Festival de música reunirá jovens do mundo inteiro no Brasil

Pela primeira vez no País, o Ethno Brazil permitirá troca de experiências musicais entre jovens de diversas nacionalidades. Inscrições estão abertas até 7 de março

 

Em sua primeira edição no País, o festival Ethno Brazil reunirá jovens de 18 a 30 anos do mundo inteiro na Fazenda Serrinha, em São Paulo, para práticas e trocas musicais coletivas. O evento ocorrerá entre os dias 17 e 28 de junho e as inscrições estão abertas até 7 de março.

Para participar, basta se inscrever pelo site www.ethnobrazil.org.br. O festival Ethno é promovido pela Jeunesses Musicales International (JMI), em mais de 70 países.

Das 25 vagas disponíveis, cinco estão reservadas para jovens brasileiros. Os inscritos serão selecionados pela equipe do festival, que levará em consideração a diversidade de países, instrumentos e gêneros musicais representados. Os nomes dos selecionados serão divulgados até 12 de março.

Para participar, é necessário pagar uma taxa de inscrição, que contempla hospedagem, alimentação e traslados por todo o período do festival. Os valores são:

  • Participantes brasileiros: R$ 250,00
  • Participantes de países em desenvolvimento: 200 € – podendo ser concedidas três bolsas isentas de pagamento
  • Participantes de outros países: 250 €

Jovens selecionados de vários países ficarão juntos durante 12 dias para práticas coletivas de música, oficinas, shows, experiências de imersão cultural, trocas e vivências múltiplas, sob a liderança de Gabriel Levy, acordeonista, arranjador, compositor, educador e produtor musical.

A Serrinha é uma tradicional fazenda de café e olarias, com 120 hectares de terras localizada em Bragança Paulista – a 90 km de São Paulo – e é considerada, pelos órgãos brasileiros de preservação ambiental, como uma Reserva Particular do Patrimônio Natural. Sua paisagem é marcada pela represa do Jaguari-Jacareí e pela Serra da Mantiqueira. O espaço conta com alojamentos, restaurantes, além de instalações arquitetônicas antigas e modernas que abrigarão as atividades. Veja mais informações em: http://fazendaserrinha.com.br/.

As apresentações do festival ocorrerão também na capital, e em três municípios do Estado de São Paulo: São José dos Campos, Bragança Paulista e Taubaté.

O evento é realizado pela Amigos do Guri, gestora do Projeto Guri no interior e litoral, em parceria com a Jeunesses Musicales International (JMI).

Serviço: Inscrições Ethno Brazil
Quando: até 7 de março
Onde: http://www.ethnobrazil.org.br
Investimento: R$ 250,00 para os selecionados do Brasil 
250 € para os selecionados do resto do mundo
200 € para participantes de países em desenvolvimento | três bolsas isentas de pagamento

Ethno
O Ethno surgiu na Suécia, em 1990, com a missão de, por meio de um acampamento musical, reanimar e manter vivas as tradições culturais para as jovens gerações. Partindo de workshops e apresentações, o objetivo era promover o diálogo entre culturas, difundindo conceitos como a paz, a tolerância, o respeito, a generosidade e a compreensão entre jovens.

Enquanto dividem o mesmo espaço, os músicos participantes do Ethno partilham suas músicas, tradições e culturas. Juntos, fazem workshops nos quais uns ensinam aos outros as canções tradicionais de seus países. Nas oficinas conduzidas pelos líderes artísticos, os jovens têm a oportunidade de ensaiar, criar arranjos e se apresentar. Em sua essência, o Ethno é uma forma democrática de aprendizagem entre pares com uma pedagogia não formal, que foi refinada ao longo dos anos. No Ethno, se aprende música ouvindo. Todo mundo tem a oportunidade de conhecer música nova: normalmente, cerca de dez a 20 músicas e canções são ensinadas nas oficinas; e muitas mais são compartilhadas informalmente.

O programa culmina em uma série de apresentações e concertos, que podem ser autônomos ou conectados a um festival maior. Em todo o mundo, os concertos Ethno são respeitados pelo virtuosismo e positividade.

Amigos do Guri
A Amigos do Guri é uma organização social de cultura que administra o Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo – idealizador do projeto –, a Amigos do Guri conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Amigos do Guri, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: www.projetoguri.org.br/faca-sua-doacao.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.