Flores, cores e aromas na exposição Orquídeas no Jardim

Deleite visual e…olfativo! A tradicional exposição de outono “Orquídeas no Jardim”  promovida pela OrquidaRio no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, acontece  de 5 a 7 de maio e terá como grande atração a Cattleya walkeriana, que estará no auge da floração.

Com perfume considerado “inebriante”, a Cattleya walkeriana é objeto de desejo de todo colecionador, no Brasil e no exterior. É uma espécie bastante representativa do estado de Minas Gerais. As primeiras referências a esta espécie datam de 1817. É uma planta de floração abundante e perfumada, de colorido variado, de forma naturalmente espalmada, cujas flores podem durar até 3 semanas. Sua cor-tipo é lilás, mas pode ser encontrada em outras cores.

No Brasil, a espécie foi apresentada pela primeira vez em uma exposição de horticultura, no Rio de Janeiro, em 1871, por Barbosa Rodrigues. A planta havia sido coletada em Caldas, MG.  A partir da década de 90, esta espécie vem se tornando mais comum nas coleções e exposições pelo Brasil a fora. Hoje, ela é provavelmente a espécies brasileiras que tem mais aficcionados.  

Ao longo dos anos variedades de diferentes cores foram encontradas e serviram de base para o melhoramento da espécie. Até o ano 2002, haviam sido registrados 1220 híbridos tendo a C. walkeriana presente em sua genealogia. Um híbrido de destaque é Cattleya Gisela Bündchen, registrado em 2009, pelo advogado carioca Fernando Setembrino. 37% do patrimônio genético de C. Gisela Bündchen é proveniente de Cattleya walkeriana.  

No mercado especializado, que conta inclusive com leilões disputadíssimos, uma orquídea Cattleya walkeriana rara pode atingir cifras próximas a 40 mil reais. Uma bela mostra desta preciosidade estará na estufa de vidro do Orquidário do Jardim Botânico, que desde 2015, está sendo reestruturado para tornar-se um espaço de cultivo onde o público pode ter amostra de 350 diferentes espécies ou híbridos de orquídeas brasileiras e estrangeiras e de como elas crescem na natureza. Foram criados locais específicos explorando as características tradicionais e as curiosas. No “Jardim dos Sentidos”, podem ser explorados o olfato, tato e visual. Como sempre, a  exposição “Orquídeas no Jardim” será na estufa de vidro mas nesta edição uma novidade nem tão nova assim: a área de vendas volta para dentro do arboreto, em frente  ao Orquidário.

Programação:

Dia 5/5 – 6ª feira

8  às 17h

Visita pública – Exposição e vendas

 

15h

Oficina de cultivo básico de orquídeas

 

 

Dia 6/5 – sábado

   

8  às 17h

Visita pública – Exposição e vendas

 

9h30 às 12h30

 Oficina de Ilustração Botânica com Dulce Nascimento

 (vagas limitadas – os inscritos deverão chegar ao local entre 8h30 e 9h15

 para escolherem a orquídea a ser ilustrada)

 

14h     

Palestra: Orquídeas do Rio de Janeiro, com Delfina de Araujo

 

10 e 15h

Oficina de cultivo básico de orquídeas

 

Dia 7/5 – domingo

 

8  às 17h

Visita pública – Exposição e vendas

 

9 às 13h

Curso “As Orquídeas e seu Cultivo” (1ª parte)

com Delfina de  Araújo e Carlos Manuel de Carvalho

 

14h30  às 16h30

Curso “As Orquídeas e seu Cultivo” (2ª parte)  

“Prática de Reenvasamento” com  Andrew Fogtman e Luciano

Henrique da M. Ramalho

 

17h

Encerramento da Exposição

 
     

 

Obs.: Curso de Cultivo (R$100,00) e Oficina de Ilustração Botânica (R$ 80,00) tem

inscrições no local, durante o evento, no estande da OrquidaRio.

         Todas as outras atividades são gratuitas, sem necessidade de inscrição.

 

Atenção!  Associe-se à OrquidaRio e ganhe o curso de cultivo (apenas R$165,00 por ano).

Informações: Telefone: (21) 2233-2314   

www.orquidario.org –  boletimorquidario.blogspot.com.br

www.facebook.com/orquidario.orquidofilosassociados