35.7 C
New York
julho 21, 2019
Livros

Flip 2018: Casa Libre & Nuvem de Livros debate ‘Leitura, gesto político’

O educador Paulo Freire (1921 – 1997) dizia: “Fora da leitura, o que há é alienação. Daí, a manipulação e a submissão. Ler é um ato político, essencialmente”. Leitura, gesto político é o tema que conduzirá os debates na Casa Libre & Nuvem de Livros, programação parceira da 16ª Feira Literária Internacional de Paraty (Flip 2018), que será realizada entre 25 e 29 de julho no Rio de Janeiro. A casa funcionará de 26 a 30 de julho, das 11h às 22h, na Rua da Lapa, 8, Centro Histórico de Paraty. A Liga Brasileira de Editoras (Libre) — associação de editoras independentes com maior representatividade no Brasil — e a Nuvem de Livros — biblioteca virtual por assinatura que reúne títulos de inúmeras editoras e outros conteúdos — renovam, assim, a bem-sucedida parceria no festival, iniciada em 2014.

O tema defendido na Casa Libre & Nuvem de Livros parte da premissa de que a leitura instaura um campo de presença e encontro com outros saberes, facilitando diálogos e trocas atemporais, contribuindo desta forma com a potencialização e construção de novas consciências. “Pelo quinto ano consecutivo, a Libre, em parceria com a Nuvem de Livros, traz uma discussão contundente para a Flip. Discutir o papel da leitura é discutir o mundo. É discutir as possibilidade de formação de novos leitores e que estes sejam atentos e reflexivos. Discutir leitura é fugir da alienação que parece nos rondar. O mercado editorial precisa entender que, para o crescimento do número de leitores, é preciso incentivo e formação de seres pensantes”, diz Raquel Menezes, presidente da Libre.

“A Libre e a Nuvem de Livros esperam que a leitura possa ‘gestar-se’ em novos territórios para novos sujeitos, fomentando resiliência e transformação, engendrando sonhos, construindo pontes e abrindo caminhos possíveis ao crescimento sociocultural. Afinal, é lendo que se desenvolve o pensamento crítico”, ressalta Roberto Bahiense, CEO da Nuvem de Livros.

Durante cinco dias, escritores e demais profissionais do mercado editorial, jornalistas e acadêmicos participarão de debates na Casa Libre & Nuvem de Livros. Uma das mesas já confirmadas, no dia 27 de julho (sexta-feira), às 16h, discutirá sobre “Representatividade na literatura e nos festivais literários”, com participação das escritoras Paloma Franca Amorim, que escreve às quartas-feiras para o jornal paraense ‘O Liberal’, Guiomar de Grammont, organizadora do Fórum das Letras de Ouro Preto, e Gisele Corrêa Ferreira, organizadora do Flipoços, o evento literário de Poços de Caldas. Haroldo Ceravolo será o mediador. O encontro será propício para debater a necessidade de haver diversidade étnica, racial e de gênero nos eventos de literatura.

Também no dia 27, às 18h,  a vereadora Marielle Franco, assassinada em março, será homenageada junto com as escritoras Carolina de Jesus e Conceição Evaristo na mesa “Vozes que não podem se calar: encontro entre Carolina, Conceição e Marielle”.  As três mulheres negras foram escolhidas por compartilharem histórias de militância e combate às desigualdades sociais e raciais. Conceição Evaristo, a única viva entre elas, estará presente, ao lado do deputado estadual Marcelo Freixo (Psol-RJ), da socióloga Janaína Damasceno e do jornalista Tom Farias, com mediação de Vagner Amaro.  Às 21h, o Encontrão de Poetas chega à Casa Libre & Nuvem de Livros para reunir poetas e leitores de poesia e lançar as plaquetes do projeto Coopoesia: coletivos de poesia na cidade do Rio de Janeiro. A noite de leitura e performance vai contar com as poetas Ana Carolina Assis, integrante do coletivo Oficina Experimental de Poesia, Estela Rosa e Taís Bravo, que tocam o projeto Mulheres que Escrevem, entre outros convidados. Durante o ano, o Encontrão de Poetas é realizado no Morro da Conceição, no Rio, pelo coletivo A Mesa, que promove projetos em artes visuais e poesia.

No sábado, dia 28, às 18h, as escritoras Bella Prudencio, Eliana Alves Cruz e Lívia Magalhães discutem sobre feminismo, assunto em evidência na sociedade, na mesa “Lugar de mulher é onde ela quiser”, mediada por Lizandra Magon de Almeida. Cada uma tratará de sua experiência sobre o tema, norteadas da ideia de que as mulheres podem ir a qualquer lugar. A casa acredita que a democratização da leitura permitirá um país mais leitor, com mais mulheres leitoras e conhecedoras de seus direitos. Às 20h, será realizado um bate-papo sobre “Colonização e Resistência” com o premiado escritor franco-congolês Alain Mabanckou, autor da Editora Malê que está na programação oficial da Flip, e mediação de Joana Monteleone.

Em 2018, a casa terá programação infantil no sábado e domingo de manhã. Haverá um slam de ilustração com o premiado ilustrador Roger Mello e apoio do Clube de Leituras Quindim. O público que costuma prestigiar a Casa Libre & Nuvem de Livros desde 2014 comparece com a expectativa de desfrutar, naquele espaço, do aprofundamento sobre a análise da realidade brasileira. Isso aconteceu, por exemplo, durante as conferências de Leonardo Boff e Marcelo Freixo, Lázaro Ramos, Conceição Evaristo e Chico Alencar na edição 2016. Em 2017, a programação se aprofundou sobre como a leitura pode contribuir para a superação das graves crises que o Brasil atravessa, como forma de resistência política.

