um bom tempo pensamos em fazer algo juntos. E sempre que a família se reúne, inventamos brincadeiras para Pietra, a filha dele de 5 anos, e isso, aos poucos, foi se desenhando em um projeto e dando material para bolarmos a peça”, explica Heloísa, que escreveu o texto, montado com a direção de Paulo. “Comecei minha carreira trabalhando com teatro infantil e sempre quis fazer uma personagem que fosse uma mistura de Mary Poppins, Noviça Rebelde e Nanny McPhee”, confessa a atriz.

No musical, Lolô é ex-dona da cantina de uma escola, que fecha por causa da crise. Pressionada pelas dívidas e por Leleco Casas (Vitor Thiré) – rico proprietário de vários imóveis da região, que faz de tudo para comprar a casa que é da família dela há várias gerações –, Lolô resolve virar cuidadora de crianças e resgatar brincadeiras da sua época como pique esconde, pique pega e pula bandeira. Ao perceber e despertar o talento e as habilidades de cada criança em áreas como esportes, moda, culinária, música e contação de histórias, Lolô faz de sua casa – que, desde pequena, acredita ser encantada – um lugar de magia e diversão, o sonho de qualquer criança: a Lololendi. Quem pontua a história como narradores são os cachorros Arroz e Feijão, que vivem no quintal da casa, bonecos manipulados por Thaisa Violati e Alexandre Guimarães, que pularam da realidade para a ficção: “São os nomes dos meus cachorros de verdade. E eu e Paulinho já nos divertíamos, inventando vozes e personalidades para eles, nas brincadeiras com Pietra e resolvemos colocá-los na peça”, diverte-se Heloísa.

Leia também  "Os Homens Querem Casar e As Mulheres Querem Sexo 2" | Peça se apresenta pela terceira vez em Recife

 

Para criar esse mundo fantástico, o diretor Paulo Dimantaselaborou uma cena em que a tecnologia marcasse presença, com uso de projeções e vídeo mapping (criados por Dado Mariettie Bruno Grieco), e ao mesmo tempo destacasse o caráter lúdico das brincadeiras que atravessam gerações, concretizada na cenografia colorida e geométrica de Teca Fichinski, que assina também o figurino. Seguindo a mesma linha, a luz de Maneco Quinderéacentua o lado mágico e alegre que permeia o espetáculo: “Não há como ignorar que as crianças são tecnológicas hoje em dia, mas pensamos em usar isso de uma forma que elas conseguissem ser crianças e ao mesmo tempo não ficassem bitoladas nesse mundo cibernético; que o celular, ao invés de tomar conta da vida delas, fosse uma ferramenta para explorar suas habilidades”, explica Paulo.

A trilha sonora inédita, com letras de Heloísa Périssée melodias do diretor musical Max Viana(há ainda um música assinada por Raquel Farias) é interpretada pelo elenco, que canta e dança as coreografias criadas por Johayne Hildefonso eGisele Bastos.

Em breve, a peça irá extrapolar o palco para ganhar um canal no Youtube: “A história tem potencial para vários desdobramentos. Temos várias ideias a partir desse trabalho e essa é uma que já iremos colocar em prática”, adianta Heloísa.

LOLOLENDI

Ficha técnica
Idealização e concepção: Heloísa Périssée Paulo Dimantas
Texto: Heloísa Périssé
Direção: Paulo Dimantas
Direção Musical:Max Viana
Músicas originais: Heloísa Périssé e Max Viana
Direção de movimento e Coreografias: Johayne Hildefonso e Gisele Bastos
Criação de conteúdo – Mapping: Dado Mariettie Bruno Grieco
Cenário e Figurino: Teca Fichinski
Iluminação:Maneco Quinderé
Programação visual e Fotos: Dado Marietti
Coordenação de Produção:Filomena Mancuzo – Mancuzo Entretenimento
Produção Executiva: Fabiana Araújo
Coordenação do Projeto: Heloísa Périssé
Realização: H P Produções Culturais
Copatrocínio:Vivo

Com:
Heloísa Périssé – Lolô
Vitor Thiré – Leleco
Bernardo Liaño – Chuteirinha
Giovana Galdino – Trapo
Giulia Gatti – Isadora
Julia Freitas – Petit
Leticia Japiassu – Olga e stand-in
Rafa Mezadri – Dunga
Samuel Scaciotti – Lilico e stand-in
Vitoria da Silva – Mirtis e stand-in
Johayne Hildefonso – stand-in

Leia também  Teatro Poeira recebe o premiado espetáculo As Quatro Direções do Céu

Bonequeiros:
Alexandre Guimarães – Feijão
Thaisa Violati – Arroz

Serviço
Temporada: de 21 de julho a 30 de setembro(não haverá sessão nos dias 18 e 19 de agosto)
Dias: sábado e domingo às 17h
Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$  20 (meia)
Local: Teatro dos Quatro – Shopping da Gávea
Lotação: 402 lugares
Endereço: R. Marquês de S. Vicente, 52/2º piso, Lj 265
Bilheteria: ter a dom, 14h às 20h
Venda online: Ingresso Rápido
Telefone: 2239-1095
Classificação etária:  livre
Duração: 60 minutos

Posts relacionados

‘Chapeuzinho Vermelho’ será encenada no Shopping Jardim Guadalupe

Redação

Comédia “O Porteiro” reestreia no Teatro Café Pequeno dia 30 de novembro

Redação

Lololendi no Teatro Riachuelo Rio

Redação

“Isso dá dinheiro?” Stand Up com Matheus Mad faz única apresentação dia 25 de outubro com participação de Smigol

Redação

‘Cinco homens e um segredo’ traz o tema da masculinidade para o palco

Redação

Zigg & Zogg reestreia na Casa de Cultura Laura Alvim

Redação

Deixe um comentário