20.5 C
New York
junho 26, 2019
Gastronomia

Garoa Bar Lounge lança carta de drinks a oito mãos

Garoa Bar Lounge

Prestes a inaugurar filial em Ipanema, Garoa renova sua carta com receitas criativas e de alto grau de apuro desenvolvidas pelos quatro bartenders da equipe

Inaugurado em dezembro de 2016 na Rua Dias Ferreira, no Leblon, o Garoa Bar Lounge se firmou rapidamente como referência em coquetelaria entre os cariocas. Em julho desse ano o bar se prepara para abrir as portas de seu segundo endereço em solo carioca. Dessa vez no bairro de Ipanema, o novo Garoa ficará em um casarão de dois andares na esquina das ruas Prudente de Moraes com Paul Redfern, e terá capacidade três vezes maior que o irmão mais velho do Leblon.

Tendo à frente o jovem mixologista Igor Renovato, de 26 anos, o bar aposta em drinks à base de gin oferecendo mais de 20 marcas do destilado, além de executar clássicos da coquetelaria. Para a nova carta, que acaba de entrar em cartaz no endereço do Leblon, Igor assina junto à equipe de bartenders 12 receitas autorais (R$ 32 cada), sendo três coquetéis criados por cada profissional. A carta a oito mãos apresenta a visão pessoal dos diversos caminhos de Santiago, tradicional rota de peregrinação que finaliza seu percurso na cidade espanhola de Santiago de Compostela – cidade onde surgiu o primeiro Garoa, há 10 anos.

Os Caminhos

Para desenvolver seus coquetéis, Igor Renovato se inspirou no clássico caminho espanhol. O long drink Espertar! leva os gins Nordés e Mutatis, mix herbal adoçado com mel de agave, maçã verde e espuma de Citrus. Já o Alice Cobbler, inspirado no clássico americano Sherry Cobbler, é feito com cachaça Leblon Prata e tequila José Cuervo Prata, Jerez Manzanilla, licor da casa, frutas vermelhas e finalizado com um canudo comestível de gelatina. Fechando a trinca, o De Compostela é inspirado na primeira viagem do barman à Espanha e feito com gin Bombay com infusão de parmesão, brandy de Jerez, xarope de pão, molho de maracujá e mexilhão em conserva montado sobre uma concha de vieira – símbolo do caminho.

Já Douglas Henrique se inspirou no caminho francês e em ingredientes tradicionais do país. O Pamplona leva vodka Grey Goose, mix de cítricos, Saint Germain e vinho rosé infusionado em morango. O coquetel é finalizado com uma flor de cravina. O Portomarin, nomeado de acordo com uma das últimas cidades do trajeto, é feito com Bacardi Prata, abacaxi, Cordial, Cointreau, Lillet Blanc e Ginger Ale. O coquetel Antelo, homenagem ao proprietário do bar Julio Antelo, traz uma variação do Hanky Panky, aqui preparado com gin Bombay, Cognac Martel, vermute infusionado em grãos de café, Fernet e Luxardo. Finalizam o drink grãos de café e folha de sálvia.

A versão portuguesa do caminho é contada através dos drinks de Gregori Sanglardh. O divertido AMIGOS é servido em uma jarra adesivada com a inscrição “Amigos eu não fiz bebendo leite”, da música eternizada na voz de Zeca Pagodinho e de autoria de Moacyr Luz e Toninho Geraes. Na composição, cachaça Yaguara Ouro, Licor 43 e refrigerante de leite de xarope de marshmallow. O Catedral de Compostela, servido em caneca de café, é feito com brandy de Jerez, Bacardi 4 anos, coldbrew, xarope de tamarindo e Licor 43. Já o Campo de Estrelas, tradução da palavra Compostela, chama atenção pelo visual artístico. Sobre o drink de gin, Yaguara Ouro, kombuchá de hibisco, gengibre e frutas vermelhas, é montado um delicado papel de arroz com ilustrações impressas em tinta comestível. É possível encontrar reproduções de pintores de expressões artísticas variadas como Dalí, Caravaggio, Vladimir Kush, Michelangelo, Botticelli e Goya.

Fechando o quarteto, Daniel Estevan, fã de bebidas com amargor acentuado, elegeu o caminho britânico para contar sua história. O Salute!, releitura do Boulevardier e servido em taça goblet, leva Chivas Extra, vermute de Jerez Fernando Castilla, Campari reposado e ameixa seca. A base de gin e saquê, o Nossa Vitória tem na composição mix herbal de sálvia e coentro, mel de agave, licor da casa e cava. Encerrando a lista e o caminho, o Finisterra leva brandy de Jerez, vermute seco, Licor 43 e bitter de laranja.

