Festival Literário Internacional – FLIBH exibe adaptações literárias para o cinema no MIS Cine Santa Tereza

O Festival Literário Internacional – FLIBH exibe a Mostra a Literatura no Cinema, que apresenta o diálogo entre a literatura e a sétima arte, no MIS Cine Santa Tereza. A mostra contará com a exibição de  adaptações literárias  para o cinema, que propõem uma transposição criativa do texto literário a partir da linguagem audiovisual. O festival acontece entre os dias 14 e 17 de setembro, e é realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura (FMC), em parceria com a terceira edição da Primavera Literária, da Liga Brasileira de Editoras Independentes (LIBRE). Toda a programação é gratuita e se encontra disponível no site www.flibh.com.br

“Fiando-se ao tema da segunda edição do FLI-BH, Vozes de todos os cantos, foram escolhidos para a programação filmes feitos a partir de obras da literatura nacional que colocam em cena personagens historicamente marginalizados e cujas vozes, muitas vezes, foram silenciadas” destaca Ana Amelia Lage Martins, gestora do MIS Cine Santa Tereza, responsável pela seleção dos filmes junto à curadoria do festival.

Booking.com

Entre estas vozes apresentadas na Mostra estão as da mulher emigrante nordestina, trazida pelo A hora da Estrela, de Clarice Lispector, que foi levada para o cinema por Suzana Amaral (1985) e a voz sertaneja sensivelmente retratada por Guimarães Rosa, transposta para o filme Mutum, de Sandra Kogut (2007). A mostra também traz à cena o olhar do operariado, por meio do filme Redemoinho (2016), realizado por José Villamarim a partir do monumental Inferno Provisório de Luiz Ruffato e o da criança órfã, do livro A Corda Bamba, de Lygia Bojunga, a partir do qual  Eduardo Goldenstein fez seu filme homônimo para o público infantil e juvenil.

As relações de classe e trabalho são reveladas com o denso e sarcástico O Cheiro do Ralo (2007), filmado por Heitor Dhalia a partir do livro homônimo de Lourenço Mutarelli. Além dessas filmes, baseados em romances, a programação também conta com o curta metragem belo horizontino Vênus Filó, a Fadinha Lésbica (2016), feito pelo belohorizontino Sávio Leite e que traz uma das vozes mais controversas e marginalizadas da poesia, Hilda Hilst.

FLI-BH
O Festival Literário Internacional de Belo Horizonte – FLI-BH acontece de 14 a 17 de setembro, no Centro de Referência da Juventude, com programação diversificada e atividades gratuitas de valorização da literatura e fomento à leitura. O FLI-BH é realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura (FMC), em parceria com a terceira edição da Primavera Literária, da Liga Brasileira de Editoras Independentes (LIBRE). O evento conta ainda com a parceria cultural do Sesc em Minas Gerais e do BDMG Cultural. Com o tema Vozes de Todos os Cantos, a segunda edição do FLI-BH propõe trazer à cena a diversidade que a literatura expressa reunindo grupos que movimentam a cena literária na cidade e em diferentes partes do mundo. O festival homenageia a escritora mineira Laís Corrêa de Araújo, personalidade influente no meio literário, que se configura como uma grande intelectual brasileira, pesquisadora, ficcionista, tradutora e ensaísta.

PROGRAMAÇÃO

Dia 15 de setembro, sexta-feira, às 19h30| MOSTRA A LITERATURA NO CINEMA- FESTIVAL LITERÁRIO INTERNACIONAL

A hora da estrela (Suzana Amaral| Brasil| 1986| Drama| 96 min)

Macabéa é uma imigrante nordestina que vive no Rio de Janeiro, trabalha como datilógrafa em uma pequena firma e mora em uma pensão. Um dia, ela se consulta com a cartomante Madame Carlota, que prevê novos dias para ela e um encontro com um homem estrangeiro, rico e bonito. Inspirado no livro homônimo de Clarice Lispector.

Classificação indicativa: 10 anos

Dia 16 de setembro, sábado | MOSTRA A LITERATURA NO CINEMA- FESTIVAL LITERÁRIO INTERNACIONAL

Às 17h

Corda bamba: história de uma menina equilibrista (Eduardo Goldenstein| Brasil| 2012| Infantil| 80 min)

Maria é uma menina de 10 anos que foi criada no circo. Após um tempo vivendo com os padrinhos, Foguinho e Barbuda, ela se muda para a cidade grande para morar com sua avó. Apesar de enfrentar dificuldades em se adaptar à nova vida, ela aos poucos passa a se lembrar de um grande trauma do passado envolvendo seus pais. Baseada na obra Corda Bamba, de Lygia Bojunga.

Classificação indicativa: livre

Às 19h

Redemoinho (Jose Luiz Villamarim| Brasil| 2016| Drama| 100 min)

Em Cataguases, cidade de Minas Gerais, dois amigos acabam se reencontrando após muito tempo separados. Na véspera de Natal, os dois se reúnem para uma conversa regada a muita bebida, o que desperta em Luzimar e Gildo, a oportunidade de reavaliar seus caminhos e de falar sobre suas lembranças, seus remorsos e suas alegrias. Livremente inspirado no livro “O Mundo Inimigo – Inferno Provisório Vol. II”, de Luiz Ruffato.

Classificação indicativa: 16 anos

Dia 17 de setembro, domingo| MOSTRA A LITERATURA NO CINEMA- FESTIVAL LITERÁRIO INTERNACIONAL

Às 17h

Mutum (Sandra Kogut| Brasil| 2007| Drama| 90 min)

Mutum quer dizer mudo. Mutum é uma ave negra que só canta à noite. E Mutum é também o nome de um lugar isolado no sertão de Minas Gerais, onde vivem Thiago e sua família. Thiago tem dez anos e é um menino diferente dos outros. É através do seu olhar que enxergamos o mundo nebuloso dos adultos, com suas traições, violências e silêncios. Ao lado de Felipe, seu irmão e único amigo, Thiago será confrontado com este mundo, descobrindo-o ao mesmo tempo em que terá de aprender a deixá-lo. Baseado na obra Manuelzão e Miguilim, de João Guimarães Rosa.

Classificação indicativa: Livre

Às 19h

Vênus Filó- A Fadinha Lésbica (Sávio Leite| Brasil| 2016| 5 min)

Neste conto de fadas de animação, Filly, uma fada lésbica com dedos ágeis, seduz diversas mulheres durante o dia, se disfarçando de menino. Mas as coisas ficam estranhas e fogem do controle quando, inesperadamente, durante a noite, metade da população de Whatsit Village está formando uma extensa fila. Baseado no livro Bufólicas, de Hilda Hilst.

O cheiro do Ralo (Heitor Dhalia | Brasil| 2006| 154 min)

O proprietário de uma loja de penhores usa sua ganância para se sustentar e fazer certos jogos perversos. Mas tudo muda quando ele conhece uma garçonete e começa a perder o controle de sua vida equilibrada. Baseado no livro homônimo de Lourenço Mutarelli.

Classificação indicativa: 16 anos

SERVIÇO:

Mostra Literatura no Cinema – 2ª Festival Literário Internacional – FLIBH e 3ª Primavera Literária
De 15 e 17 de setembro
MIS Cine Santa Tereza – R. Estrela do Sul, 89, Santa Tereza
Toda programação é gratuita

Booking.com