Gomalina Clube canta Noel Rosa no Imperator

foto: Divulgação
foto: Divulgação

O Gomalina Clube nasceu da ideia de homenagear a música, reverenciar nossos grandes compositores e contemplar os movimentos musicais que serviram de alicerce para o que escutamos hoje. Um resgate dos múltiplos elementos que construíram uma música tão plural e democrática que se faz respeitada e admirada em todo mundo.

O primeiro homenageado é o grande compositor da Música Popular Brasileira Noel Rosa que apesar de ter vivido apenas 26 anos, sendo sete deles dedicados a composição de mais de 250 canções, se figura como um dos mais importantes compositores de nosso país.

Noel era diferenciado, um cronista do cotidiano, que contava em suas canções um Brasil menino, recém republicano. De vida boêmia e desregrada, compôs com tanta veemência que ainda hoje há canções que são praticamente inéditas. Fundamentado nisso, o projeto busca, através de uma pesquisa minuciosa em sua obra, levar ao público essas relíquias desconhecidas, além dos eternos sambas já consagrados. O cantor do grupo, Renato Badeco, resume: “Noel foi um carioca de classe média que transitou por todo o Rio de Janeiro nas décadas de 20 e 30. Cantou as esquinas, os bares, os becos, as mulheres, a urbes, a política, o amor, o machismo, o carnaval, o morro, os cabarés e a morte… Noel suscitou um modo novo de compor, aliando melodias geniais à poemas muito bem elaborados”.

O grupo de Cadu Pacheco, Renato Badeco e Rafael Tavares, convidou a diretora Duda Maia para dar vida ao show em homenagem ao compositor, marcado para 03 de agosto, no Imperator – Centro Cultural João Nogueira, com apresentação única, às 16h. A novidade deste show é a apresentação de algumas músicas desconhecidas de Noel (Não resta a menor dúvida e Absurdo), e nova roupagem de algumas composições (Fita Amarela e Pra que mentir?).

“Cantar Noel é contar a história do Rio de Janeiro em rimas primorosas”,
Cadu Pacheco – Músico e Arranjador do grupo.

O show começou a ser idealizado há dois anos pelos três músicos e amigos, e que à três formaram o grupo Gomalina Clube. “O grupo foi criado inicialmente para homenagear Noel Rosa, um desejo antigo do Renato, especialmente. Embarcamos nessa por que nos pareceu uma boa ideia para estarmos juntos, fazer música e desenvolver um trabalho bonito, feito no capricho”, revela (Rafael Tavares).

Com iluminação de Renato Machado, figurinos de Hugo Leão, show tem a proposta resgatar a obra e, sem dúvida, resgatar um pedaço da história da música brasileira. Mas a pergunta do grupo e da diretora Duda Maia é: Quem seria Noel em 2017?

Elenco:

Renato Badeco – voz

Músico e Produtor, graduado em Música pela UFRJ. Estudou canto lírico com a professora Patrícia Vilches e violão erudito com o professor Paulo Targino e Wagner Meireles. É ator, músico, arranjador e preparador vocal da Artecorpo Teatro e Cia.

Cadu Pacheco – violão

Estudou violão no Conservatório de Música do Estado do Rio de Janeiro, com Prof. Paulo Targino. Atua como músico em diversos trabalhos, acompanhando cantores e outros instrumentistas tanto em apresentações ao vivo como em estúdio participando de diversas gravações. Produziu e arranjou ao lado de Renato Badeco, o disco ‘’Vou me dedicar ao nada de terno marrom”, do compositor Karrike, lançado em 2012 pelo selo independente AJB discos.

Rafael Tavares – cavaquinho, guitarra e trompete

Começou seus estudos de violão aos 9 anos de idade. Estudou com nomes como Márcia Taborda, Itiberê Zwarg, Marco Pereira, Maurício Carrilho, Paulo Aragão, Sérgio Chiavazzoli, entre outros. Entre suas atividades destaca-se a cofundação da fanfarra Sinfônica Ambulante, produção de eventos de música e arte como o desfile de carnaval da fanfarra, sarau do CLAC, entre outros. Como músico participou da gravação de três discos e diversos shows e eventos com trabalhos próprios ou acompanhando cantores.

Marcos Luz – contrabaixo

Formado em Música pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, atua no cenário musical carioca principalmente na área do Jazz e da Música Instrumental Brasileira, além da experiência de acompanhar diversas cantoras e grupos de MPB.

Felipe Tauil – percussão

Iniciou seus estudos musicais aos 13 anos de idade na Banda Sinfônica do Colégio Salesiano sob orientação do Maestro Afonso Reis. Estudou percussão com profissionais como Chico Batera, Oscar Bolão, José Izquierdo e Marcos Suzano. Em 2009 e 2011 acompanhou grandes nomes da musica Angolana como as cantoras Lina Alexandre, Angela Ferrão, Margareth do Rosário, Sandra Cordeiro e Afrikkanitha. Participou de gravações e shows de artistas como Roberto Menescal, Gilson Peranze a, Guinga, Leila Pinheiro, Zeca Pagodinho, Dudu Nobre, Dominguinhos e Orquestra Petrobrás Sinfônica. Atualmente além do Gomalina Clube, trabalha com a Orquestra de Sopro Banda Filarmônica do Rio de Janeiro, Fatima Guedes, Flávia Bittencourt, João Fênix, Simone Lial, Arranco de Varsóvia.

Ficha técnica:

Direção: Duda Maia
Elenco: Renato Badeco, Cadu Pacheco, Rafael Tavares, Felipe Tauil, Marcos Luz 
Direção de Produção: Bruno Mariozz
Figurino: Hugo Leão
Iluminação: Renato Machado
Idealização: Gomalina Clube
Produção: Palavra Z Produções Culturais

SERVIÇO:

Apresentação: de 03 de agosto de 2017
Horários: quinta, às 16h
Ingresso: R$ 40,00 – inteira
R$ 20,00 – estudantes, professores da rede pública, sênior acima de 60 anos
Duração: 50min
Capacidade: 642 lugares 
Classificação indicativa: livre
Local: Imperator – Centro Cultural João Nogueira
Endereço: Rua Dias da Cruz, 170 – Méier
Tel: (21) 2597-3897
http://www.imperator.art.br/
Acesso para portadores de necessidades especiais