Organizadores e parceiros
Constituída em 2002, a Libre congrega cerca de 130 editoras de diversas regiões do país em defesa da bibliodiversidade, termo que se refere à necessidade de diversidade na produção editorial e nos acervos disponibilizados aos leitores em bibliotecas, livrarias e outros ambientes. A bibliodiversidade está relacionada à própria ideia de diversidade cultural — é a garantia de que o mercado do livro ajude a construir uma sociedade que respeite e promova a democracia e a diversidade de cultura, política e de gênero. Associada à Aliança Internacional dos Editores Independentes, com sede em Paris, a Libre é a maior rede do mundo dentro de tal segmento editorial.

A Nuvem de Livros é uma biblioteca em nuvem que permite a consulta ao seu acervo em um ambiente com acesso controlado e licenciado, absolutamente seguro, ideal para escolas, universidades e famílias, reunindo milhares de livros, vídeos e conteúdos interativos. Após aderir ao serviço, o usuário pode acessar romances, biografias, coletâneas de contos, crônicas, poesias, ensaios, novelas e vários outros gêneros literários, além de atlas, enciclopédias e dicionários. Também compõem a plataforma audiolivros, audiocursos, entrevistas com importantes e premiados autores e produtores culturais, vídeos sobre literatura e saúde, reforço escolar e visitas guiadas aos mais respeitados museus do mundo.

Neste ano, o espaço conta com o apoio da Metabooks, plataforma de gerenciamento de metadados integrada ao sistema de editores e livreiros, da gráfica Forma Certa e da Bibliomundi, plataforma de autopublicação e distribuição de e-books.

PROGRAMAÇÃO CASA LIBRE & NUVEM DE LIVROS 2018

QUINTA-FEIRA, DIA 26/07

16H – OS NÚMEROS E LIVROS: CONSTRUINDO UMA POLÍTICA DE IGUALDADE
Isma Borges
Volnei Canônica
Benjamin Magalhães
Camila Perlingeiro
Mediação: André Palme

SEXTA-FEIRA, DIA 27/07

12H – COMO GARANTIR A AUTORIA NO LIVRO INFANTIL.
Roger Mello
Rosana Rios
Gil Sales.
Mediação: Volnei Canônica

14H LANÇAMENTO COLETIVO

16H  – REPRESENTATIVIDADE NA LITERATURA E NOS FESTIVAIS LITERÁRIOS
Paloma Franca Amorim
Guiomar de Grammont
Gisele Correa Ferreira

Mediação: Haroldo Ceravolo

18H – VOZES QUE NÃO SE PODEM CALAR: ENCONTRO  ENTRE CAROLINA, CONCEIÇÃO E MARIELLE
Conceição Evaristo
Janaína Damasceno
Marcelo Freixo
Tom Farias
Mediação: Vagner Amaro
20H- Ler o mundo pela gastronomia e a moda
Joana Monteleone
Almir França
Mediação: Camila Perlingeiro

21H- ENCONTRÃO DE POETAS À MESA

SÁBADO, DIA 28/07

10h A LEITURA COMO FORMAÇÃO E AFIRMAÇÃO POLÍTICA
Wadih Damous
Mediação: Roberto Bahiense

11h CURADORIA, UMA CONVERSA OLHO NO OLHO: NA ERA DA INDICAÇÃO DIGITAL
Padmini Prem
Isabella Zappa
Malu Carvalho
Daisy Carias
Renata Nakano
Mediação: Lêda Fonseca

12H – A LITERATURA COMO INSTRUMENTO DE INCLUSÃO
José Carlos Morais
Soraya Telles
Mediação: Simone Monteiro

14H – MÍDIAS E LITERATURA
Simone Monteiro
Maria Esther Maciel
Mediação: Haroldo Ceravolo

16H – POESIA E RESISTÊNCIA
Alberto Pucheu
Daniele Magalhães
Mediação: Maíra Nassif

17H – MARCOS LEGAIS: COMO GARANTIR O DIREITO À LITERATURA PARA TODOS OS BRASILEIROS
José Castilho Marques Netto
Renata Costa
Marcos Pereira
Guilherme Relvas
Raquel Menezes
Mediação: Volnei Canônica

18H – LUGAR DE MULHER É ONDE ELA QUISER
Bella Prudencio
Eliana Alves Cruz
Lívia Magalhães
Mediação: Lizandra Magon de Almeida

20H – BATE-PAPO COM ALAIN MAMBOUKU
Mediação: Joana Monteleone

22H SHOW ANNA CLAUDIA RAMOS E LIZA K
DOMINGO, DIA 29/07

10H – OS MEDOS AO ESCREVER LIVROS PARA CRIANÇAS E JOVENS
Anna Cláudia Ramos
Andrea Viviana Taubeman
Penélope Martins
Kiusam de Oliveira
Mediação: Pilar Lacerda

11h – SLAM DE ILUSTRAÇÃO: O DESENHO É PENSAR COM O TRAÇO
Roger Mello
Luciana Grether
Patrícia Auerbach
Mediação: Volnei   Canônica
Trilha sonora: Liza K

Posts relacionados

Lançamento do livro “A Contrapartida” no Rio de Janeiro

Redação

Após estreia em Dubai, romance Bluebell chega ao Brasil

Redação

Oficina infantil gratuita no Museu do Amanhã vai transformar crianças em escritores mirins 

Redação

Livro Festina Lente terá pré-lançamento na Flip na Casa Autografia

Redação

Livro mostra que o autismo não é o fim de tudo

Redação

Clássico da literatura infantojuvenil, livro de Roseana Murray é reeditado pela Lago de Histórias

Redação

Deixe um comentário