Equipe Garoa - foto: Rodrigo Azevedo
Equipe Garoa – foto: Rodrigo Azevedo

Os Clássicos da Casa
Permanecem na carta receitas queridinhas dos clientes, agora alçadas à categoria de clássicos (R$ 33 cada). Campeão de pedidos desde o primeiro dia de funcionamento do bar, o Gitano é um gin tônica composto por caju, açafrão e xarope de gengibre. Incluído no cardápio em 2018, o Lluvia Fina é uma releitura do Dark’n’Stormy e recebe rum Kraken de especiarias, cachaça Leblon, bitter de anis, ginger ale e pimenta do reino. Já o GT MULE, variação de mule a base de gin, é feito com gin Bombay, limão, xarope de gengibre, espuma de tônica e limão siciliano desidratado. Alguns drinks dentre os clássicos podem ser executados sem álcool (R$ 23 cada).

Os gin tônicas, marca registrada da casa, ganham destaque no cardápio em 15 receitas preparadas com 15 gins diferentes (de R$ 32 a 70), sendo oito inéditas. Dentre as novidades estão o Calumma, feito com o gin nacional Mutatis, limão e alecrim; o Rosé Tônica, com Beefeater Pink, limão e morango; o Mayflower, com Plymouth, cardamomo, zimbro e limão; e o Oxley Tônica, com o gin inglês Oxley, semente de cacau, limão e tônica premium.

Comidinhas
Idealizado de forma a não agredir os drinks, o cardápio passa longe de frituras. Dentre as novas receitas do menu, boas pedidas são o steak tartare de mignon picado na ponta da faca com gema de ovo e especiarias. Para petiscar, as tostas espanholas chegam em duplas de sabores variados. O sanduíche Xubileu, de rosbife com maionese de sriracha e Dijon é servido no pão integral.

Garoa
Originário da cidade espanhola de Santiago de Compostela, aonde abriu as portas há 10 anos, o Garoa Bar Lounge se firmou como destino de bebedores exigentes e alta coquetelaria. Apesar de não estarem listados na carta, coquetéis clássicos são executados com perfeição pela equipe, como Boulevardier (Bourbon, Vermute e Campari Bitter), NY Sour (Bourbon, Sour Mix e vinho tinto), e Tuxedo (Gim, Moilly Prat, Luxardo, Absinto e bitter de laranja).

Com clima de lounge, que esquenta com o passar das horas, o bar tem projeto e decoração de Daniela Siani, que optou por deixar a mostra a parede original de tijolos aparentes, além de investir em veludo e tricô nos sofás, pufes e almofadas. Chama atenção um cobogó dividindo o ambiente, além de uma iluminação elegante e charmosa, com lâmpadas decorativas de bulbo aparente. De quarta a sábado, a partir das 21h, a casa conta ainda com um DJ no salão.

À frente da casa estão os irmãos Julio, Carlos e Mauro Antelo, nascidos no Rio e criados na Espanha. O ponto escolhido para abrir a primeira filial do bar está localizado na Rua Dias Ferreira, aonde funcionou recentemente a Livraria Letras e Expressões, e na década de 80 o restaurante Bozó, um clássico da gastronomia da cidade do qual o pai dos proprietários, natural da Galícia, foi sócio.

Garoa Bar Lounge – Rua Dias Ferreira, 50 – Leblon – Rio de Janeiro. Tel.: (21) 3591-7617. Horário: De terça a sábado, das 19h às 2h. Domingo das 19h à 0h. Formas de pagamento: Todos os cartões de crédito e débito.

INAUGURAÇÃO EM JULHO: Garoa Bar Lounge – Rua Prudente de Morais, 1810 – Ipanema. Horário: De terça a sábado, das 19h às 3h.

Posts relacionados

2ª edição do BBQ & Beer Festival acontece neste sábado (24) na Cidade das Artes

Redação

Oficina culinária do projeto Gosto da Amazônia recebe a chef Natacha Fink

Redação

Roteiro de Primavera

Redação

Comemore o Dia das Mães Sushi Akyrio

Redação

Uma bela opção gastronômica que reúne história, futebol e bom gosto

Redação

Segunda-feira tem cardápio vegano no Bistro do Paço

Redação

Deixe um comentário